UFC fica entre as dez maiores instituições de ensino superior brasileiras
AVANÇO

UFC fica entre as dez maiores instituições de ensino superior brasileiras

A Universidade Federal do Ceará passou da 12ª para a 10ª posição no Ranking Web of Universities, elaborado pelo Conselho Superior de Investigações Científicas

Por Ana Clara Jovino em Educação

13 de fevereiro de 2017 às 18:48

Há 7 meses
A Universidade Federal do Ceará passou da 12ª para a 10ª posição no Ranking Web of Universities (FOTO: Davi Pinheiro/Divulgação)

A Universidade Federal do Ceará passou da 12ª para a 10ª posição no Ranking Web of Universities (FOTO: Davi Pinheiro/Divulgação)

A Universidade Federal do Ceará, além de ser a 3ª instituição de nível superior mais procurada por estudantes no Sisu em 2017, é a décima maior instituição de ensino superior do Brasil.

Isso porque passou da 12ª para a 10ª posição no Ranking Web of Universities. Os dados fazem parte da edição de janeiro deste ano.

O Ranking Web of Universities é elaborado pelo Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), órgão vinculado ao Ministério da Educação da Espanha.

O ranking mundial também contou com avanço da UFC. A instituição passou da posição 666, ocupada no segundo semestre do ano passado, para a de número 600. São pesquisadas 11.995 instituições no mundo inteiro, ao todo.

O aumento foi ainda maior e acelerado entre as universidade avaliadas do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). A UFC tinha ocupado a 68ª posição em 2016 e agora ocupou a 30ª. Entre os países da América Latina, a universidade chegou ao 18ª lugar, avançando quatro posições.

“Esse resultado é muito honroso e orgulha qualquer instituição. Ser a 18ª universidade da América latina e a 30ª entre os países do BRICS é um desempenho muito expressivo. Isso honra muito qualquer estado, e a sociedade cearense deve estar orgulhosa de sua universidade. A mim cabe reconhecer o trabalho de toda a administração e toda a comunidade acadêmica”, expressa o reitor Jesualdo Pereira Farias.

O ranking avalia por comparação a visibilidade e presença das instituições na internet, pois pressupõem que a importância de uma universidade é retratado na rede. Porém, não é feita uma avaliação dos seus sites, nem de sua popularidade qualificada pela audiência.

Os pesquisadores avaliam várias fontes de dados, considerando alguns critérios, como número de resultados indexados de pesquisas, citações de autores, quantidade de backlinks originados por redes externas e quantidade de artigos entre os 10% mais citados em 26 disciplinas.

“Este é um resultado muito positivo por ser um ranking que adota, como metodologia, uma técnica de análise de dados a partir de informações extraídas da Internet, utilizando algoritmos de busca e inteligência artificial, que o torna muito independente”, avaliou o professor Augusto Albuquerque, Pró-Reitor Adjunto de Planejamento e Administração.

Publicidade

Dê sua opinião

AVANÇO

UFC fica entre as dez maiores instituições de ensino superior brasileiras

A Universidade Federal do Ceará passou da 12ª para a 10ª posição no Ranking Web of Universities, elaborado pelo Conselho Superior de Investigações Científicas

Por Ana Clara Jovino em Educação

13 de fevereiro de 2017 às 18:48

Há 7 meses
A Universidade Federal do Ceará passou da 12ª para a 10ª posição no Ranking Web of Universities (FOTO: Davi Pinheiro/Divulgação)

A Universidade Federal do Ceará passou da 12ª para a 10ª posição no Ranking Web of Universities (FOTO: Davi Pinheiro/Divulgação)

A Universidade Federal do Ceará, além de ser a 3ª instituição de nível superior mais procurada por estudantes no Sisu em 2017, é a décima maior instituição de ensino superior do Brasil.

Isso porque passou da 12ª para a 10ª posição no Ranking Web of Universities. Os dados fazem parte da edição de janeiro deste ano.

O Ranking Web of Universities é elaborado pelo Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), órgão vinculado ao Ministério da Educação da Espanha.

O ranking mundial também contou com avanço da UFC. A instituição passou da posição 666, ocupada no segundo semestre do ano passado, para a de número 600. São pesquisadas 11.995 instituições no mundo inteiro, ao todo.

O aumento foi ainda maior e acelerado entre as universidade avaliadas do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). A UFC tinha ocupado a 68ª posição em 2016 e agora ocupou a 30ª. Entre os países da América Latina, a universidade chegou ao 18ª lugar, avançando quatro posições.

“Esse resultado é muito honroso e orgulha qualquer instituição. Ser a 18ª universidade da América latina e a 30ª entre os países do BRICS é um desempenho muito expressivo. Isso honra muito qualquer estado, e a sociedade cearense deve estar orgulhosa de sua universidade. A mim cabe reconhecer o trabalho de toda a administração e toda a comunidade acadêmica”, expressa o reitor Jesualdo Pereira Farias.

O ranking avalia por comparação a visibilidade e presença das instituições na internet, pois pressupõem que a importância de uma universidade é retratado na rede. Porém, não é feita uma avaliação dos seus sites, nem de sua popularidade qualificada pela audiência.

Os pesquisadores avaliam várias fontes de dados, considerando alguns critérios, como número de resultados indexados de pesquisas, citações de autores, quantidade de backlinks originados por redes externas e quantidade de artigos entre os 10% mais citados em 26 disciplinas.

“Este é um resultado muito positivo por ser um ranking que adota, como metodologia, uma técnica de análise de dados a partir de informações extraídas da Internet, utilizando algoritmos de busca e inteligência artificial, que o torna muito independente”, avaliou o professor Augusto Albuquerque, Pró-Reitor Adjunto de Planejamento e Administração.