População e motoristas de apps aderem a protestos e fecham avenida de Fortaleza

MAIS RECLAMAÇÃO

População e motoristas de apps aderem a protestos e fecham avenida de Fortaleza

Avenida Silas Munguba foi interditada e pneus foram queimados no fim da tarde desta quinta-feira (24). Bombeiros e PM estiveram no local

Por jangadeiro em Cotidiano

25 de Maio de 2018 às 10:32

Há 4 meses
protesto

Protesto interditou a rua e teve a participação de motoristas de aplicativos e da população. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A paralisação dos caminhoneiros contra o aumento de combustíveis despertou outros movimentos. Motoristas de aplicativos, juntamente com a população, também decidiram protestar contra os altos preços.

Na Avenida Dr. Silas Munguba com Rua José Pedra, em Fortaleza, diversas pessoas fecharam a rua e queimaram pneus nesta quinta-feira (24).

“Estamos fazendo uma manifestação pacífica contra o governo que aumenta a gasolina a quase todo mês. Se a gente não fizer nada, não fizer paralisação, vai já chegar a 10 reais. Eles, que têm dinheiro, têm como rodar. Quem trabalha com salário mínimo não tem. É a população que está fazendo isso aqui. Quem ganha um salario não tem como rodar desse jeito”, disse um dos manifestantes.

A paralisação interrompeu o trânsito no sentido Parangaba via Castelão. O Corpo de Bombeiros esteve no local para apagar o fogo e retirar as pedras do bloqueio com apoio da Polícia Militar.

Protestos

Na manhã desta sexta-feira, mesmo após negociação com o Governo Federal para suspender as paralisações, caminhoneiros seguem interditando diversas rodovias. Veja a lista das BRs e CEs ainda com registro de manifestação no Ceará.

Publicidade

Dê sua opinião

MAIS RECLAMAÇÃO

População e motoristas de apps aderem a protestos e fecham avenida de Fortaleza

Avenida Silas Munguba foi interditada e pneus foram queimados no fim da tarde desta quinta-feira (24). Bombeiros e PM estiveram no local

Por jangadeiro em Cotidiano

25 de Maio de 2018 às 10:32

Há 4 meses
protesto

Protesto interditou a rua e teve a participação de motoristas de aplicativos e da população. (FOTO: Reprodução/TV Jangadeiro)

A paralisação dos caminhoneiros contra o aumento de combustíveis despertou outros movimentos. Motoristas de aplicativos, juntamente com a população, também decidiram protestar contra os altos preços.

Na Avenida Dr. Silas Munguba com Rua José Pedra, em Fortaleza, diversas pessoas fecharam a rua e queimaram pneus nesta quinta-feira (24).

“Estamos fazendo uma manifestação pacífica contra o governo que aumenta a gasolina a quase todo mês. Se a gente não fizer nada, não fizer paralisação, vai já chegar a 10 reais. Eles, que têm dinheiro, têm como rodar. Quem trabalha com salário mínimo não tem. É a população que está fazendo isso aqui. Quem ganha um salario não tem como rodar desse jeito”, disse um dos manifestantes.

A paralisação interrompeu o trânsito no sentido Parangaba via Castelão. O Corpo de Bombeiros esteve no local para apagar o fogo e retirar as pedras do bloqueio com apoio da Polícia Militar.

Protestos

Na manhã desta sexta-feira, mesmo após negociação com o Governo Federal para suspender as paralisações, caminhoneiros seguem interditando diversas rodovias. Veja a lista das BRs e CEs ainda com registro de manifestação no Ceará.