10 dos 28 melhores alunos na Olimpíada de Astronomia de 2016 são cearenses

ORGULHO

10 dos 28 melhores alunos na Olimpíada de Astronomia de 2016 são cearenses

Eles estão entre os 28 brasileiros que se sobressaíram diante dos mais de 774 mil alunos de todo o país inscritos

Por Roberta Tavares em Educação

14 de junho de 2017 às 06:30

Há 6 meses
Com o resultado, os estudantes poderão representar o Brasil em olimpíadas internacionais (FOTO: Flickr/Jean-Pierre Bovin)

Com o resultado, os estudantes poderão representar o Brasil em olimpíadas internacionais (FOTO: Flickr/Jean-Pierre Bovin)

Os estudantes, mais uma vez, dão orgulho ao Ceará. Isso porque 10 alunos do Ensino Médio de escolas cearenses foram destaque na 19ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).

Eles estão entre os 28 brasileiros que se sobressaíram diante dos mais de 774 mil alunos de todo o país inscritos no certame em 2016.

Com o resultado, os estudantes poderão representar o Brasil em olimpíadas internacionais. Em agosto, os 28 brasileiros participarão de um treinamento em São Paulo, onde serão escolhidos os 5 alunos que representarão o Brasil na OLAA 2017, que acontecerá de 8 a 14 de outubro, em Antofagasta, no Chile; e da IOAA 2017, que será de 12 a 21 de novembro, em Phuket, na Tailândia.

Treinamentos

Dentre os 10 alunos cearenses, sete participaram de treinamentos no uso de telescópio e no reconhecimento do céu, sob orientação do professor Dermeval Carneiro, coordenador local da OBA e diretor do Planetário Rubens de Azevedo, do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. 

Ministrados por Ednardo Rodrigues, físico e doutorando em Engenharia Elétrica pela UFC, e Heliomázio Moreira, professor dos cursos de extensão em Astronomia do Instituto Federal do Ceará, os treinamentos ocorreram no Planetário Rubens de Azevedo e no Observatório Astronômico da Seara da Ciência. Essas atividades foram financiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela SAB.

OBA

A OBA é uma prova realizada anualmente no mês de maio nas escolas brasileiras de ensino médio previamente cadastradas. Ela é organizada pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), Agência Espacial Brasileira (AEB) e Eletrobras Furnas. Um dos objetivos da OBA é selecionar os 5 alunos que representarão o Brasil na Olimpíada Latinoamericana de Astronomia e Astronáutica (OLAA) e na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA).

Em 2016, a OBA teve 744.107 alunos inscritos provenientes de 7.915 escolas de todo o País. Desse total, 200 foram classificados para a seletiva da OBA, na qual fizeram provas teóricas e práticas de forma online e presencial. Dos 200 que fizeram as provas, 28 alunos foram selecionados e, destes, 10 são cearenses.

Os alunos destaques foram homenageados na última quarta-feira (31), na Universidade Federal do Ceará. A solenidade ocorreu na Seara da Ciência, no campus do Pici Professor Prisco Bezerra.

Publicidade

Dê sua opinião

ORGULHO

10 dos 28 melhores alunos na Olimpíada de Astronomia de 2016 são cearenses

Eles estão entre os 28 brasileiros que se sobressaíram diante dos mais de 774 mil alunos de todo o país inscritos

Por Roberta Tavares em Educação

14 de junho de 2017 às 06:30

Há 6 meses
Com o resultado, os estudantes poderão representar o Brasil em olimpíadas internacionais (FOTO: Flickr/Jean-Pierre Bovin)

Com o resultado, os estudantes poderão representar o Brasil em olimpíadas internacionais (FOTO: Flickr/Jean-Pierre Bovin)

Os estudantes, mais uma vez, dão orgulho ao Ceará. Isso porque 10 alunos do Ensino Médio de escolas cearenses foram destaque na 19ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).

Eles estão entre os 28 brasileiros que se sobressaíram diante dos mais de 774 mil alunos de todo o país inscritos no certame em 2016.

Com o resultado, os estudantes poderão representar o Brasil em olimpíadas internacionais. Em agosto, os 28 brasileiros participarão de um treinamento em São Paulo, onde serão escolhidos os 5 alunos que representarão o Brasil na OLAA 2017, que acontecerá de 8 a 14 de outubro, em Antofagasta, no Chile; e da IOAA 2017, que será de 12 a 21 de novembro, em Phuket, na Tailândia.

Treinamentos

Dentre os 10 alunos cearenses, sete participaram de treinamentos no uso de telescópio e no reconhecimento do céu, sob orientação do professor Dermeval Carneiro, coordenador local da OBA e diretor do Planetário Rubens de Azevedo, do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. 

Ministrados por Ednardo Rodrigues, físico e doutorando em Engenharia Elétrica pela UFC, e Heliomázio Moreira, professor dos cursos de extensão em Astronomia do Instituto Federal do Ceará, os treinamentos ocorreram no Planetário Rubens de Azevedo e no Observatório Astronômico da Seara da Ciência. Essas atividades foram financiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela SAB.

OBA

A OBA é uma prova realizada anualmente no mês de maio nas escolas brasileiras de ensino médio previamente cadastradas. Ela é organizada pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), Agência Espacial Brasileira (AEB) e Eletrobras Furnas. Um dos objetivos da OBA é selecionar os 5 alunos que representarão o Brasil na Olimpíada Latinoamericana de Astronomia e Astronáutica (OLAA) e na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA).

Em 2016, a OBA teve 744.107 alunos inscritos provenientes de 7.915 escolas de todo o País. Desse total, 200 foram classificados para a seletiva da OBA, na qual fizeram provas teóricas e práticas de forma online e presencial. Dos 200 que fizeram as provas, 28 alunos foram selecionados e, destes, 10 são cearenses.

Os alunos destaques foram homenageados na última quarta-feira (31), na Universidade Federal do Ceará. A solenidade ocorreu na Seara da Ciência, no campus do Pici Professor Prisco Bezerra.