"Booktruck" circula pelo Ceará divulgando a produção de escritores locais - Noticias
LITERATURA

“Booktruck” circula pelo Ceará divulgando a produção de escritores locais

A biblioteca itinerante leva a cidades cearenses livros de escritores locais com preços reduzidos, além de muitas outras atividades culturais

Por Tribuna do Ceará em Educação

21 de abril de 2017 às 07:00

Há 2 meses

Parte das atividades culturais desenvolvidas pelo Ceará Leitor durante a passagem por Guaramiranga (FOTO: Divulgação)

Difundir a literatura no Ceará a partir de seus escritores. É com esse intuito que o projeto Ceará Leitor vem levando o seu “Booktruck” a cidades cearenses desde fevereiro.

O micro-ônibus adaptado como livraria já esteve em Guaramiranga e Baturité, ambas no Maciço de Baturité, trazendo dezenas de livros de autores cearenses, vendidos com descontos, assim como atividades culturais como contação de histórias e lançamento de obras.

Além disso, o projeto, por onde passa, deixa legados: os clubes da leitura formado com livros doados pelas editoras parceiras do projeto. Em Guaramiranga, por exemplo, foram 32 livros, de gêneros diversos, da literatura infantil aos livros técnicos-científicos, passando por poesia e cordel, filosofia e psicologia, dentre muitos outros.

Estão à disposição os catálogos de 20 editoras filiados à Câmara Cearense do Livro, somando mais de mil livros, com ênfase na cultura cearense. “É incrível como o público gosta de se ver nos livros, como se reconhecem nessas obras”, afirma o coordenador do projeto, Casemiro de Medeiros Campos.

Para ajudar no fortalecimento dos clubes de leitura, são ainda ofertadas oficinas visando capacitar professores, bibliotecários e agentes culturais, em busco do incentivo à leitura nas escolas. “Consideramos a necessidade de melhorar os indicadores de leitura e escrita nas escolas públicas e privada. O projeto funciona com essa intencionalidade”, afirma o coordenador do projeto.

Quem sabe não é o despertar do surgimento de uma Socorro Accioli ou de um Lira Neto, autores citados por Casemiro lidos hoje até na Europa e nos Estados Unidos, mas que começaram publicando em editoras locais. “Quando a gente passa no Interior ou nas periferias das cidades, há escritores que produzem, mas estão no anonimato. São as pequenas editoras que descobrem esses autores”, diz.

Após a Bienal do Livro, em que o Ceará Leitor também marca presença, o Booktruck chega à Grande Fortaleza. Primeiro em Aquiraz e, em seguida, Horizonte e Maracanaú. A Bienal ocorre entre 14 e 23 de abril.

Até o fim de maio, estima Casemiro, os municípios devem ser percorridos. Para que mais municípios sejam atingidos, ele conta com o apoio das prefeituras locais, tal como ocorreu nas cidades já passadas. Apesar de terem vencido edital da Secretaria de Cultura do Estado e contar com parceria do Sebrae, Casemiro destaca a crise econômica pela qual passa o País os deixa em “situação delicada”.

Saiba mais informações na página do Facebook do projeto.

Publicidade

Dê sua opinião

LITERATURA

“Booktruck” circula pelo Ceará divulgando a produção de escritores locais

A biblioteca itinerante leva a cidades cearenses livros de escritores locais com preços reduzidos, além de muitas outras atividades culturais

Por Tribuna do Ceará em Educação

21 de abril de 2017 às 07:00

Há 2 meses

Parte das atividades culturais desenvolvidas pelo Ceará Leitor durante a passagem por Guaramiranga (FOTO: Divulgação)

Difundir a literatura no Ceará a partir de seus escritores. É com esse intuito que o projeto Ceará Leitor vem levando o seu “Booktruck” a cidades cearenses desde fevereiro.

O micro-ônibus adaptado como livraria já esteve em Guaramiranga e Baturité, ambas no Maciço de Baturité, trazendo dezenas de livros de autores cearenses, vendidos com descontos, assim como atividades culturais como contação de histórias e lançamento de obras.

Além disso, o projeto, por onde passa, deixa legados: os clubes da leitura formado com livros doados pelas editoras parceiras do projeto. Em Guaramiranga, por exemplo, foram 32 livros, de gêneros diversos, da literatura infantil aos livros técnicos-científicos, passando por poesia e cordel, filosofia e psicologia, dentre muitos outros.

Estão à disposição os catálogos de 20 editoras filiados à Câmara Cearense do Livro, somando mais de mil livros, com ênfase na cultura cearense. “É incrível como o público gosta de se ver nos livros, como se reconhecem nessas obras”, afirma o coordenador do projeto, Casemiro de Medeiros Campos.

Para ajudar no fortalecimento dos clubes de leitura, são ainda ofertadas oficinas visando capacitar professores, bibliotecários e agentes culturais, em busco do incentivo à leitura nas escolas. “Consideramos a necessidade de melhorar os indicadores de leitura e escrita nas escolas públicas e privada. O projeto funciona com essa intencionalidade”, afirma o coordenador do projeto.

Quem sabe não é o despertar do surgimento de uma Socorro Accioli ou de um Lira Neto, autores citados por Casemiro lidos hoje até na Europa e nos Estados Unidos, mas que começaram publicando em editoras locais. “Quando a gente passa no Interior ou nas periferias das cidades, há escritores que produzem, mas estão no anonimato. São as pequenas editoras que descobrem esses autores”, diz.

Após a Bienal do Livro, em que o Ceará Leitor também marca presença, o Booktruck chega à Grande Fortaleza. Primeiro em Aquiraz e, em seguida, Horizonte e Maracanaú. A Bienal ocorre entre 14 e 23 de abril.

Até o fim de maio, estima Casemiro, os municípios devem ser percorridos. Para que mais municípios sejam atingidos, ele conta com o apoio das prefeituras locais, tal como ocorreu nas cidades já passadas. Apesar de terem vencido edital da Secretaria de Cultura do Estado e contar com parceria do Sebrae, Casemiro destaca a crise econômica pela qual passa o País os deixa em “situação delicada”.

Saiba mais informações na página do Facebook do projeto.