Alunos da UFC fazem tour em italiano por pontos turísticos de Fortaleza

BRAVO!

Alunos da UFC farão passeio turístico em Fortaleza no idioma italiano

Alunos da Casa de Cultura serão os guias e “turistas”, que irão explorar a cidade usando apenas o idioma italiano

Por Rosana Romão em Educação

18 de novembro de 2016 às 07:00

Há 1 ano
Monitores do projeto. (FOTO: arquivo pessoal)

Monitores do projeto. (FOTO: arquivo pessoal)

Uma imersão no idioma italiano vai acontecer em Fortaleza neste sábado (19). Trata-se de uma atividade desenvolvida pela Casa de Cultura Italiana, da Universidade Federal do Ceará (UFC), que levará 45 alunos para um passeio pelo lado Sul da cidade mostrando os pontos turísticos.

O curioso disso tudo é que o único idioma usado durante todo o dia será o italiano, e os alunos serão os próprios guias. Cada grupo ficará responsável por um ponto turístico, e o restante participa como “turista”.

Além de parar em alguns lugares e conhecer sobre a história, os alunos participarão de um piquenique e conhecerão obras de arte. A ideia surgiu da coordenadora e professora da Casa de Cultura Italiana Lívia Mesquita. “A nossa proposta é que os alunos pensem em apresentar a cidade para os estrangeiros de uma forma diferenciada, fugindo do tradicional turismo do eixo Beira-Mar”, explica.

O projeto “Visões da cidade: um percurso estrangeiro por Fortaleza” está em sua primeira edição e irá percorrer o lado sul da cidade, onde os alunos vão apresentando os pontos e contando sobre a história de cada um deles. Com partida do Centro de Humanidades I da UFC, no Benfica, os alunos irão até o Parque do Cocó, onde farão a trilha e conhecerão mais sobre a fauna e a flora do local. Também farão uma caminhada onde serão informados sobre a história, as salinas e o bairro Edson Queiroz.

Depois seguirão até a Casa José de Alencar, onde serão informados sobre as obras, com citações de trechos de livros, tudo em italiano. Pretendem visitar o museu e depois realizar um piquenique no gramado da casa, por volta de 11h30. O interessante é que os próprios alunos levarão o lanche. Alunos do 5º semestre serão responsáveis por levar comida brasileira e os do 6º semestre comida italiana. “A ideia é que seja uma troca intercultural, uma experiência de imersão entre o nativo e o turista”, complementa a professora Lívia Mesquita. 

Por último, o grupo visitará a Universidade de Fortaleza, e conhecerá obras de arte do Espaço Cultural da Unifor e o acervo da Coleção Airton de Queiroz. Os guias  serão os próprios alunos e também falarão em italiano.

Depois do passeio, o grupo retorna ao Centro de Humanidades, onde finaliza a programação. A ideia empolgou os estudantes, que elogiaram a iniciativa. “Eles ficaram maravilhados, acharam a ideia genial. Estão muito empolgados”, detalha Lívia Mesquita.

Além desta edição, a coordenadora da Casa de Cultura Italiana já pensa na próxima edição, que deverá acontecer no bairro Conjunto Ceará. “Eu sempre pergunto aos alunos para onde eles levam os gringos. E as respostas são as mesmas: Beira-Mar, praias e Dragão do Mar. Ninguém leva pro Conjunto Ceará, José Walter, etc. E há uma demanda por parte dos estrangeiros de conhecer a vida real, o lugar onde as pessoas moram”, justifica.

A segunda edição deve acontecer no próximo semestre com a proposta de valorização dos bairros. Por enquanto, o projeto atende apenas os alunos da Casa de Cultura Italiana, mas pretende expandir para o público geral. A iniciativa é idealizada pela coordenadora do curso, Lívia Mesquita, com o apoio dos professores Simone de Almeida e Paulo Alves, além do apoio institucional da Universidade Federal do Ceará (UFC), que disponibilizará o ônibus.

Publicidade

Dê sua opinião

BRAVO!

Alunos da UFC farão passeio turístico em Fortaleza no idioma italiano

Alunos da Casa de Cultura serão os guias e “turistas”, que irão explorar a cidade usando apenas o idioma italiano

Por Rosana Romão em Educação

18 de novembro de 2016 às 07:00

Há 1 ano
Monitores do projeto. (FOTO: arquivo pessoal)

Monitores do projeto. (FOTO: arquivo pessoal)

Uma imersão no idioma italiano vai acontecer em Fortaleza neste sábado (19). Trata-se de uma atividade desenvolvida pela Casa de Cultura Italiana, da Universidade Federal do Ceará (UFC), que levará 45 alunos para um passeio pelo lado Sul da cidade mostrando os pontos turísticos.

O curioso disso tudo é que o único idioma usado durante todo o dia será o italiano, e os alunos serão os próprios guias. Cada grupo ficará responsável por um ponto turístico, e o restante participa como “turista”.

Além de parar em alguns lugares e conhecer sobre a história, os alunos participarão de um piquenique e conhecerão obras de arte. A ideia surgiu da coordenadora e professora da Casa de Cultura Italiana Lívia Mesquita. “A nossa proposta é que os alunos pensem em apresentar a cidade para os estrangeiros de uma forma diferenciada, fugindo do tradicional turismo do eixo Beira-Mar”, explica.

O projeto “Visões da cidade: um percurso estrangeiro por Fortaleza” está em sua primeira edição e irá percorrer o lado sul da cidade, onde os alunos vão apresentando os pontos e contando sobre a história de cada um deles. Com partida do Centro de Humanidades I da UFC, no Benfica, os alunos irão até o Parque do Cocó, onde farão a trilha e conhecerão mais sobre a fauna e a flora do local. Também farão uma caminhada onde serão informados sobre a história, as salinas e o bairro Edson Queiroz.

Depois seguirão até a Casa José de Alencar, onde serão informados sobre as obras, com citações de trechos de livros, tudo em italiano. Pretendem visitar o museu e depois realizar um piquenique no gramado da casa, por volta de 11h30. O interessante é que os próprios alunos levarão o lanche. Alunos do 5º semestre serão responsáveis por levar comida brasileira e os do 6º semestre comida italiana. “A ideia é que seja uma troca intercultural, uma experiência de imersão entre o nativo e o turista”, complementa a professora Lívia Mesquita. 

Por último, o grupo visitará a Universidade de Fortaleza, e conhecerá obras de arte do Espaço Cultural da Unifor e o acervo da Coleção Airton de Queiroz. Os guias  serão os próprios alunos e também falarão em italiano.

Depois do passeio, o grupo retorna ao Centro de Humanidades, onde finaliza a programação. A ideia empolgou os estudantes, que elogiaram a iniciativa. “Eles ficaram maravilhados, acharam a ideia genial. Estão muito empolgados”, detalha Lívia Mesquita.

Além desta edição, a coordenadora da Casa de Cultura Italiana já pensa na próxima edição, que deverá acontecer no bairro Conjunto Ceará. “Eu sempre pergunto aos alunos para onde eles levam os gringos. E as respostas são as mesmas: Beira-Mar, praias e Dragão do Mar. Ninguém leva pro Conjunto Ceará, José Walter, etc. E há uma demanda por parte dos estrangeiros de conhecer a vida real, o lugar onde as pessoas moram”, justifica.

A segunda edição deve acontecer no próximo semestre com a proposta de valorização dos bairros. Por enquanto, o projeto atende apenas os alunos da Casa de Cultura Italiana, mas pretende expandir para o público geral. A iniciativa é idealizada pela coordenadora do curso, Lívia Mesquita, com o apoio dos professores Simone de Almeida e Paulo Alves, além do apoio institucional da Universidade Federal do Ceará (UFC), que disponibilizará o ônibus.