O que fazer para ter um bom currículo e ser competitivo em seleção de emprego?

MERCADO DE TRABALHO

O que fazer para ter um bom currículo e ser competitivo em seleção de emprego?

Descrever as experiências profissionais e definir objetivo são essenciais na hora de preencher um currículo e se destacar na primeira etapa de uma seleção

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

20 de dezembro de 2018 às 07:15

Há 1 mês
Entrevista de emprego

A psicóloga Luana Freitas orienta sobre a importância da descrição das últimas experiências profissionais (Foto: Freepik)

Ter um currículo organizado, com boa descrição das experiências profissionais, pode ser um diferencial na primeira etapa de uma seleção de emprego. É comum existirem dúvidas sobre o que fazer para ter um bom currículo. O Tribuna do Ceará conversou com a expertise em Recursos Humanos (RH) Luana Freitas para reunir dicas importantes.

> Esta é mais uma matéria da série “O que eu devo fazer quando”.

O que deve vir primeiro? Como devo descrever meu objetivo? O que devo priorizar para me tornar mais competitivo no mercado?

Luana Freitas afirma que, para ter um currículo satisfatório, é preciso descrever as experiências profissionais anteriores, definir o objetivo no currículo e mostrar que você é um profissional que está sempre em busca de aperfeiçoamento, através de cursos e outras vivências.

Confira as principais dicas da expertise em RH:

1 – Primeiro é importante sempre colocar no objetivo o que o profissional está buscando.

2 – Detalhar um pouco mais o seu interesse, sem uma descrição generalista.

3 – Hoje o RH busca em um profissional tanto habilidade técnica quanto comportamental. Somente cursos não é o diferencial.

4 – Experiências profissionais são essenciais.

5 – É importante descrever as atividades executadas em experiências anteriores e o período em que trabalho, com dia, mês e ano.

6 – Colocar contatos de referências profissionais do último emprego.

7 – Algumas empresas fazem consultas durante a seleção.

8 – De um modo geral, procura-se profissionais proativos, criativos e capazes de se adaptar em diversas situações.

Leia as demais matérias da série “O que eu devo fazer quando”:

O que fazer ao se envolver em um acidente de trânsito em Fortaleza?

O que fazer quando não chegar ao aeroporto no horário do embarque?

O que fazer após furto, roubo ou perda de documentos e cartões de crédito?

Publicidade

Dê sua opinião

MERCADO DE TRABALHO

O que fazer para ter um bom currículo e ser competitivo em seleção de emprego?

Descrever as experiências profissionais e definir objetivo são essenciais na hora de preencher um currículo e se destacar na primeira etapa de uma seleção

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

20 de dezembro de 2018 às 07:15

Há 1 mês
Entrevista de emprego

A psicóloga Luana Freitas orienta sobre a importância da descrição das últimas experiências profissionais (Foto: Freepik)

Ter um currículo organizado, com boa descrição das experiências profissionais, pode ser um diferencial na primeira etapa de uma seleção de emprego. É comum existirem dúvidas sobre o que fazer para ter um bom currículo. O Tribuna do Ceará conversou com a expertise em Recursos Humanos (RH) Luana Freitas para reunir dicas importantes.

> Esta é mais uma matéria da série “O que eu devo fazer quando”.

O que deve vir primeiro? Como devo descrever meu objetivo? O que devo priorizar para me tornar mais competitivo no mercado?

Luana Freitas afirma que, para ter um currículo satisfatório, é preciso descrever as experiências profissionais anteriores, definir o objetivo no currículo e mostrar que você é um profissional que está sempre em busca de aperfeiçoamento, através de cursos e outras vivências.

Confira as principais dicas da expertise em RH:

1 – Primeiro é importante sempre colocar no objetivo o que o profissional está buscando.

2 – Detalhar um pouco mais o seu interesse, sem uma descrição generalista.

3 – Hoje o RH busca em um profissional tanto habilidade técnica quanto comportamental. Somente cursos não é o diferencial.

4 – Experiências profissionais são essenciais.

5 – É importante descrever as atividades executadas em experiências anteriores e o período em que trabalho, com dia, mês e ano.

6 – Colocar contatos de referências profissionais do último emprego.

7 – Algumas empresas fazem consultas durante a seleção.

8 – De um modo geral, procura-se profissionais proativos, criativos e capazes de se adaptar em diversas situações.

Leia as demais matérias da série “O que eu devo fazer quando”:

O que fazer ao se envolver em um acidente de trânsito em Fortaleza?

O que fazer quando não chegar ao aeroporto no horário do embarque?

O que fazer após furto, roubo ou perda de documentos e cartões de crédito?