Cearense é aprovada para mestrado em 5 universidades da Europa

Cearense é aprovada para mestrado em 5 universidades da Europa

Nayane estudou Direito e sonhava em fazer mestrado em mediação e conciliação, mas as universidades brasileiras não dão ênfase no assunto

Por Hayanne Narlla em Educação

21 de julho de 2015 às 07:00

Há 2 anos
Nayane sempre sonhou em estudar mediação em conciliação, mas área não tem muita ênfase no Brasil (FOTO: Arquivo pessoal)

Nayane sempre sonhou em estudar mediação em conciliação, mas área não tem muita ênfase no Brasil (FOTO: Arquivo pessoal)

Morar fora, aprender outra língua e, de quebra, estudar o que sempre planejou em uma das melhores universidades do mundo. Aos 24 anos, Nayane Tiraboschi conseguiu a aprovação para mestrado em cinco universidades da Europa. E ainda tem mais: foi contemplada com duas bolsas (uma total e outra de 50%) destinada para toda a América Latina.

“Eu sempre quis estudar, na área de Direto, mediação e conciliação. Mas no Brasil essa parte é pouco divulgada. O Código Civil acabou de mudar e essa parte será ampliada, mas nenhuma graduação trata muito aqui. Tem mais ênfase fora do Brasil (sic)”, explicou.

As universidades que Nayane conseguiu vaga foram a Queen Mary University (Londres), onde conseguiu a única bolsa disponível para a América Latina; Universidade de Westminster (Londres); Trinity College (Dublin); University of Fribourg (Suíça), onde conseguiu uma das duas bolsas disponíveis para estudantes da América Latina; e na Tilburg University (Holanda).

Preparação

Ainda muito jovem, Nayane traçou seu destino: estudaria fora do país se especializando no que gostaria de fazer da vida, o direito. Para isso, começou com um intercâmbio de oito meses na Irlanda, com o objetivo de aprimorar o inglês. Feito isso, ela retornou e focou nos próximos passos: escreveu artigos, estagiou em escritórios com afinidade no assunto e ainda trabalhou voluntariamente no Fórum Clóvis Beviláqua, de Fortaleza.

Para estudar fora, o primeiro passo era aprimorar o inglês. Nayane fez intercâmbio para isso (FOTO: Arquivo pessoal)

Para estudar fora, o primeiro passo era aprimorar o inglês. Nayane fez intercâmbio para isso (FOTO: Arquivo pessoal)

“Comecei, então, a procurar as melhores faculdades na área e selecionei cinco. Eu nunca quis ir pra outro continente, pois acho que a Europa é a melhor opção para mim. Então mandei currículo, já que não tem prova. A escolha é por mérito. Eles selecionam você de acordo com a vida acadêmica, então tive que mandar histórico e todo trabalho que fiz, voluntário, publicação acadêmica, contou muito”, indica.

Nayane ainda não escolheu para qual universidade vai. Mas conquistou cada vitória com esforço e muito foco. A expectativa é de voltar para o Ceará e aplicar todo o conhecimento que adquiriu como professora. Ela acredita que pode fazer diferença na área de Direito, trazendo novidades e métodos mais eficazes. Do lado de cá, por enquanto, ainda analisa qual faculdade será a escolhida. A resposta final deve ser dada até o meio de agosto de 2015.

Filha única, ela deixará a família por cerca de um ano e quatro meses. Quem sabe até mais, pois pode ainda ter uma oportunidade de trabalho no velho continente. A saudade não será problema, pois acredita que está realizando mais que um sonho, mas um objetivo traçado com antecedência e bem planejado. “Tudo é possível, mas precisar ter foco e buscar”, finaliza.

Mestrado fora
1/2

Mestrado fora

Nayane planejou e conseguiu aprovação em universidades europeias (FOTO: Arquivo pessoal)

Mestrado fora
2/2

Mestrado fora

Nayane planejou e conseguiu aprovação em universidades europeias (FOTO: Arquivo pessoal)

Publicidade

Dê sua opinião

Cearense é aprovada para mestrado em 5 universidades da Europa

Nayane estudou Direito e sonhava em fazer mestrado em mediação e conciliação, mas as universidades brasileiras não dão ênfase no assunto

Por Hayanne Narlla em Educação

21 de julho de 2015 às 07:00

Há 2 anos
Nayane sempre sonhou em estudar mediação em conciliação, mas área não tem muita ênfase no Brasil (FOTO: Arquivo pessoal)

Nayane sempre sonhou em estudar mediação em conciliação, mas área não tem muita ênfase no Brasil (FOTO: Arquivo pessoal)

Morar fora, aprender outra língua e, de quebra, estudar o que sempre planejou em uma das melhores universidades do mundo. Aos 24 anos, Nayane Tiraboschi conseguiu a aprovação para mestrado em cinco universidades da Europa. E ainda tem mais: foi contemplada com duas bolsas (uma total e outra de 50%) destinada para toda a América Latina.

“Eu sempre quis estudar, na área de Direto, mediação e conciliação. Mas no Brasil essa parte é pouco divulgada. O Código Civil acabou de mudar e essa parte será ampliada, mas nenhuma graduação trata muito aqui. Tem mais ênfase fora do Brasil (sic)”, explicou.

As universidades que Nayane conseguiu vaga foram a Queen Mary University (Londres), onde conseguiu a única bolsa disponível para a América Latina; Universidade de Westminster (Londres); Trinity College (Dublin); University of Fribourg (Suíça), onde conseguiu uma das duas bolsas disponíveis para estudantes da América Latina; e na Tilburg University (Holanda).

Preparação

Ainda muito jovem, Nayane traçou seu destino: estudaria fora do país se especializando no que gostaria de fazer da vida, o direito. Para isso, começou com um intercâmbio de oito meses na Irlanda, com o objetivo de aprimorar o inglês. Feito isso, ela retornou e focou nos próximos passos: escreveu artigos, estagiou em escritórios com afinidade no assunto e ainda trabalhou voluntariamente no Fórum Clóvis Beviláqua, de Fortaleza.

Para estudar fora, o primeiro passo era aprimorar o inglês. Nayane fez intercâmbio para isso (FOTO: Arquivo pessoal)

Para estudar fora, o primeiro passo era aprimorar o inglês. Nayane fez intercâmbio para isso (FOTO: Arquivo pessoal)

“Comecei, então, a procurar as melhores faculdades na área e selecionei cinco. Eu nunca quis ir pra outro continente, pois acho que a Europa é a melhor opção para mim. Então mandei currículo, já que não tem prova. A escolha é por mérito. Eles selecionam você de acordo com a vida acadêmica, então tive que mandar histórico e todo trabalho que fiz, voluntário, publicação acadêmica, contou muito”, indica.

Nayane ainda não escolheu para qual universidade vai. Mas conquistou cada vitória com esforço e muito foco. A expectativa é de voltar para o Ceará e aplicar todo o conhecimento que adquiriu como professora. Ela acredita que pode fazer diferença na área de Direito, trazendo novidades e métodos mais eficazes. Do lado de cá, por enquanto, ainda analisa qual faculdade será a escolhida. A resposta final deve ser dada até o meio de agosto de 2015.

Filha única, ela deixará a família por cerca de um ano e quatro meses. Quem sabe até mais, pois pode ainda ter uma oportunidade de trabalho no velho continente. A saudade não será problema, pois acredita que está realizando mais que um sonho, mas um objetivo traçado com antecedência e bem planejado. “Tudo é possível, mas precisar ter foco e buscar”, finaliza.

Mestrado fora
1/2

Mestrado fora

Nayane planejou e conseguiu aprovação em universidades europeias (FOTO: Arquivo pessoal)

Mestrado fora
2/2

Mestrado fora

Nayane planejou e conseguiu aprovação em universidades europeias (FOTO: Arquivo pessoal)