Ciro Gomes tenta projetar sucesso da educação no Ceará em sua campanha a presidente

EVENTO EM SÃO PAULO

Ciro Gomes tenta projetar sucesso da educação no Ceará em sua campanha a presidente

As propostas para a educação do candidato Ciro Gomes (PDT) já demonstram apelo às ações realizadas no Ceará

Por Jéssica Welma em Eleições 2018

7 de agosto de 2018 às 10:57

Há 1 mês
2º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação

Nelson Marconi à esquerda, Daniel Cara e Eduardo Pádua no 2º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação. A mediação é de Renata Cafardo e Fábio Takahashi (Foto: Jéssica Welma)

As propostas para a educação do candidato Ciro Gomes (PDT) à presidência da República já demonstram apelo às ações realizadas no Ceará durante a gestão do irmão Cid Gomes (PDT) no Governo do Estado e no berço político da família, Sobral.

Em entrevista durante o 2° Congresso Internacional de Jornalismo da Educação, em São Paulo, na última segunda-feira (6), o articulador do programa de governo de Ciro Gomes (PDT) na área, o professor da FGV Nelson Marconi, ressaltou a “experiência de Ciro e Cid no Ceará” para dizer que Educação será um dos temas de destaque em possível governo do pedetista.

No Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado em 2016, o Estado colocou 77 escolas entre as 100 melhores do Brasil, ocupando todos os 24 primeiros lugares. Marconi pontuou que uma das metas de campanha é “replicar isso em outros estados, em outros municípios”, sem, no entanto, dar detalhes de como essa transferência de experiência se daria.

O representante de Ciro minimizou críticas ao desempenho do Ceará nos últimos anos da educação básica, especialmente no Ensino Médio, no qual o estado não atingiu a meta de desempenho e o controle da evasão é um desafio. Ele disse que é necessário esperar que a geração formada nos primeiros anos chegue ao Ensino Médio.

Em Sobral, referência no desenvolvimento da educação básica, a mudança no ensino começou nos anos 2000. Em 2007, o Governo Cid estendeu a experiência da cidade da qual foi prefeito para outros municípios através do Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic). Alguns gerações já terminaram os estudos básicos desde então, mas ainda sem reflexos destacáveis nos anos finais.

Debate

Também participaram do encontro promovido pela Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca) os representantes dos programas de governo de Geraldo Alckmin (PSDB), Eduardo Pádua; e de Guilherme Boulos (Psol), Daniel Cara. Todas as campanhas foram convidadas.

Eduardo Pádua destacou que o projeto de Alckmin é focar no desenvolvimento da educação básica, com trabalhos voltados para a primeira infância, a juventude e os professores.

Daniel Cara apresentou propostas para retomar o cumprimento do Plano Nacional da Educação e pontuou que o acesso à educação de qualidade é o primeiro direito social e que abre as portas para os demais direitos.

Publicidade

Dê sua opinião

EVENTO EM SÃO PAULO

Ciro Gomes tenta projetar sucesso da educação no Ceará em sua campanha a presidente

As propostas para a educação do candidato Ciro Gomes (PDT) já demonstram apelo às ações realizadas no Ceará

Por Jéssica Welma em Eleições 2018

7 de agosto de 2018 às 10:57

Há 1 mês
2º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação

Nelson Marconi à esquerda, Daniel Cara e Eduardo Pádua no 2º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação. A mediação é de Renata Cafardo e Fábio Takahashi (Foto: Jéssica Welma)

As propostas para a educação do candidato Ciro Gomes (PDT) à presidência da República já demonstram apelo às ações realizadas no Ceará durante a gestão do irmão Cid Gomes (PDT) no Governo do Estado e no berço político da família, Sobral.

Em entrevista durante o 2° Congresso Internacional de Jornalismo da Educação, em São Paulo, na última segunda-feira (6), o articulador do programa de governo de Ciro Gomes (PDT) na área, o professor da FGV Nelson Marconi, ressaltou a “experiência de Ciro e Cid no Ceará” para dizer que Educação será um dos temas de destaque em possível governo do pedetista.

No Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado em 2016, o Estado colocou 77 escolas entre as 100 melhores do Brasil, ocupando todos os 24 primeiros lugares. Marconi pontuou que uma das metas de campanha é “replicar isso em outros estados, em outros municípios”, sem, no entanto, dar detalhes de como essa transferência de experiência se daria.

O representante de Ciro minimizou críticas ao desempenho do Ceará nos últimos anos da educação básica, especialmente no Ensino Médio, no qual o estado não atingiu a meta de desempenho e o controle da evasão é um desafio. Ele disse que é necessário esperar que a geração formada nos primeiros anos chegue ao Ensino Médio.

Em Sobral, referência no desenvolvimento da educação básica, a mudança no ensino começou nos anos 2000. Em 2007, o Governo Cid estendeu a experiência da cidade da qual foi prefeito para outros municípios através do Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic). Alguns gerações já terminaram os estudos básicos desde então, mas ainda sem reflexos destacáveis nos anos finais.

Debate

Também participaram do encontro promovido pela Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca) os representantes dos programas de governo de Geraldo Alckmin (PSDB), Eduardo Pádua; e de Guilherme Boulos (Psol), Daniel Cara. Todas as campanhas foram convidadas.

Eduardo Pádua destacou que o projeto de Alckmin é focar no desenvolvimento da educação básica, com trabalhos voltados para a primeira infância, a juventude e os professores.

Daniel Cara apresentou propostas para retomar o cumprimento do Plano Nacional da Educação e pontuou que o acesso à educação de qualidade é o primeiro direito social e que abre as portas para os demais direitos.