Site oferece curiosidades sobre 8 mil ruas e avenidas de Fortaleza
DICIONÁRIO DE RUAS

Site oferece curiosidades sobre 8 mil ruas e avenidas de Fortaleza

O site Dicionário de Ruas resgata quem deu nome às vias, quem foram eles e as leis que instituíram a denominação

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

10 de abril de 2017 às 06:30

Há 4 meses
Pai, filho e um amigo criaram o site em 2014 (FOTO: Divulgação)

Pai, filho e um amigo criaram o site em 2014 (FOTO: Divulgação)

Há três anos existe o site “Dicionário de ruas”, que reúne informações sobre as 8 mil vias registradas em Fortaleza, de um total de aproximadamente 9 mil ruas, travessas, alamedas e vilas da Capital. Criado pelo agrônomo aposentado Márlio Falcão, seu filho, o advogado Manoel Falcão, e o engenheiro de computação Flávio Carneiro, o intuito é difundir a história através de sua urbanização.

Desde a sua criação em 2014, o site registrou quase 15 mil acessos, numa média de 500 por mês. Em fevereiro deste ano, a página sofreu nova atualização, e um dicionário impresso está previsto para ser lançado em maio deste ano.

O site resgata o nome das personagens que dão nome às vias da cidade, quem foram, as leis que instituíram a denominação, e ainda fatos curiosos em torno delas, como as denominações anteriores dessas vias, quantas possuem o mesmo nome, quantas receberam nomes de santos, de famílias locais e outras curiosidades.

Um dos idealizadores da ideia, Manoel Falcão, fala que ele também é importante para aplicativos de localização como Waze e Google Maps.

“Não se trata apenas de uma abordagem nostálgica ou tentativa de recuperação da memória coletiva da cidade, as informações contidas no site são ainda de fundamental importância para questões como endereçamento, a eficácia de aplicativos como Waze e Google Maps e a regularização imobiliária junto aos cartórios de registro, haja vista que qualquer modificação no nome das ruas afeta diretamente a situação dos respectivos registros dos imóveis”, explica.

Curiosidades

Em Fortaleza, 1.360 ruas têm denominações repetidas, mas, curiosamente, o “colonizador do Ceará, o Patriarca” Martins Soares Moreno, imortalizado por José de Alencar em Iracema, não denomina uma única travessa da cidade. Há tempos havia uma avenida que ligava os bairros Barra do Ceará ao Antônio Bezerra (chamada então Avenida Soares Moreno), mas trocou-se o nome por Coronel Carvalho.

Enquanto isso, Paulinho Paiakã (líder indígena, militante da causa amazônica, acusado de crime de estupro em 1992, no Pará), Lady Laura (mãe do cantor Roberto Carlos), José Mojica (Zé do Caixão), Nelson Piquet (ex-piloto de Fórmula 1) e outros “ilustres homenageados” são patronos de ruas ou avenidas.

Uma curiosidade encontrada nesse levantamento é que a rua com o nome mais extenso em Fortaleza é a Rua Santa Terezinha do Menino de Jesus e da Sagrada Face, no bairro Cocó, seguida da Rua Engenheiro Agrônomo José Guimarães Duque, seguido pela Rua Deputado Augusto Tavares de Sá e Benevides. A de menor extensão é a Rua Fé, seguidas pelas ruas Lua, Mar, Sol, Fim, Céu, Eva, Eta e Juá.

Publicidade

Dê sua opinião

DICIONÁRIO DE RUAS

Site oferece curiosidades sobre 8 mil ruas e avenidas de Fortaleza

O site Dicionário de Ruas resgata quem deu nome às vias, quem foram eles e as leis que instituíram a denominação

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

10 de abril de 2017 às 06:30

Há 4 meses
Pai, filho e um amigo criaram o site em 2014 (FOTO: Divulgação)

Pai, filho e um amigo criaram o site em 2014 (FOTO: Divulgação)

Há três anos existe o site “Dicionário de ruas”, que reúne informações sobre as 8 mil vias registradas em Fortaleza, de um total de aproximadamente 9 mil ruas, travessas, alamedas e vilas da Capital. Criado pelo agrônomo aposentado Márlio Falcão, seu filho, o advogado Manoel Falcão, e o engenheiro de computação Flávio Carneiro, o intuito é difundir a história através de sua urbanização.

Desde a sua criação em 2014, o site registrou quase 15 mil acessos, numa média de 500 por mês. Em fevereiro deste ano, a página sofreu nova atualização, e um dicionário impresso está previsto para ser lançado em maio deste ano.

O site resgata o nome das personagens que dão nome às vias da cidade, quem foram, as leis que instituíram a denominação, e ainda fatos curiosos em torno delas, como as denominações anteriores dessas vias, quantas possuem o mesmo nome, quantas receberam nomes de santos, de famílias locais e outras curiosidades.

Um dos idealizadores da ideia, Manoel Falcão, fala que ele também é importante para aplicativos de localização como Waze e Google Maps.

“Não se trata apenas de uma abordagem nostálgica ou tentativa de recuperação da memória coletiva da cidade, as informações contidas no site são ainda de fundamental importância para questões como endereçamento, a eficácia de aplicativos como Waze e Google Maps e a regularização imobiliária junto aos cartórios de registro, haja vista que qualquer modificação no nome das ruas afeta diretamente a situação dos respectivos registros dos imóveis”, explica.

Curiosidades

Em Fortaleza, 1.360 ruas têm denominações repetidas, mas, curiosamente, o “colonizador do Ceará, o Patriarca” Martins Soares Moreno, imortalizado por José de Alencar em Iracema, não denomina uma única travessa da cidade. Há tempos havia uma avenida que ligava os bairros Barra do Ceará ao Antônio Bezerra (chamada então Avenida Soares Moreno), mas trocou-se o nome por Coronel Carvalho.

Enquanto isso, Paulinho Paiakã (líder indígena, militante da causa amazônica, acusado de crime de estupro em 1992, no Pará), Lady Laura (mãe do cantor Roberto Carlos), José Mojica (Zé do Caixão), Nelson Piquet (ex-piloto de Fórmula 1) e outros “ilustres homenageados” são patronos de ruas ou avenidas.

Uma curiosidade encontrada nesse levantamento é que a rua com o nome mais extenso em Fortaleza é a Rua Santa Terezinha do Menino de Jesus e da Sagrada Face, no bairro Cocó, seguida da Rua Engenheiro Agrônomo José Guimarães Duque, seguido pela Rua Deputado Augusto Tavares de Sá e Benevides. A de menor extensão é a Rua Fé, seguidas pelas ruas Lua, Mar, Sol, Fim, Céu, Eva, Eta e Juá.