Ibope: Bolsonaro chega a 26%, seguido por empate técnico entre Ciro, Marina, Alckmin e Haddad

NOVA PESQUISA

Ibope: Bolsonaro chega a 26%, seguido por empate técnico entre Ciro, Marina, Alckmin e Haddad

Jair Bolsonaro subiu nas intenções de voto, saindo de 22% para 26%. Em seguida, aparecem Ciro, Marina, Alckmin e Haddad

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

11 de setembro de 2018 às 20:09

Há 1 semana
Bolsonaro aparece em primeiro, seguido por empate técnico (FOTOS: Reprodução/Facebook)

Bolsonaro aparece em primeiro, seguido por empate técnico (FOTOS: Reprodução/Facebook)

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) subiu nas intenções de votos dos brasileiros após o ataque sofrido no último dia 6, em Juiz de Fora, Minas Gerais. É o que mostra a pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (11). Bolsonaro saltou de 22% para 26% em comparação à pesquisa anterior, no dia 5 de setembro.

A margem de erro estimada é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos. Foram realizadas entrevistas em 145 cidades brasileiras com 2.002 pessoas ouvidas.

Em segundo lugar aparece o candidato Ciro Gomes (PDT), com 11% das intenções. A oscilação foi de apenas 1 ponto percentual para baixo dentro da margem de erro. Marina Silva (REDE) aparece com 9%, caindo 3 pontos em relação à última pesquisa.

Geraldo Alckmin (PSDB) manteve os seus 9%, o número foi o mesmo da pesquisa anterior. Fernando Haddad (PT) oscilou 2 pontos para mais dentro da margem de erro, indo de 6% para 8%.

Considerando a margem de erro da pesquisa, de 2 pontos para mais ou para menos, os candidatos Ciro Gomes, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Fernando Haddad estão empatados tecnicamente em segundo lugar.

Longe do pelotão que lidera as intenções de voto estão Alvaro Dias (Podemos), Henrique Meirelles (MDB) e João Amoêdo (Novo), todos com 3% das intenções de voto. 

Cabo Daciolo (Patriota) e Vera Lúcia (PSTU) obtiveram 1%. Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram. Considerando a margem de erro, eles estão empatados com Dias, Meirelles e Amoêdo.

Rejeição

Bolsonaro também lidera as pesquisas quando o assunto é rejeição. Nesse quesito, o candidato do PSL caiu três pontos em relação à última pesquisa, mas segue com 41% da rejeição dos eleitores.

Marina Silva oscilou 2% dentro da margem, indo de 26% para 24% da rejeição. Ciro caiu de 20% para 17%. Fernando Haddad se manteve com 23%. Já o candidato Alckmin teve queda de três pontos porcentuais, de 22% para 19%.

Com 11% estão Cabo Daciolo, Guilherme Boulos, Henrique Meirelles, Eymael e Vera. João Amoêdo (10%) e Álvaro Dias (9%) fazem parte do grupo que está empatado tecnicamente.

A pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR05221/2018, foi realizada entre os dias 8 e 10 de setembro. O nível de confiança é de 95%. O que significa que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral do país.

Publicidade

Dê sua opinião

NOVA PESQUISA

Ibope: Bolsonaro chega a 26%, seguido por empate técnico entre Ciro, Marina, Alckmin e Haddad

Jair Bolsonaro subiu nas intenções de voto, saindo de 22% para 26%. Em seguida, aparecem Ciro, Marina, Alckmin e Haddad

Por Tribuna do Ceará em Eleições 2018

11 de setembro de 2018 às 20:09

Há 1 semana
Bolsonaro aparece em primeiro, seguido por empate técnico (FOTOS: Reprodução/Facebook)

Bolsonaro aparece em primeiro, seguido por empate técnico (FOTOS: Reprodução/Facebook)

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) subiu nas intenções de votos dos brasileiros após o ataque sofrido no último dia 6, em Juiz de Fora, Minas Gerais. É o que mostra a pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (11). Bolsonaro saltou de 22% para 26% em comparação à pesquisa anterior, no dia 5 de setembro.

A margem de erro estimada é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos. Foram realizadas entrevistas em 145 cidades brasileiras com 2.002 pessoas ouvidas.

Em segundo lugar aparece o candidato Ciro Gomes (PDT), com 11% das intenções. A oscilação foi de apenas 1 ponto percentual para baixo dentro da margem de erro. Marina Silva (REDE) aparece com 9%, caindo 3 pontos em relação à última pesquisa.

Geraldo Alckmin (PSDB) manteve os seus 9%, o número foi o mesmo da pesquisa anterior. Fernando Haddad (PT) oscilou 2 pontos para mais dentro da margem de erro, indo de 6% para 8%.

Considerando a margem de erro da pesquisa, de 2 pontos para mais ou para menos, os candidatos Ciro Gomes, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Fernando Haddad estão empatados tecnicamente em segundo lugar.

Longe do pelotão que lidera as intenções de voto estão Alvaro Dias (Podemos), Henrique Meirelles (MDB) e João Amoêdo (Novo), todos com 3% das intenções de voto. 

Cabo Daciolo (Patriota) e Vera Lúcia (PSTU) obtiveram 1%. Guilherme Boulos (PSOL), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram. Considerando a margem de erro, eles estão empatados com Dias, Meirelles e Amoêdo.

Rejeição

Bolsonaro também lidera as pesquisas quando o assunto é rejeição. Nesse quesito, o candidato do PSL caiu três pontos em relação à última pesquisa, mas segue com 41% da rejeição dos eleitores.

Marina Silva oscilou 2% dentro da margem, indo de 26% para 24% da rejeição. Ciro caiu de 20% para 17%. Fernando Haddad se manteve com 23%. Já o candidato Alckmin teve queda de três pontos porcentuais, de 22% para 19%.

Com 11% estão Cabo Daciolo, Guilherme Boulos, Henrique Meirelles, Eymael e Vera. João Amoêdo (10%) e Álvaro Dias (9%) fazem parte do grupo que está empatado tecnicamente.

A pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo BR05221/2018, foi realizada entre os dias 8 e 10 de setembro. O nível de confiança é de 95%. O que significa que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral do país.