Preso homem acusado de atropelar mulher que teve corpo partido ao meio na BR-116

PRISÃO

Preso homem acusado de atropelar mulher que teve corpo partido ao meio na BR-116

O motorista foi levado para a sede de Divisão de Homicídios e é investigado por homicídio doloso

Por Deborah Tavares em Cotidiano

23 de março de 2017 às 18:24

Há 2 anos

O motor do carro corsa hatch estava adulterado. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Marluan Texeira Freire, 23 anos, foi preso nesta quinta-feira (23), em Eusébio, acusado de atropelar Francisca Sulamita dos Reis Marques, 52 anos, no dia 10 de março. Ele foi levado para a sede de Divisão de Homicídios e é investigado por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

Francisca foi atropelada enquanto tentava atravessar a BR-116. Com o impacto, ela teve seu corpo partido ao meio. A família teve que a reconhecer pelos pés, já que outra metade do corpo havia desaparecido.

A parte desaparecida foi encontrada no bairro Pedras, em Fortaleza, no dia 13 de março.  Em depoimento, Marluan disse que trafegava a 100 km/h e nem chegou a ver a mulher, por isso, não freou o carro. O corpo caiu no tapete do passageiro, embaixo do porta-objetos. Ele afirmou que só viu o cadáver alguns metros depois, então pegou um saco plástico e uma manta, que tinha dentro do veículo, enrolou o corpo e jogou fora.

O veículo foi apreendido pela polícia e havia sido completamente descaracterizado pelo motorista, que não possuía CNH.

Com informações da repórter Emanuela Braga da TV Jangadeiro.

Publicidade

Dê sua opinião

PRISÃO

Preso homem acusado de atropelar mulher que teve corpo partido ao meio na BR-116

O motorista foi levado para a sede de Divisão de Homicídios e é investigado por homicídio doloso

Por Deborah Tavares em Cotidiano

23 de março de 2017 às 18:24

Há 2 anos

O motor do carro corsa hatch estava adulterado. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

Marluan Texeira Freire, 23 anos, foi preso nesta quinta-feira (23), em Eusébio, acusado de atropelar Francisca Sulamita dos Reis Marques, 52 anos, no dia 10 de março. Ele foi levado para a sede de Divisão de Homicídios e é investigado por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

Francisca foi atropelada enquanto tentava atravessar a BR-116. Com o impacto, ela teve seu corpo partido ao meio. A família teve que a reconhecer pelos pés, já que outra metade do corpo havia desaparecido.

A parte desaparecida foi encontrada no bairro Pedras, em Fortaleza, no dia 13 de março.  Em depoimento, Marluan disse que trafegava a 100 km/h e nem chegou a ver a mulher, por isso, não freou o carro. O corpo caiu no tapete do passageiro, embaixo do porta-objetos. Ele afirmou que só viu o cadáver alguns metros depois, então pegou um saco plástico e uma manta, que tinha dentro do veículo, enrolou o corpo e jogou fora.

O veículo foi apreendido pela polícia e havia sido completamente descaracterizado pelo motorista, que não possuía CNH.

Com informações da repórter Emanuela Braga da TV Jangadeiro.