Oferecer bombom no lugar de troco é ilegal. Multa pode chegar a R$ 7 milhões

EXIJA SEUS DIREITOS

Oferecer bombom no lugar de troco é ilegal. Multa pode chegar a R$ 7 milhões

E tem mais: caso o estabelecimento não tenha troco, o valor da mercadoria deve ser arredondado para menos

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

16 de agosto de 2017 às 06:45

Há 1 ano
O estabelecimento deve conceder o troco em dinheiro (FOTO: Divulgação)

O estabelecimento deve conceder o troco em dinheiro (FOTO: Divulgação)

Quem nunca passou pela situação em que, depois da compra feita, o estabelecimento não tinha troco disponível? Nesses casos é muito comum os consumidores receberem outras mercadorias como troco. Um exemplo disso são os bombons, como explica a matéria da Tribuna Band News FM.

Vera Lúcia tem uma banca de revistas e admite que faz esta prática. “Eu procuro ter a moeda, mas quando não tem a gente sugere: pode ser uma balinha? Até porque são poucos centavos”, afirma.

Segundo Ismael Brás, assessor jurídico da Defesa do Consumidor do Ceará (Decon) e especialista em Direito do Consumidor, a prática é abusiva. “Se realmente a empresa, ao invés de conceder o troco em moeda nacional, quiser conceder através de bombons ou de outro produto, o consumidor pode fazer a denúncia no Decon”, alerta.

Oferecer o troco em forma de outras mercadorias é ilegal. Em caso de descumprimento da norma, a multa pode chegar a até R$ 7 milhões para os comerciantes.

E tem mais, caso o estabelecimento não tenha o troco disponível, o vendedor deve arrendondar o preço do produto para baixo, até ter o troco necessário para o cliente.

Ouça a matéria de Everton Lucas, da Jangadeiro FM:

Publicidade

Dê sua opinião

EXIJA SEUS DIREITOS

Oferecer bombom no lugar de troco é ilegal. Multa pode chegar a R$ 7 milhões

E tem mais: caso o estabelecimento não tenha troco, o valor da mercadoria deve ser arredondado para menos

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

16 de agosto de 2017 às 06:45

Há 1 ano
O estabelecimento deve conceder o troco em dinheiro (FOTO: Divulgação)

O estabelecimento deve conceder o troco em dinheiro (FOTO: Divulgação)

Quem nunca passou pela situação em que, depois da compra feita, o estabelecimento não tinha troco disponível? Nesses casos é muito comum os consumidores receberem outras mercadorias como troco. Um exemplo disso são os bombons, como explica a matéria da Tribuna Band News FM.

Vera Lúcia tem uma banca de revistas e admite que faz esta prática. “Eu procuro ter a moeda, mas quando não tem a gente sugere: pode ser uma balinha? Até porque são poucos centavos”, afirma.

Segundo Ismael Brás, assessor jurídico da Defesa do Consumidor do Ceará (Decon) e especialista em Direito do Consumidor, a prática é abusiva. “Se realmente a empresa, ao invés de conceder o troco em moeda nacional, quiser conceder através de bombons ou de outro produto, o consumidor pode fazer a denúncia no Decon”, alerta.

Oferecer o troco em forma de outras mercadorias é ilegal. Em caso de descumprimento da norma, a multa pode chegar a até R$ 7 milhões para os comerciantes.

E tem mais, caso o estabelecimento não tenha o troco disponível, o vendedor deve arrendondar o preço do produto para baixo, até ter o troco necessário para o cliente.

Ouça a matéria de Everton Lucas, da Jangadeiro FM: