Não há pai de família que jogue coquetel molotov na polícia, critica Roberto Cláudio
FEIRA JOSÉ AVELINO

Não há pai de família que jogue coquetel molotov na polícia, critica Roberto Cláudio

Roberto Cláudio fez a declaração em decorrência dos protestos de feirantes na Rua José Avelino

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

17 de maio de 2017 às 12:58

Há 6 meses
Roberto Cláudio criticou as atitudes dos manifestantes (FOTO: Divulgação)

Roberto Cláudio criticou as atitudes dos manifestantes (FOTO: Divulgação)

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) foi à Câmara Municipal, nesta quarta-feira (17), falar sobre os conflitos que ocorreram nos últimos dias entre a prefeitura e os feirantes da Rua José Avelino. Enfático, Roberto Cláudio criticou os protestos na última terça-feira (16) durante sua fala na Casa.

“Uma coisa é debater com manifestante, outra é lidar com o crime. Digo isso com muita clareza, porque estamos lidando com atitudes criminosas e assim vamos tratar. Não há pai e mãe que jogue coquetel molotov, que queima pneu e que está armado de estilingue ou bila”, afirmou o prefeito.

Na terça-feira (16), a Prefeitura de Fortaleza emitiu nota afirmando que “em nenhum momento houve desrespeito – por parte de nenhum órgão do Poder Público Municipal da Cidade de Fortaleza – às decisões judiciais ou às recomendações do Ministério Público”, diz.

Na manhã de terça-feira (16), uma verdadeira cena de guerra foi vista. Barricadas, incêndios e coquetel molotov viraram instrumento de luta de grupos que protestam contra a proibição da feira que ocupa as vias da região.

Desde o domingo (14), feirantes fazem manifestações nas áreas próximas à Rua José Avelino em protesto contra a decisão da Prefeitura de transferir os trabalhadores e revitalizar a região. Após confronto nos últimos dias com a Guarda Municipal, nesta quarta-feira, apenas o Batalhão de Choque faz a segurança no local.

Veja a cobertura do caso:

16 de maio – Prefeitura considera protesto na José Avelino como crime e apresentará denúncia contra envolvidos

16 de maio – Rua José Avelino vira palco de guerra nesta terça, em protesto por proibição de feira

15 de maio — Feirantes da Rua José Avelino bloqueiam vias do Centro em protesto contra proibição de feira

14 de maio — Feirantes queimam galhos árvores em protesto contra retirada de feira na José Avelino

14 de maio — Liminar proíbe Prefeitura de Fortaleza de encerrar Feira da José Avelino

12 de maio — Feirantes que trabalham nos galpões da José Avelino poderão permanecer no espaço

11 de maio — Trabalhadores da José Avelino afirmam que permanecerão no local, apesar da proibição da feira

9 de maio — Feira da José Avelino funcionará apenas até o Dia das Mães

1º de maio — Centro Fashion: Veja o funcionamento do local que irá receber os feirantes da José Avelino

Publicidade

Dê sua opinião

FEIRA JOSÉ AVELINO

Não há pai de família que jogue coquetel molotov na polícia, critica Roberto Cláudio

Roberto Cláudio fez a declaração em decorrência dos protestos de feirantes na Rua José Avelino

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

17 de maio de 2017 às 12:58

Há 6 meses
Roberto Cláudio criticou as atitudes dos manifestantes (FOTO: Divulgação)

Roberto Cláudio criticou as atitudes dos manifestantes (FOTO: Divulgação)

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) foi à Câmara Municipal, nesta quarta-feira (17), falar sobre os conflitos que ocorreram nos últimos dias entre a prefeitura e os feirantes da Rua José Avelino. Enfático, Roberto Cláudio criticou os protestos na última terça-feira (16) durante sua fala na Casa.

“Uma coisa é debater com manifestante, outra é lidar com o crime. Digo isso com muita clareza, porque estamos lidando com atitudes criminosas e assim vamos tratar. Não há pai e mãe que jogue coquetel molotov, que queima pneu e que está armado de estilingue ou bila”, afirmou o prefeito.

Na terça-feira (16), a Prefeitura de Fortaleza emitiu nota afirmando que “em nenhum momento houve desrespeito – por parte de nenhum órgão do Poder Público Municipal da Cidade de Fortaleza – às decisões judiciais ou às recomendações do Ministério Público”, diz.

Na manhã de terça-feira (16), uma verdadeira cena de guerra foi vista. Barricadas, incêndios e coquetel molotov viraram instrumento de luta de grupos que protestam contra a proibição da feira que ocupa as vias da região.

Desde o domingo (14), feirantes fazem manifestações nas áreas próximas à Rua José Avelino em protesto contra a decisão da Prefeitura de transferir os trabalhadores e revitalizar a região. Após confronto nos últimos dias com a Guarda Municipal, nesta quarta-feira, apenas o Batalhão de Choque faz a segurança no local.

Veja a cobertura do caso:

16 de maio – Prefeitura considera protesto na José Avelino como crime e apresentará denúncia contra envolvidos

16 de maio – Rua José Avelino vira palco de guerra nesta terça, em protesto por proibição de feira

15 de maio — Feirantes da Rua José Avelino bloqueiam vias do Centro em protesto contra proibição de feira

14 de maio — Feirantes queimam galhos árvores em protesto contra retirada de feira na José Avelino

14 de maio — Liminar proíbe Prefeitura de Fortaleza de encerrar Feira da José Avelino

12 de maio — Feirantes que trabalham nos galpões da José Avelino poderão permanecer no espaço

11 de maio — Trabalhadores da José Avelino afirmam que permanecerão no local, apesar da proibição da feira

9 de maio — Feira da José Avelino funcionará apenas até o Dia das Mães

1º de maio — Centro Fashion: Veja o funcionamento do local que irá receber os feirantes da José Avelino