Triatleta desaparecido tem experiência e já disputou provas longas, conta a filha

ANGÚSTIA

Triatleta desaparecido tem experiência e já disputou provas longas, conta a filha

A filha de Genilson Lima pede que sua foto seja compartilhada, na esperança de encontrar o pai em terra

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

27 de novembro de 2017 às 11:54

Há 2 semanas
Genilson desapareceu durante a prova do Ironman (FOTO: Arquivo pessoal)

Genilson Lima, de 48 anos, desapareceu durante a prova do Ironman (FOTO: Arquivo pessoal)

A angústia dos familiares do triatleta Genilson Lima, de 48 anos, segue desde este domingo (26), quando o triatleta desapareceu no mar, durante a prova do Ironman realizada em Fortaleza. As buscas foram retomadas nesta segunda-feira (27) desde às 5h da manhã.

Em entrevistado ao repórter Abraão Ramos, do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, a filha Gabriela Lima, emocionada, tem fé que o pai consiga ser encontrado com vida.

“Estamos na esperança que vamos encontrá-lo no mar, na terra, com vida. Acreditamos que ele possa ter sentido um cansaço, saiu da água atordoado e pode estar na cidade por aí, sem saber dizer o que aconteceu. Ele já era atleta há uns 5 anos, tinha experiência”, diz a filha.

Gabriela também explica que o pai já tinha disputado outras provas semelhantes ao Iroman, como o Cabra da Peste por exemplo, e tinha completado a prova. “Ele participou do primeiro IronMan completo, ele nunca chegou a completar, mas também não teve dificuldades na natação. Já no mês passado ele fez prova semelhante no Cumbuco, completou e ficou em primeiro lugar na categoria dele”, explica.

Esperando que o pai seja encontrado, a filha pede que as pessoas compartilhem a foto do triatleta nas redes sociais e nas ruas. “Ele pode estar atordoado por aí e toda ajuda e notícia é válida, pode ser qualquer hora. Peço ajuda de todo mundo nesse momento”, emociona-se.

Através de um drone, Gabriela reconheceu que o pai participou da prova da natação e chegou a realizar 1 km de prova. Os familiares e organizadores da prova sentiram a ausência de Genilson quando a bicicleta para a sequência da prova não foi retirada do local.

Cerca de mil atletas estavam inscritos na competição, mas, a cada etapa, alguns deixam a disputa. No mar, há auxílio com jetski para os nadadores que cansam e desistem da prova, conforme a assessoria do Ironman em Fortaleza.

Publicidade

Dê sua opinião

ANGÚSTIA

Triatleta desaparecido tem experiência e já disputou provas longas, conta a filha

A filha de Genilson Lima pede que sua foto seja compartilhada, na esperança de encontrar o pai em terra

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

27 de novembro de 2017 às 11:54

Há 2 semanas
Genilson desapareceu durante a prova do Ironman (FOTO: Arquivo pessoal)

Genilson Lima, de 48 anos, desapareceu durante a prova do Ironman (FOTO: Arquivo pessoal)

A angústia dos familiares do triatleta Genilson Lima, de 48 anos, segue desde este domingo (26), quando o triatleta desapareceu no mar, durante a prova do Ironman realizada em Fortaleza. As buscas foram retomadas nesta segunda-feira (27) desde às 5h da manhã.

Em entrevistado ao repórter Abraão Ramos, do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, a filha Gabriela Lima, emocionada, tem fé que o pai consiga ser encontrado com vida.

“Estamos na esperança que vamos encontrá-lo no mar, na terra, com vida. Acreditamos que ele possa ter sentido um cansaço, saiu da água atordoado e pode estar na cidade por aí, sem saber dizer o que aconteceu. Ele já era atleta há uns 5 anos, tinha experiência”, diz a filha.

Gabriela também explica que o pai já tinha disputado outras provas semelhantes ao Iroman, como o Cabra da Peste por exemplo, e tinha completado a prova. “Ele participou do primeiro IronMan completo, ele nunca chegou a completar, mas também não teve dificuldades na natação. Já no mês passado ele fez prova semelhante no Cumbuco, completou e ficou em primeiro lugar na categoria dele”, explica.

Esperando que o pai seja encontrado, a filha pede que as pessoas compartilhem a foto do triatleta nas redes sociais e nas ruas. “Ele pode estar atordoado por aí e toda ajuda e notícia é válida, pode ser qualquer hora. Peço ajuda de todo mundo nesse momento”, emociona-se.

Através de um drone, Gabriela reconheceu que o pai participou da prova da natação e chegou a realizar 1 km de prova. Os familiares e organizadores da prova sentiram a ausência de Genilson quando a bicicleta para a sequência da prova não foi retirada do local.

Cerca de mil atletas estavam inscritos na competição, mas, a cada etapa, alguns deixam a disputa. No mar, há auxílio com jetski para os nadadores que cansam e desistem da prova, conforme a assessoria do Ironman em Fortaleza.