Programa de educação agropecuária mostra a importância da zona rural para crianças do Ceará
EDUCAÇÃO RURAL

Programa de educação agropecuária mostra a importância da zona rural para crianças do Ceará

O programa Agrinho educa crianças e jovens para serem agentes de melhoria das condições sociais e econômicas do semiárido cearense

Por Jangadeiro FM em Educação

5 de dezembro de 2016 às 06:30

Há 3 meses
Ação visa mostrar a importância da região para crianças (FOTO: Reprodução)

Ação visa mostrar a importância da região para crianças (FOTO: Reprodução)

Um programa que trabalha educação agropecuária com crianças e adolescentes no Ceará, está sendo realizado em 41 municípios do Estado. Mais de 190 mil estudantes de escolas rurais cearenses desenvolvem trabalhos com o tema “Viver bem no semiárido”.

O programa Agrinho educa crianças e jovens para serem agentes de melhoria das condições sociais e econômicas da família das comunidades onde vivem. Em entrevista à rádio Jangadeiro FM, o superintendente do serviço nacional de aprendizagem rural (Senar Ceará), Paulo Hélder, explicou que o programa promove com os jovens a educação e prevenção ambiental, além da cidadania e convivência com semiárido.

“Nós trabalhamos com os alunos a saúde, a educação, a cidadania, prevenção ambiental e convivência com o semiárido. Realizamos o ensinamento de sistemas que vão auxiliar os alunos durante o dia a dia”, detalha o superintendente.

Ele explica também que o programa pretende prevenir o abandono do trabalho no campo pelas novas gerações. “É um trabalho que fazemos desde criança para que essas pessoas não abandonem o campo. Porque vai chegar um momento que não vamos ter pessoas no campo para produzir. É um trabalho que temos que iniciar na criança, fazer com que ele veja a importância do campo para a sociedade”, relata.

Para motivar professores e alunos, o programa promove concursos de desenho, redação, experiência pedagógica. Os vencedores recebem prêmios, como computadores, aparelhos de som, tablets, televisores, bicicletas, notebooks e até motocicletas. Os prêmios são entregues anualmente em um evento com a presença de autoridades estatuais e municipais.

Confira a reportagem de Yuri Costa e João Ricart para a rede Jangadeiro FM:

Publicidade

Dê sua opinião

EDUCAÇÃO RURAL

Programa de educação agropecuária mostra a importância da zona rural para crianças do Ceará

O programa Agrinho educa crianças e jovens para serem agentes de melhoria das condições sociais e econômicas do semiárido cearense

Por Jangadeiro FM em Educação

5 de dezembro de 2016 às 06:30

Há 3 meses
Ação visa mostrar a importância da região para crianças (FOTO: Reprodução)

Ação visa mostrar a importância da região para crianças (FOTO: Reprodução)

Um programa que trabalha educação agropecuária com crianças e adolescentes no Ceará, está sendo realizado em 41 municípios do Estado. Mais de 190 mil estudantes de escolas rurais cearenses desenvolvem trabalhos com o tema “Viver bem no semiárido”.

O programa Agrinho educa crianças e jovens para serem agentes de melhoria das condições sociais e econômicas da família das comunidades onde vivem. Em entrevista à rádio Jangadeiro FM, o superintendente do serviço nacional de aprendizagem rural (Senar Ceará), Paulo Hélder, explicou que o programa promove com os jovens a educação e prevenção ambiental, além da cidadania e convivência com semiárido.

“Nós trabalhamos com os alunos a saúde, a educação, a cidadania, prevenção ambiental e convivência com o semiárido. Realizamos o ensinamento de sistemas que vão auxiliar os alunos durante o dia a dia”, detalha o superintendente.

Ele explica também que o programa pretende prevenir o abandono do trabalho no campo pelas novas gerações. “É um trabalho que fazemos desde criança para que essas pessoas não abandonem o campo. Porque vai chegar um momento que não vamos ter pessoas no campo para produzir. É um trabalho que temos que iniciar na criança, fazer com que ele veja a importância do campo para a sociedade”, relata.

Para motivar professores e alunos, o programa promove concursos de desenho, redação, experiência pedagógica. Os vencedores recebem prêmios, como computadores, aparelhos de som, tablets, televisores, bicicletas, notebooks e até motocicletas. Os prêmios são entregues anualmente em um evento com a presença de autoridades estatuais e municipais.

Confira a reportagem de Yuri Costa e João Ricart para a rede Jangadeiro FM: