Professores da UFC entram em greve contra a PEC 55
PARALISAÇÃO

Professores da UFC entram em greve contra a PEC 55

A ação foi determinada em Assembleia nesta sexta-feira (18)

Por Lyvia Rocha em Educação

18 de novembro de 2016 às 17:13

Há 11 meses
UFC-greve

A greve foi aprovada em Assembleia nesta sexta-feira (18) (FOTO: Divulgação)

Os professores da Universidade Federal do Ceará aprovaram, nesta sexta-feira (18), em Assembleia Extraordinária, o estado de greve contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55. A paralisação deve seguir até o dia 13 de dezembro, como afirmou a assessoria de imprensa do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará (Adufc).

A votação aconteceu no auditória do Campus do Pici. Foram 211 votos a favor da greve e 190 contra o ato. Além da UFC, a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e a Universidade Federal do Cariri (UFCA) também estão em greve.

A paralisação dos professores acontece no momento em que alunos da Universidade ocupam o espaço, contra a PEC do teto. Os estudantes entraram em greve no último dia 4 deste mês.

O Centro Acadêmico de Gestão de Políticas Públicas (CAGPP/UFC) apoiou a ação dos estudantes. “Viemos por meio desta demonstrar nosso total apoio à comunidade acadêmica e estudantil que tem lutado contra o atual Governo não constitucional e ilegítimo, e contra suas medidas abusivas que ameaçam os progressos socioeducativos, socioeconômicos e democráticos do país”, destaca o CA.

Publicidade

Dê sua opinião

PARALISAÇÃO

Professores da UFC entram em greve contra a PEC 55

A ação foi determinada em Assembleia nesta sexta-feira (18)

Por Lyvia Rocha em Educação

18 de novembro de 2016 às 17:13

Há 11 meses
UFC-greve

A greve foi aprovada em Assembleia nesta sexta-feira (18) (FOTO: Divulgação)

Os professores da Universidade Federal do Ceará aprovaram, nesta sexta-feira (18), em Assembleia Extraordinária, o estado de greve contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55. A paralisação deve seguir até o dia 13 de dezembro, como afirmou a assessoria de imprensa do Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará (Adufc).

A votação aconteceu no auditória do Campus do Pici. Foram 211 votos a favor da greve e 190 contra o ato. Além da UFC, a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e a Universidade Federal do Cariri (UFCA) também estão em greve.

A paralisação dos professores acontece no momento em que alunos da Universidade ocupam o espaço, contra a PEC do teto. Os estudantes entraram em greve no último dia 4 deste mês.

O Centro Acadêmico de Gestão de Políticas Públicas (CAGPP/UFC) apoiou a ação dos estudantes. “Viemos por meio desta demonstrar nosso total apoio à comunidade acadêmica e estudantil que tem lutado contra o atual Governo não constitucional e ilegítimo, e contra suas medidas abusivas que ameaçam os progressos socioeducativos, socioeconômicos e democráticos do país”, destaca o CA.