Ailton Lopes defende redução de supersalários e controle de armas no Ceará

CANDIDATO DO PSOL

Ailton Lopes defende redução de supersalários e controle de armas no Ceará

O candidato também fez críticas à disparidade na estrutura de escolas profissionalizantes e escolas tradicionais de ensino médio

Por Jéssica Welma em Eleições 2018

5 de setembro de 2018 às 15:54

Há 2 semanas
Ailton Lopes é candidato pelo Psol. (Foto: Reprodução)

Ailton Lopes é candidato pelo Psol. (Foto: Reprodução)

O candidato do Psol ao Governo do Ceará, Ailton Lopes, defendeu o controle de armas como ação prioritária no combate aos índices de homicídio e criticou a existência de supersalários na máquina estatal. Ele foi o segundo entrevistado da série do Focus.Jangadeiro, na Tribuna BandNews FM, com candidatos ao governo nas eleições 2018.

Questionado se é a favor de reformas na previdência, Ailton questionou de quem seriam cortados privilégios. Ele criticou a existência de supersalários em todos os poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário.

“Na folha de pagamento dos servidores que estão na ativa no Ceará, dos 140 mil, 45 mil recebem, no máximo, 900 reais. Às vezes se diz que está gerando uma economia enorme, enquanto tem outros servidores que ganham mais que o teto, mais que um juiz federal”, destacou.

Segurança

“Um problema como o da segurança publica não se resolve de imediato. Quem diz que tem medidas imediatas que vão resolver, ou que vai reduzir o número de homicídios pela metade, está encarando a eleição como concurso de promessa”, disse Ailton.

Ele defendeu o controle de armas como medida prioritária contra os índices de homicídio. “Saber a origem das armas, o fabricante, a data da fabricação. A arma está chegando ao mercado ilegal através do mercado legal. Está havendo um vazamento aí”, pontuou. O candidato destacou projeto do deputado estadual Renato Roseno, também do Psol, para que seja identificada a origem de armas apreendidas.

Ailton pontuou ainda que, se eleito, pretende contratar mais pesquisadores da área da segurança e articular os trabalhos com fóruns que atuam na temática.

ELEIÇÕES 2018 | Focus Jangadeiro entrevista Ailton Lopes (Psol); acompanhe

Ailton Lopes (Psol) é o segundo candidato ao governo do Ceará sabatinado no Focus Jangadeiro

Posted by Tribuna Bandnews FM on Wednesday, September 5, 2018

Educação

Em relação à educação, o candidato defendeu a realização de concurso para professor e disse que sua meta é ter 100% de docentes em quadro permanente. Ailton também fez críticas à disparidade na estrutura das escolas de tempo integral e nas instituições de ensino tradicional.

“Temos escolas em determinado padrão, que são as escolas profissionalizantes, e outras num padrão péssimo, com salas superlotadas”, criticou. O candidato afirmou que, se eleito, instituirá o máximo de 25 alunos por sala de aula.

Ele também falou da falta de suporte para alunos e professores nas escolas de tempo integral. “De que adianta colocar o estudante de 7 das manhã às 5h da tarde se você não tem espaço de repouso, é estudante dormindo em cima do birô, do chão, como temos vários relatos. Falta até reposição para pincel atômico, professor economizando pra reproduzir TD”, denunciou Ailton.

Focus.Jangadeiro entrevista candidatos ao Governo do Ceará. (Foto: Reprodução)

Focus.Jangadeiro entrevista candidatos ao Governo do Ceará. (Foto: Reprodução)

Governabilidade

O candidato do Psol falou também sobre, em um possível governo, como garantiria a governabilidade a partir da relação com o poder legislativo.

“A grande ameaça à governabilidade no nosso país é o fisiologismo político. Se a gente aceitasse as instituições funcionarem como elas devem funcionar, de forma adequada no regime presidencialista, governos de minoria sobreviveriam naturalmente”, pontuou.

Ele criticou as alianças do adversário político, Camilo Santana (PT), candidato à reeleição, no que chamou de “balcão de negócios”. Ailton citou o apoio de ex-adversários políticos do PT que se aliaram a Camilo às vésperas da eleição, como os deputados federais Genecias Noronha (SD) e Gorete Pereira (PR).

Ailton também fez críticas à relação do governador com setores e movimentos sociais. Ele disse que “hoje a correlação de forças está desfavorável a luta do trabalhador”, citando que não houve mobilização suficiente para impedir o Governo Camilo de aprovar congelamento dos gastos no Ceará por 10 anos.

“O Governo Temer foi tão perverso que praticamente todas as ações foram voltadas contra esse governo”, pontuou.

Focus.Jangadeiro

O Focus.Jangadeiro, com os jornalistas Fábio Campos e Wanderley Filho, realiza uma série de entrevistas com os quatro candidatos ao Governo do Ceará que têm representação no Congresso Nacional, segundo regra da Justiça Eleitoral. O programa vai ao ar todas as quartas-feiras, na rádio Tribuna BandNews FM 101.7. As entrevistas começam às 12h30min e têm duração de meia hora.

O candidato Camilo Santana (PT) é o candidato do dia 12 de setembro, e Hélio Góis (PSL), dia 19 de setembro. Santana é o único que ainda não confirmou. O primeiro entrevistado foi General Theóphilo (PSDB), em 29 de agosto.

Além do rádio, há transmissão ao vivo nas redes sociais da Tribuna BandNews FM e do Tribuna do Ceará. As entrevistas serão gravadas e exibidas na íntegra, sem edição e sem comercial, sempre às quintas-feiras, de 13h30min às 14h, na TV Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

CANDIDATO DO PSOL

Ailton Lopes defende redução de supersalários e controle de armas no Ceará

O candidato também fez críticas à disparidade na estrutura de escolas profissionalizantes e escolas tradicionais de ensino médio

Por Jéssica Welma em Eleições 2018

5 de setembro de 2018 às 15:54

Há 2 semanas
Ailton Lopes é candidato pelo Psol. (Foto: Reprodução)

Ailton Lopes é candidato pelo Psol. (Foto: Reprodução)

O candidato do Psol ao Governo do Ceará, Ailton Lopes, defendeu o controle de armas como ação prioritária no combate aos índices de homicídio e criticou a existência de supersalários na máquina estatal. Ele foi o segundo entrevistado da série do Focus.Jangadeiro, na Tribuna BandNews FM, com candidatos ao governo nas eleições 2018.

Questionado se é a favor de reformas na previdência, Ailton questionou de quem seriam cortados privilégios. Ele criticou a existência de supersalários em todos os poderes, Executivo, Legislativo e Judiciário.

“Na folha de pagamento dos servidores que estão na ativa no Ceará, dos 140 mil, 45 mil recebem, no máximo, 900 reais. Às vezes se diz que está gerando uma economia enorme, enquanto tem outros servidores que ganham mais que o teto, mais que um juiz federal”, destacou.

Segurança

“Um problema como o da segurança publica não se resolve de imediato. Quem diz que tem medidas imediatas que vão resolver, ou que vai reduzir o número de homicídios pela metade, está encarando a eleição como concurso de promessa”, disse Ailton.

Ele defendeu o controle de armas como medida prioritária contra os índices de homicídio. “Saber a origem das armas, o fabricante, a data da fabricação. A arma está chegando ao mercado ilegal através do mercado legal. Está havendo um vazamento aí”, pontuou. O candidato destacou projeto do deputado estadual Renato Roseno, também do Psol, para que seja identificada a origem de armas apreendidas.

Ailton pontuou ainda que, se eleito, pretende contratar mais pesquisadores da área da segurança e articular os trabalhos com fóruns que atuam na temática.

ELEIÇÕES 2018 | Focus Jangadeiro entrevista Ailton Lopes (Psol); acompanhe

Ailton Lopes (Psol) é o segundo candidato ao governo do Ceará sabatinado no Focus Jangadeiro

Posted by Tribuna Bandnews FM on Wednesday, September 5, 2018

Educação

Em relação à educação, o candidato defendeu a realização de concurso para professor e disse que sua meta é ter 100% de docentes em quadro permanente. Ailton também fez críticas à disparidade na estrutura das escolas de tempo integral e nas instituições de ensino tradicional.

“Temos escolas em determinado padrão, que são as escolas profissionalizantes, e outras num padrão péssimo, com salas superlotadas”, criticou. O candidato afirmou que, se eleito, instituirá o máximo de 25 alunos por sala de aula.

Ele também falou da falta de suporte para alunos e professores nas escolas de tempo integral. “De que adianta colocar o estudante de 7 das manhã às 5h da tarde se você não tem espaço de repouso, é estudante dormindo em cima do birô, do chão, como temos vários relatos. Falta até reposição para pincel atômico, professor economizando pra reproduzir TD”, denunciou Ailton.

Focus.Jangadeiro entrevista candidatos ao Governo do Ceará. (Foto: Reprodução)

Focus.Jangadeiro entrevista candidatos ao Governo do Ceará. (Foto: Reprodução)

Governabilidade

O candidato do Psol falou também sobre, em um possível governo, como garantiria a governabilidade a partir da relação com o poder legislativo.

“A grande ameaça à governabilidade no nosso país é o fisiologismo político. Se a gente aceitasse as instituições funcionarem como elas devem funcionar, de forma adequada no regime presidencialista, governos de minoria sobreviveriam naturalmente”, pontuou.

Ele criticou as alianças do adversário político, Camilo Santana (PT), candidato à reeleição, no que chamou de “balcão de negócios”. Ailton citou o apoio de ex-adversários políticos do PT que se aliaram a Camilo às vésperas da eleição, como os deputados federais Genecias Noronha (SD) e Gorete Pereira (PR).

Ailton também fez críticas à relação do governador com setores e movimentos sociais. Ele disse que “hoje a correlação de forças está desfavorável a luta do trabalhador”, citando que não houve mobilização suficiente para impedir o Governo Camilo de aprovar congelamento dos gastos no Ceará por 10 anos.

“O Governo Temer foi tão perverso que praticamente todas as ações foram voltadas contra esse governo”, pontuou.

Focus.Jangadeiro

O Focus.Jangadeiro, com os jornalistas Fábio Campos e Wanderley Filho, realiza uma série de entrevistas com os quatro candidatos ao Governo do Ceará que têm representação no Congresso Nacional, segundo regra da Justiça Eleitoral. O programa vai ao ar todas as quartas-feiras, na rádio Tribuna BandNews FM 101.7. As entrevistas começam às 12h30min e têm duração de meia hora.

O candidato Camilo Santana (PT) é o candidato do dia 12 de setembro, e Hélio Góis (PSL), dia 19 de setembro. Santana é o único que ainda não confirmou. O primeiro entrevistado foi General Theóphilo (PSDB), em 29 de agosto.

Além do rádio, há transmissão ao vivo nas redes sociais da Tribuna BandNews FM e do Tribuna do Ceará. As entrevistas serão gravadas e exibidas na íntegra, sem edição e sem comercial, sempre às quintas-feiras, de 13h30min às 14h, na TV Jangadeiro.