Mulher com fratura exposta na perna aguarda cirurgia há 7 meses no IJF

ACIDENTE DE MOTO

Mulher com fratura na perna aguarda cirurgia há sete meses no IJF

A paciente sofreu um acidente no município de Ererê, a 300 km de Fortaleza, em novembro do ano passado

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

2 de julho de 2018 às 10:14

Há 3 meses
Fachada do IJF

A paciente sofreu um acidente de moto no município de Ererê (Foto: Reprodução/Barra Pesada)

*Atualizada às 18h10

Uma mulher espera há sete meses por cirurgia após sofrer acidente de moto no município de Ererê, a 315 km de Fortaleza. Antônia Eneida Marques Holanda, de 45 anos, ficou com a perna fraturada e foi transferida ao hospital Instituto Dr. José de Frota (IJF) no último dia 11 de novembro.

Desde essa data, a mulher aguarda pelo procedimento. As informações são do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

Um atestado médico, emitido no último dia 18 de junho, informou que não há previsão da data da cirurgia. O procedimento é para colocar um fixador externo circular. Uma denúncia à Defensoria Pública do Estado do Ceará foi realizada.

A empresária Silvana Paula tem o costume de visitar pacientes do IJF e, ao encontrar o caso de Antônia, sensibilizou-se com a causa. “Eu acho isso absurdo. Ela (Antônia) pegou uma virose porque aqui (IJF). É um hospital de traumatologia”, disse. Segundo ela, há outros casos semelhantes na unidade.

Nota do IJF

Em nota, a assessoria do Instituto Doutor José Frota (IJF) informou que a paciente foi acolhida na Emergência no dia 11 de novembro, após acidente de motocicleta, e passou por procedimento cirúrgico de urgência devido a um trauma na perna esquerda. “Tendo em vista a gravidade da lesão, o tratamento será continuado com aplicação de um fixador externo”, diz o documento.

Ainda segundo o IJF, no Ceará há poucos profissionais especializados na utilização do aparelho Ilizarov, necessário para a recuperação de fraturas expostas e alongamentos de ossos. “O IJF, atualmente, concentra todas as demandas do Estado, sendo o único hospital público, da Capital e do Interior, com especialistas em seu corpo clínico, resultando na concentração de pacientes e na demora da lista de espera pelo fixador, que muitas vezes ainda tem sua ordem alterada por ordens judiciais”, acrescenta.

A Direção do hospital informou também que “não há qualquer registro de falta de material, equipamento ou insumos médicos para o atendimento dos usuários”.

Publicidade

Dê sua opinião

ACIDENTE DE MOTO

Mulher com fratura na perna aguarda cirurgia há sete meses no IJF

A paciente sofreu um acidente no município de Ererê, a 300 km de Fortaleza, em novembro do ano passado

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

2 de julho de 2018 às 10:14

Há 3 meses
Fachada do IJF

A paciente sofreu um acidente de moto no município de Ererê (Foto: Reprodução/Barra Pesada)

*Atualizada às 18h10

Uma mulher espera há sete meses por cirurgia após sofrer acidente de moto no município de Ererê, a 315 km de Fortaleza. Antônia Eneida Marques Holanda, de 45 anos, ficou com a perna fraturada e foi transferida ao hospital Instituto Dr. José de Frota (IJF) no último dia 11 de novembro.

Desde essa data, a mulher aguarda pelo procedimento. As informações são do programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT.

Um atestado médico, emitido no último dia 18 de junho, informou que não há previsão da data da cirurgia. O procedimento é para colocar um fixador externo circular. Uma denúncia à Defensoria Pública do Estado do Ceará foi realizada.

A empresária Silvana Paula tem o costume de visitar pacientes do IJF e, ao encontrar o caso de Antônia, sensibilizou-se com a causa. “Eu acho isso absurdo. Ela (Antônia) pegou uma virose porque aqui (IJF). É um hospital de traumatologia”, disse. Segundo ela, há outros casos semelhantes na unidade.

Nota do IJF

Em nota, a assessoria do Instituto Doutor José Frota (IJF) informou que a paciente foi acolhida na Emergência no dia 11 de novembro, após acidente de motocicleta, e passou por procedimento cirúrgico de urgência devido a um trauma na perna esquerda. “Tendo em vista a gravidade da lesão, o tratamento será continuado com aplicação de um fixador externo”, diz o documento.

Ainda segundo o IJF, no Ceará há poucos profissionais especializados na utilização do aparelho Ilizarov, necessário para a recuperação de fraturas expostas e alongamentos de ossos. “O IJF, atualmente, concentra todas as demandas do Estado, sendo o único hospital público, da Capital e do Interior, com especialistas em seu corpo clínico, resultando na concentração de pacientes e na demora da lista de espera pelo fixador, que muitas vezes ainda tem sua ordem alterada por ordens judiciais”, acrescenta.

A Direção do hospital informou também que “não há qualquer registro de falta de material, equipamento ou insumos médicos para o atendimento dos usuários”.