11 cearenses superam 50 mil alunos e entram em ebook com melhores redações de 2016
DESTAQUE NACIONAL

11 cearenses superam 50 mil alunos e entram em ebook com melhores redações de 2016

A Olimpíada de Língua Portuguesa é considerada um dos principais incentivos da educação nacional. Ao todo, 152 textos foram publicados num e-book

Por Matheus Ribeiro em Educação

17 de janeiro de 2017 às 06:45

Há 8 meses

Alunos ficaram entre os 152 melhores estudantes do Brasil (FOTO: Arquivo Pessoal Layla Monique)

Alunos de escolas públicas do Ceará se destacam mais uma vez nacionalmente. Onze estudantes tiveram suas redações escolhidas entre 50 mil provas de todo o Brasil para disputar o prêmio da 5ª Olimpíada de Língua Portuguesa. O concurso, que premiou os 20 vencedores em quatro categorias, contou com a participação das redes públicas de ensino de todos os estados brasileiros.

Os 152 melhores textos produzidos pelos estudantes foram reunidos e publicados num e-book. Para participar, os estudantes tinham que escrever um texto com o tema “O lugar onde vivo” em um dos quatro formatos disponibilizados – Crônica, Poema, Artigo de Opinião e Memórias Literárias.

Layla e sua professora de Português comemorando a conquista (FOTO: Arquivo pessoal layla Monique)

Os finalistas do concurso estiveram em São Paulo para a cerimônia de premiação. Para a estudante da escola Epitácio Pessoa (em Aracati) Layla Monique, de 16 anos, a experiência foi espetacular. “É muito gratificante saber que o seu esforço e o da sua escola foi reconhecido nacionalmente. Para a gente, estar entre as 152 redações é simplesmente incrível”, contou orgulhosa a estudante que foi aprovada para o curso de Biomedicina na Paraíba.

Para a professora da aluna, Maria das Neves, a experiência proporcionou a oportunidade de novos aprendizados. “Tivemos a oportunidade de conversar com pessoas de todo o país e evoluir nosso conhecimento. Participamos de oficinas com os melhores professores da Unicamp e da USP e trocamos experiência. Realmente tivemos a oportunidade de mostrar a escola pública do Ceará para todo o Brasil. Então, isso foi importante e espetacular”, detalhou. 

O concurso, que iniciou em fevereiro do ano passado, é considerado um dos principais incentivos da educação nacional. Segundo a superintendente da Fundação Itaú Social, Angela Dannemann, a celebração é um momento de reconhecimento dos milhares de brasileiros espalhados pelo país.

“Esta celebração premia um grande esforço de todos em prol do ensino da Língua Portuguesa no País, da formação do professor para a didática da produção de textos, do despertar do gosto do aluno pela escrita e da mobilização das equipes das escolas e das redes para que tudo isso aconteça”, conta.

O programa objetiva aprimorar a didática dos docentes de Língua Portuguesa para desenvolver competências de escrita em seus alunos e contribuir com a melhoria do ensino público. É realizado pela Fundação Itaú Social e Ministério da Educação (MEC), com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Os alunos vencedores, assim como seus professores, receberam a medalha de ouro, um notebook e uma impressora. Suas escolas serão contempladas com dez computadores, impressora, projetor multimídia, telão de projeção e livros para a biblioteca. Os professores autores dos relatos de prática vencedores também levaram para casa um notebook.

SERVIÇO

Leia todos os textos publicados no E-book

Publicidade

Dê sua opinião

DESTAQUE NACIONAL

11 cearenses superam 50 mil alunos e entram em ebook com melhores redações de 2016

A Olimpíada de Língua Portuguesa é considerada um dos principais incentivos da educação nacional. Ao todo, 152 textos foram publicados num e-book

Por Matheus Ribeiro em Educação

17 de janeiro de 2017 às 06:45

Há 8 meses

Alunos ficaram entre os 152 melhores estudantes do Brasil (FOTO: Arquivo Pessoal Layla Monique)

Alunos de escolas públicas do Ceará se destacam mais uma vez nacionalmente. Onze estudantes tiveram suas redações escolhidas entre 50 mil provas de todo o Brasil para disputar o prêmio da 5ª Olimpíada de Língua Portuguesa. O concurso, que premiou os 20 vencedores em quatro categorias, contou com a participação das redes públicas de ensino de todos os estados brasileiros.

Os 152 melhores textos produzidos pelos estudantes foram reunidos e publicados num e-book. Para participar, os estudantes tinham que escrever um texto com o tema “O lugar onde vivo” em um dos quatro formatos disponibilizados – Crônica, Poema, Artigo de Opinião e Memórias Literárias.

Layla e sua professora de Português comemorando a conquista (FOTO: Arquivo pessoal layla Monique)

Os finalistas do concurso estiveram em São Paulo para a cerimônia de premiação. Para a estudante da escola Epitácio Pessoa (em Aracati) Layla Monique, de 16 anos, a experiência foi espetacular. “É muito gratificante saber que o seu esforço e o da sua escola foi reconhecido nacionalmente. Para a gente, estar entre as 152 redações é simplesmente incrível”, contou orgulhosa a estudante que foi aprovada para o curso de Biomedicina na Paraíba.

Para a professora da aluna, Maria das Neves, a experiência proporcionou a oportunidade de novos aprendizados. “Tivemos a oportunidade de conversar com pessoas de todo o país e evoluir nosso conhecimento. Participamos de oficinas com os melhores professores da Unicamp e da USP e trocamos experiência. Realmente tivemos a oportunidade de mostrar a escola pública do Ceará para todo o Brasil. Então, isso foi importante e espetacular”, detalhou. 

O concurso, que iniciou em fevereiro do ano passado, é considerado um dos principais incentivos da educação nacional. Segundo a superintendente da Fundação Itaú Social, Angela Dannemann, a celebração é um momento de reconhecimento dos milhares de brasileiros espalhados pelo país.

“Esta celebração premia um grande esforço de todos em prol do ensino da Língua Portuguesa no País, da formação do professor para a didática da produção de textos, do despertar do gosto do aluno pela escrita e da mobilização das equipes das escolas e das redes para que tudo isso aconteça”, conta.

O programa objetiva aprimorar a didática dos docentes de Língua Portuguesa para desenvolver competências de escrita em seus alunos e contribuir com a melhoria do ensino público. É realizado pela Fundação Itaú Social e Ministério da Educação (MEC), com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Os alunos vencedores, assim como seus professores, receberam a medalha de ouro, um notebook e uma impressora. Suas escolas serão contempladas com dez computadores, impressora, projetor multimídia, telão de projeção e livros para a biblioteca. Os professores autores dos relatos de prática vencedores também levaram para casa um notebook.

SERVIÇO

Leia todos os textos publicados no E-book