Vídeo mostra travesti Dandara à espera de socorro antes de ser morta
CRIME DE ÓDIO

Vídeo mostra travesti Dandara à espera de socorro antes de ser morta

Dandara foi morta por pelo menos cinco homens, mas o crime brutal só ganhou repercussão depois de as imagens serem compartilhadas na internet

Por Jéssica Welma em Cotidiano

5 de março de 2017 às 12:09

Há 5 meses
Dandara foi morta em fevereiro. (FOTO: Reprodução)

Dandara foi morta em fevereiro. (FOTO: Reprodução)

Novo vídeo divulgado nas redes sociais mostra a travesti Dandara dos Santos, de 42 anos, à espera de socorro antes das outras agressões que a levaram à morte no bairro Bom Jardim, em Fortaleza. As imagens foram compartilhadas neste domingo (5) pelo coordenador da Diversidade Sexual da Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos de Fortaleza, Paulo Diógenes.

Dandara foi morta no dia 15 de fevereiro por pelo menos cinco homens, mas o crime brutal só ganhou repercussão na sexta-feira (3), depois de as imagens da violência serem compartilhadas na internet. Segundo a Polícia, os suspeitos já foram identificados, mas estão foragidos. A principal suspeita é de que o crime foi motivado por homofobia.

No novo trecho divulgado do crime de ódio, Dandara está sentada ao chão, sem forças para levantar, e balbucia algumas palavras, dentre elas a sua idade e diz que quase morre. Dandara pede para que não batam mais nela e é novamente agredida com pedrada no ombro.

Ouve-se frases como: “você vai morrer, safado”, “sai logo fora”, ” negrada vai te matar se tu não sair fora” e “sai fora logo senão vão te matar aí mesmo”. Ninguém presta socorro. Depois de ser agredida com chutes, pedradas e pauladas, a travesti é colocada pelos agressores em um carro de mão e levada para outro local que não aparece nas imagens.

Segundo o coordenador, relatos da comunidade afirmam que Dandara teria ficado cerca de 20 minutos à espera de socorro, mas nada foi feito. “Uma fatalidade que autoridades precisam dar os devidos esclarecimentos!”, reforçou Diógenes, famoso pela personagem de humor Raimundinha, uma travesti.

Governador
O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), se pronunciou, neste sábado (4), a respeito da morte. Em nota no Facebook, Camilo julgou o caso “repugnante e inaceitável” e determinou ao secretário da Segurança Pública que trabalhe com “total empenho no sentido de identificar e punir cada um dos criminosos”. “Não iremos tolerar esse tipo de violência”, enfatizou Camilo.

Questionado no Facebook por seguidores, o secretário André Costa afirmou, ontem, que a Polícia tem tido cautela para não atrapalhar as investigações. “Tratemos as respostas rapidamente e no momento certo, para não atrapalhar as investigações. Mas o crime não ficará impune. E trabalharemos uma política de segurança em defesa das minorias”, escreveu.

Publicidade

Dê sua opinião

CRIME DE ÓDIO

Vídeo mostra travesti Dandara à espera de socorro antes de ser morta

Dandara foi morta por pelo menos cinco homens, mas o crime brutal só ganhou repercussão depois de as imagens serem compartilhadas na internet

Por Jéssica Welma em Cotidiano

5 de março de 2017 às 12:09

Há 5 meses
Dandara foi morta em fevereiro. (FOTO: Reprodução)

Dandara foi morta em fevereiro. (FOTO: Reprodução)

Novo vídeo divulgado nas redes sociais mostra a travesti Dandara dos Santos, de 42 anos, à espera de socorro antes das outras agressões que a levaram à morte no bairro Bom Jardim, em Fortaleza. As imagens foram compartilhadas neste domingo (5) pelo coordenador da Diversidade Sexual da Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos de Fortaleza, Paulo Diógenes.

Dandara foi morta no dia 15 de fevereiro por pelo menos cinco homens, mas o crime brutal só ganhou repercussão na sexta-feira (3), depois de as imagens da violência serem compartilhadas na internet. Segundo a Polícia, os suspeitos já foram identificados, mas estão foragidos. A principal suspeita é de que o crime foi motivado por homofobia.

No novo trecho divulgado do crime de ódio, Dandara está sentada ao chão, sem forças para levantar, e balbucia algumas palavras, dentre elas a sua idade e diz que quase morre. Dandara pede para que não batam mais nela e é novamente agredida com pedrada no ombro.

Ouve-se frases como: “você vai morrer, safado”, “sai logo fora”, ” negrada vai te matar se tu não sair fora” e “sai fora logo senão vão te matar aí mesmo”. Ninguém presta socorro. Depois de ser agredida com chutes, pedradas e pauladas, a travesti é colocada pelos agressores em um carro de mão e levada para outro local que não aparece nas imagens.

Segundo o coordenador, relatos da comunidade afirmam que Dandara teria ficado cerca de 20 minutos à espera de socorro, mas nada foi feito. “Uma fatalidade que autoridades precisam dar os devidos esclarecimentos!”, reforçou Diógenes, famoso pela personagem de humor Raimundinha, uma travesti.

Governador
O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), se pronunciou, neste sábado (4), a respeito da morte. Em nota no Facebook, Camilo julgou o caso “repugnante e inaceitável” e determinou ao secretário da Segurança Pública que trabalhe com “total empenho no sentido de identificar e punir cada um dos criminosos”. “Não iremos tolerar esse tipo de violência”, enfatizou Camilo.

Questionado no Facebook por seguidores, o secretário André Costa afirmou, ontem, que a Polícia tem tido cautela para não atrapalhar as investigações. “Tratemos as respostas rapidamente e no momento certo, para não atrapalhar as investigações. Mas o crime não ficará impune. E trabalharemos uma política de segurança em defesa das minorias”, escreveu.