Estudantes de Jornalismo lançam revista e documentário sobre microcefalia no Ceará

MACROAMORES

Estudantes de Jornalismo lançam revista e documentário sobre microcefalia no Ceará

Marcelo Monteiro e Cadu Freitas, alunos da UFC, lançaram o trabalho “Macroamores” em forma de transmídia

Por Lyvia Rocha em Educação

24 de dezembro de 2017 às 07:00

Há 4 meses
O projeto é transmídia com uma revista e documentário (FOTO: Arquivo pessoal)

O projeto é transmídia, com uma revista e documentário (FOTO: Arquivo pessoal)

O surto de microcefalia iniciava no Brasil há dois anos. Pernambuco era o primeiro a registrar a crise, mas o Ceará também foi centro das atenções devido à grande quantidade de casos.

Nesse período, muito se descobriu sobre a causa da malformação, e os governos municipais, estaduais e federal elaboraram políticas públicas a fim de atender às famílias com crianças atingidas pelo surto.

Para aprofundar mais esse assunto que teve um grande boom no início, mas que logo foi esquecido pela mídia, os estudantes de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará (UFC) Marcelo Monteiro e Cadu Freitas resolveram explorar mais sobre esse vírus. “Macroamores” foi feito em forma de transmídia, com uma revista e também um documentário.

Marcelo Monteiro admitiu que o tema não era um dos seus favoritos, mas a pouca visibilidade dos casos fez despertar um lado investigativo. “Com essa exposição negativa e a desimportância que o tema estava tendo, eu fiquei um pouco indignado e quis pesquisar sobre o assunto”, relembra.

Foram 10 meses de apuração e muito trabalho, como descreveu o estudante. “Foi árduo, mas conhecer histórias de superação das famílias que entrevistamos, das pessoas que lidam com a doença, recompensou tudo”, afirma.

A apresentação foi avaliada pela banca e recebeu a nota máxima (FOTO: Arquivo pessoal)

A apresentação foi avaliada pela banca e recebeu a nota máxima (FOTO: Arquivo pessoal)

Dez também foi a nota que eles ganharam no final da apresentação do TCC, com o trabalho orientado pela professora Naiana Rodrigues e avaliado na banca pelos jornalistas Juliana Matos Brito e Ricardo Jorge. “Pense em um 10 suado”, brincou Marcelo.

revista “Com Ciência” traz uma linha do tempo sobre a evolução do vírus da zika, entrevista familiares que convivem com a microcefalia, e conversa com a jornalista Ana Carolina Dias Cáceres, uma das pessoas com microcefalia mais velhas vivas no Brasil.

Serviço:

Revista Com Ciência:

https://drive.google.com/file/d/0B5vk9abTjvYdLVNMZWtBUnNMU0U/view

Documentário Macroamores:

Publicidade

Dê sua opinião

MACROAMORES

Estudantes de Jornalismo lançam revista e documentário sobre microcefalia no Ceará

Marcelo Monteiro e Cadu Freitas, alunos da UFC, lançaram o trabalho “Macroamores” em forma de transmídia

Por Lyvia Rocha em Educação

24 de dezembro de 2017 às 07:00

Há 4 meses
O projeto é transmídia com uma revista e documentário (FOTO: Arquivo pessoal)

O projeto é transmídia, com uma revista e documentário (FOTO: Arquivo pessoal)

O surto de microcefalia iniciava no Brasil há dois anos. Pernambuco era o primeiro a registrar a crise, mas o Ceará também foi centro das atenções devido à grande quantidade de casos.

Nesse período, muito se descobriu sobre a causa da malformação, e os governos municipais, estaduais e federal elaboraram políticas públicas a fim de atender às famílias com crianças atingidas pelo surto.

Para aprofundar mais esse assunto que teve um grande boom no início, mas que logo foi esquecido pela mídia, os estudantes de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará (UFC) Marcelo Monteiro e Cadu Freitas resolveram explorar mais sobre esse vírus. “Macroamores” foi feito em forma de transmídia, com uma revista e também um documentário.

Marcelo Monteiro admitiu que o tema não era um dos seus favoritos, mas a pouca visibilidade dos casos fez despertar um lado investigativo. “Com essa exposição negativa e a desimportância que o tema estava tendo, eu fiquei um pouco indignado e quis pesquisar sobre o assunto”, relembra.

Foram 10 meses de apuração e muito trabalho, como descreveu o estudante. “Foi árduo, mas conhecer histórias de superação das famílias que entrevistamos, das pessoas que lidam com a doença, recompensou tudo”, afirma.

A apresentação foi avaliada pela banca e recebeu a nota máxima (FOTO: Arquivo pessoal)

A apresentação foi avaliada pela banca e recebeu a nota máxima (FOTO: Arquivo pessoal)

Dez também foi a nota que eles ganharam no final da apresentação do TCC, com o trabalho orientado pela professora Naiana Rodrigues e avaliado na banca pelos jornalistas Juliana Matos Brito e Ricardo Jorge. “Pense em um 10 suado”, brincou Marcelo.

revista “Com Ciência” traz uma linha do tempo sobre a evolução do vírus da zika, entrevista familiares que convivem com a microcefalia, e conversa com a jornalista Ana Carolina Dias Cáceres, uma das pessoas com microcefalia mais velhas vivas no Brasil.

Serviço:

Revista Com Ciência:

https://drive.google.com/file/d/0B5vk9abTjvYdLVNMZWtBUnNMU0U/view

Documentário Macroamores: