Nova taxa dos Correios em encomendas internacionais completa 1 mês de funcionamento

VOCÊ JÁ PAGOU A SUA?

Nova taxa dos Correios em encomendas internacionais completa 1 mês de funcionamento

A implantação da taxa deve-se ao aumento de 80% no número de encomendas internacionais, explica os Correios. Saiba como funciona

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

27 de setembro de 2018 às 07:15

Há 3 meses
Taxa de despacho postal

A taxa de Despacho Postal passou a ser cobrada pelos Correios desde o último dia 27 (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Se você costuma comprar produtos importados pela internet, pode ser surpreendido com um nova taxa cobrada pelos correios no valor de R$ 15. Há exatamente um mês, a empresa estatal passou a fazer a cobrança para realizar a entrega devido ao aumento do número de produtos importados.

De acordo com os Correios, a implantação da taxa do Despacho Postal foi uma medida para cobrir os custos e melhorar os serviços de suporte postal e das atividades de tratamento aduaneiro. Entretanto, há consumidores no País que questionam a regularidade dessa cobrança.

Os Correios informam que houve um aumento de 80% no volume de produtos importados em 2017 em relação ao ano anterior. Já no primeiro semestre deste ano, o crescimento correspondeu a 32% em comparação com o mesmo período do ano passado. Por conta disso, foi implantada a taxa de Despacho Postal no dia 27 de agosto deste ano para encomendas internacionais.

A empresa alega que o valor de R$ 15 será destinado para investir no serviço desta operação, como o recebimento das encomendas, inspeção de raio X, armazenamento entre outras atividades inerentes ao procedimento. “O despacho postal não é tributo, nem taxa, nem frete, trata-se de um serviço inerente ao processo de importação. A cobrança desse serviço já é praticada há muito tempo por operadores privados do setor no Brasil”, explica a empresa em nota.

De acordo com o Correios, o valor cobrado é quatro vezes menor do que outras empresas de logísticas que realizam o mesmo serviço.

Entretanto, há consumidores que não concordam com a taxa. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), até o momento, não há registro de reclamações no Ceará, mas há reclamações em outros estados. Em Rondônia, um procedimento foi aberto para investigar a regularidade da taxa no último dia 14 após uma denúncia de um consumidor.

“A reclamação ainda será analisada pela procuradora da República Gisele Bleggi, que atua na área do Consumidor”, informou o órgão por nota.

Como funciona

Boleto da taxa

O valor pode ser pago dentro de um prazo de até 30 dias(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Segundo os Correios, o pagamento da taxa de Despacho Postal pode ser feita pela internet, boleto bancário ou cartão de crédito. Caso a encomenda tenha tributos da Receita Federal, o pagamento é feito pelo site dos Correios na ala “Minhas Importações”.

Se for sem tributação, o pagamento pode ser feito diretamente na página de rastreamento da encomenda. “O prazo de entrega passa a contar a partir da data da confirmação do pagamento”, explica a empresa.

O pagamento da taxa fica disponível para o consumidor durante um prazo de 30 dias. Após esse período, o produto volta para a empresa de origem. Segundo os Correios, há vários objetos que aguardam o pagamento, mas dentro do prazo estabelecido pela empresa.

“Os percentuais de pagamento têm aumentado à medida que a plataforma tem se tornado mais popular entre os importadores”, conclui.

Publicidade

Dê sua opinião

VOCÊ JÁ PAGOU A SUA?

Nova taxa dos Correios em encomendas internacionais completa 1 mês de funcionamento

A implantação da taxa deve-se ao aumento de 80% no número de encomendas internacionais, explica os Correios. Saiba como funciona

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

27 de setembro de 2018 às 07:15

Há 3 meses
Taxa de despacho postal

A taxa de Despacho Postal passou a ser cobrada pelos Correios desde o último dia 27 (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Se você costuma comprar produtos importados pela internet, pode ser surpreendido com um nova taxa cobrada pelos correios no valor de R$ 15. Há exatamente um mês, a empresa estatal passou a fazer a cobrança para realizar a entrega devido ao aumento do número de produtos importados.

De acordo com os Correios, a implantação da taxa do Despacho Postal foi uma medida para cobrir os custos e melhorar os serviços de suporte postal e das atividades de tratamento aduaneiro. Entretanto, há consumidores no País que questionam a regularidade dessa cobrança.

Os Correios informam que houve um aumento de 80% no volume de produtos importados em 2017 em relação ao ano anterior. Já no primeiro semestre deste ano, o crescimento correspondeu a 32% em comparação com o mesmo período do ano passado. Por conta disso, foi implantada a taxa de Despacho Postal no dia 27 de agosto deste ano para encomendas internacionais.

A empresa alega que o valor de R$ 15 será destinado para investir no serviço desta operação, como o recebimento das encomendas, inspeção de raio X, armazenamento entre outras atividades inerentes ao procedimento. “O despacho postal não é tributo, nem taxa, nem frete, trata-se de um serviço inerente ao processo de importação. A cobrança desse serviço já é praticada há muito tempo por operadores privados do setor no Brasil”, explica a empresa em nota.

De acordo com o Correios, o valor cobrado é quatro vezes menor do que outras empresas de logísticas que realizam o mesmo serviço.

Entretanto, há consumidores que não concordam com a taxa. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), até o momento, não há registro de reclamações no Ceará, mas há reclamações em outros estados. Em Rondônia, um procedimento foi aberto para investigar a regularidade da taxa no último dia 14 após uma denúncia de um consumidor.

“A reclamação ainda será analisada pela procuradora da República Gisele Bleggi, que atua na área do Consumidor”, informou o órgão por nota.

Como funciona

Boleto da taxa

O valor pode ser pago dentro de um prazo de até 30 dias(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Segundo os Correios, o pagamento da taxa de Despacho Postal pode ser feita pela internet, boleto bancário ou cartão de crédito. Caso a encomenda tenha tributos da Receita Federal, o pagamento é feito pelo site dos Correios na ala “Minhas Importações”.

Se for sem tributação, o pagamento pode ser feito diretamente na página de rastreamento da encomenda. “O prazo de entrega passa a contar a partir da data da confirmação do pagamento”, explica a empresa.

O pagamento da taxa fica disponível para o consumidor durante um prazo de 30 dias. Após esse período, o produto volta para a empresa de origem. Segundo os Correios, há vários objetos que aguardam o pagamento, mas dentro do prazo estabelecido pela empresa.

“Os percentuais de pagamento têm aumentado à medida que a plataforma tem se tornado mais popular entre os importadores”, conclui.