Ex-catador de latinha vai estudar Ciências da Computação em Harvard

NOVA HISTÓRIA

Ex-catador de latinha vai estudar Ciências da Computação em Harvard

Ciswal Santos, de 32 anos, sempre quis ter uma melhor qualidade de vida e foi nos estudos que viu a oportunidade para crescer

Por Tribuna do Ceará em Educação

25 de novembro de 2018 às 06:45

Há 3 semanas
Ex-catador de latinha irá estudar ciências da computação em Havard

Ciswal vendia latinhas para conseguir comprar o material de sua faculdade (FOTO: Arquivo Pessoal)

O que você faria para conseguir realizar seus sonhos? O professor Ciswal Santos vai estudar Ciências da Computação em Harvard, nos Estados Unidos.

Nascido em Palmares, em Pernambuco, o ex-catador de latinha mudou-se para o Ceará aos 12 anos e se considera natural do Estado, principalmente da região onde mora, o Cariri. Ele sempre sonhou em conquistar grandes coisas, e através dos estudos viu a oportunidade de crescer na vida.

“Eu sempre quis dar um padrão de vida confortável para minha mãe”. Formado em eletroeletrônica, pela Faculdade de Tecnologia do Cariri (Fatec) e em Física, pela Universidade Federal do Ceará (UFC), sua trajetória não foi fácil. “Quando ingressei na faculdade, o que sentia mais dificuldades era a questão de não ter como comprar os materiais”.

Dona Valdenora, sua mãe, trabalhava como faxineira e muitas vezes não conseguia ajudar a comprar o material básico de estudo de Ciswal. “Ela tinha que decidir entre comer e comprar o material e muita as vezes tinha que optar pela comida. Eu tive que buscar alguma forma de conseguir dinheiro”.

Foi no material reciclável com latinhas de alumínio que Ciswal conseguiu suprir a necessidade para arcar os custos de sua faculdade. “Eu passava nos bares a noite pegando e vendia em sucata em troca de dinheiro”. Mesmo com o pouco que ganhava ele conseguia juntar para poder tirar xerox, comprar canetas e apostilas. “As vezes ganhava R$2, R$3 ou R$4 reais por semana e esse dinheiro eu guardava”.

Aos 32 anos, Ciswal, irá cursar ciências da computação em Harvard. “Me apresentaram o programa da Universidade, eu tinha a intenção de ir para o Manitoba Institute Of Trades and Technology (Mitt), mas como vi que não tinha condições de entrar, eu usei como minha segunda opção Harvard”.

“Não foi fácil. Fui submetido a alguns testes e eles são bem criteriosos”. Ele não acreditava que poderia ser aprovado. “Quando recebi a mensagem foi uma loucura. Fiquei entusiasmado demais, inclusive quando apresentei meu projeto a eles”.

Ciswal desenvolveu um projeto que visa levar água e luz para pessoas do semiárido nordestino. “Consegui transpor o projeto da sonda Mars Curiosity para uma residência pequena de quatro pessoas”. Ele conseguiu baratear o programa através de algumas ferramentas de tecnologia Asiática que barateou o projeto. “Caiu para menos de mil reais e a ideia era resolver o problema para de algumas pessoas no Brasil e no mundo”.

As aulas de Ciswal terão início no dia 23 de novembro através de vídeo conferência, e em março ele irá até a universidade para aulas presenciais.

Publicidade

Dê sua opinião

NOVA HISTÓRIA

Ex-catador de latinha vai estudar Ciências da Computação em Harvard

Ciswal Santos, de 32 anos, sempre quis ter uma melhor qualidade de vida e foi nos estudos que viu a oportunidade para crescer

Por Tribuna do Ceará em Educação

25 de novembro de 2018 às 06:45

Há 3 semanas
Ex-catador de latinha irá estudar ciências da computação em Havard

Ciswal vendia latinhas para conseguir comprar o material de sua faculdade (FOTO: Arquivo Pessoal)

O que você faria para conseguir realizar seus sonhos? O professor Ciswal Santos vai estudar Ciências da Computação em Harvard, nos Estados Unidos.

Nascido em Palmares, em Pernambuco, o ex-catador de latinha mudou-se para o Ceará aos 12 anos e se considera natural do Estado, principalmente da região onde mora, o Cariri. Ele sempre sonhou em conquistar grandes coisas, e através dos estudos viu a oportunidade de crescer na vida.

“Eu sempre quis dar um padrão de vida confortável para minha mãe”. Formado em eletroeletrônica, pela Faculdade de Tecnologia do Cariri (Fatec) e em Física, pela Universidade Federal do Ceará (UFC), sua trajetória não foi fácil. “Quando ingressei na faculdade, o que sentia mais dificuldades era a questão de não ter como comprar os materiais”.

Dona Valdenora, sua mãe, trabalhava como faxineira e muitas vezes não conseguia ajudar a comprar o material básico de estudo de Ciswal. “Ela tinha que decidir entre comer e comprar o material e muita as vezes tinha que optar pela comida. Eu tive que buscar alguma forma de conseguir dinheiro”.

Foi no material reciclável com latinhas de alumínio que Ciswal conseguiu suprir a necessidade para arcar os custos de sua faculdade. “Eu passava nos bares a noite pegando e vendia em sucata em troca de dinheiro”. Mesmo com o pouco que ganhava ele conseguia juntar para poder tirar xerox, comprar canetas e apostilas. “As vezes ganhava R$2, R$3 ou R$4 reais por semana e esse dinheiro eu guardava”.

Aos 32 anos, Ciswal, irá cursar ciências da computação em Harvard. “Me apresentaram o programa da Universidade, eu tinha a intenção de ir para o Manitoba Institute Of Trades and Technology (Mitt), mas como vi que não tinha condições de entrar, eu usei como minha segunda opção Harvard”.

“Não foi fácil. Fui submetido a alguns testes e eles são bem criteriosos”. Ele não acreditava que poderia ser aprovado. “Quando recebi a mensagem foi uma loucura. Fiquei entusiasmado demais, inclusive quando apresentei meu projeto a eles”.

Ciswal desenvolveu um projeto que visa levar água e luz para pessoas do semiárido nordestino. “Consegui transpor o projeto da sonda Mars Curiosity para uma residência pequena de quatro pessoas”. Ele conseguiu baratear o programa através de algumas ferramentas de tecnologia Asiática que barateou o projeto. “Caiu para menos de mil reais e a ideia era resolver o problema para de algumas pessoas no Brasil e no mundo”.

As aulas de Ciswal terão início no dia 23 de novembro através de vídeo conferência, e em março ele irá até a universidade para aulas presenciais.