Professor tem conta da Uber clonada e registro de 30 corridas em menos de 24 horas

SURPRESA

Professor tem conta da Uber clonada e registro de 30 corridas em menos de 24 horas

O professor , que mora em Fortaleza, não tinha costume de pedir os carros, usava o app esporadicamente e, até então, nunca teve nenhum tipo de problema

Por Deborah Tavares em Cotidiano

17 de Fevereiro de 2017 às 06:00

Há 10 meses

Assessoria do app informou que ressarcirá o usuário (FOTO: Divulgação)

Francisco Assis Carvalho, professor, recebeu na manhã desta quinta-feira (16) diversas mensagens no celular, enviadas pela empresa de seu cartão de crédito. Elas registravam o pagamento de 30 corridas feitas em menos de 24 horas, no aplicativo da empresa de serviço de caronas pagas Uber.

O professor , que mora em Fortaleza, não tinha costume de pedir os carros, usava o app esporadicamente e, até então, nunca teve nenhum tipo de problema. “Usei uma única vez esse ano, no começo de janeiro. Baixei pela facilidade, mas não usava muito”, constatou. Além das corridas, não houve nenhum outro tipo de compra registrada no cartão. Foram registradas cobranças em dólar, na moeda holandesa e de corridas em Brasília.

Ao tentar acessar a conta no aplicativo, Francisco foi impedido e surpreendido com mensagem de que “o Uber não reconhece essa conta”. Impossibilitado de entrar em contato com a empresa por meio do app, sua única alternativa foi contactar a assessoria da empresa, que conta com um serviço de atendimento ao cliente apenas online.  A orientação foi entrar no site help.uber.com, enviar os dados, relatar o problema e aguardar uma resposta que seria enviada por e-mail.

A assessoria da Uber entrou em contato e disse que realmente existiram cobranças indevidas, e o estorno do cartão seria feito ainda nesta quinta-feira. Os recibos somam mais de R$ 1.500 em corridas. A assessoria orientou também que Francisco mudasse as informações de cadastro.

Orientações

Em entrevista à rádio Tribuna BandNews FM, Ismael Braz, assessor jurídico do órgão de Defesa do Consumidor do Ceará (Decon/CE), orienta que, nesses casos, o cliente faça um Boletim de Ocorrência. “Nessa situação, nós orientamos o consumidor a efetuar um Boletim de Ocorrência para que seja apurado o crime da clonagem do cartão e que ele venha até o órgão de defesa do consumidor para formalizar uma reclamação, tanto contra a Uber como quanto a operadora de cartão de crédito”.

Em nota, a Uber disse que “orienta os usuários a nunca compartilharem os dados de senha do seu cadastro, uma vez que esses dados devem ser tratados com o mesmo cuidado que dados bancários, por exemplo. Caso isso venha acontecer, o usuário pode reportar à Uber pelo próprio aplicativo ou pelo site, e as devidas providências serão tomadas pela equipe de suporte”.

 

Publicidade

Dê sua opinião

SURPRESA

Professor tem conta da Uber clonada e registro de 30 corridas em menos de 24 horas

O professor , que mora em Fortaleza, não tinha costume de pedir os carros, usava o app esporadicamente e, até então, nunca teve nenhum tipo de problema

Por Deborah Tavares em Cotidiano

17 de Fevereiro de 2017 às 06:00

Há 10 meses

Assessoria do app informou que ressarcirá o usuário (FOTO: Divulgação)

Francisco Assis Carvalho, professor, recebeu na manhã desta quinta-feira (16) diversas mensagens no celular, enviadas pela empresa de seu cartão de crédito. Elas registravam o pagamento de 30 corridas feitas em menos de 24 horas, no aplicativo da empresa de serviço de caronas pagas Uber.

O professor , que mora em Fortaleza, não tinha costume de pedir os carros, usava o app esporadicamente e, até então, nunca teve nenhum tipo de problema. “Usei uma única vez esse ano, no começo de janeiro. Baixei pela facilidade, mas não usava muito”, constatou. Além das corridas, não houve nenhum outro tipo de compra registrada no cartão. Foram registradas cobranças em dólar, na moeda holandesa e de corridas em Brasília.

Ao tentar acessar a conta no aplicativo, Francisco foi impedido e surpreendido com mensagem de que “o Uber não reconhece essa conta”. Impossibilitado de entrar em contato com a empresa por meio do app, sua única alternativa foi contactar a assessoria da empresa, que conta com um serviço de atendimento ao cliente apenas online.  A orientação foi entrar no site help.uber.com, enviar os dados, relatar o problema e aguardar uma resposta que seria enviada por e-mail.

A assessoria da Uber entrou em contato e disse que realmente existiram cobranças indevidas, e o estorno do cartão seria feito ainda nesta quinta-feira. Os recibos somam mais de R$ 1.500 em corridas. A assessoria orientou também que Francisco mudasse as informações de cadastro.

Orientações

Em entrevista à rádio Tribuna BandNews FM, Ismael Braz, assessor jurídico do órgão de Defesa do Consumidor do Ceará (Decon/CE), orienta que, nesses casos, o cliente faça um Boletim de Ocorrência. “Nessa situação, nós orientamos o consumidor a efetuar um Boletim de Ocorrência para que seja apurado o crime da clonagem do cartão e que ele venha até o órgão de defesa do consumidor para formalizar uma reclamação, tanto contra a Uber como quanto a operadora de cartão de crédito”.

Em nota, a Uber disse que “orienta os usuários a nunca compartilharem os dados de senha do seu cadastro, uma vez que esses dados devem ser tratados com o mesmo cuidado que dados bancários, por exemplo. Caso isso venha acontecer, o usuário pode reportar à Uber pelo próprio aplicativo ou pelo site, e as devidas providências serão tomadas pela equipe de suporte”.