Marcha da Maconha Fortaleza 2015 tem expectativa de 10 mil participantes


Marcha da Maconha Fortaleza 2015 tem expectativa de 10 mil participantes

A marcha, marcada para o próximo domingo, na Praia de Iracema, defende que a maconha tem potencial econômico e deve ser explorada

Por Thamiris Treigher em Cotidiano

21 de maio de 2015 às 15:28

Há 4 anos
O evento é internacional e acontece em 300 cidades do mundo todo (Foto: Facebook/Divulgação)

O evento é internacional e acontece em 300 cidades do mundo todo (Foto: Facebook/Divulgação)

A Marcha da Maconha Brasil, movimento social, cultural e político que questiona a proibição em relação ao plantio e consumo da cannabis no país, defende que a maconha tem potencial econômico e deve ser explorada, principalmente quando for coerente sob o ponto de vista ambiental. Além disso, a marcha luta pelo uso medicinal e recreativo da cannabis.

O evento é internacional e acontece em 300 cidades do mundo todo.  A marcha ocorre todos os anos desde 1999. No Brasil o evento sempre é realizado no mês de maio e em 2015 estará presente em 28 cidades. A edição deste ano em Fortaleza tem expectativa de  aproximadamente 10 mil participantes.

Os objetivos principais da marcha são de criar espaços para debater, articular e dialogar  a questão; estimular reformas nas leis e políticas públicas relacionadas à maconha e seus variados usos. O coletivo afirma que não têm a intenção de fazer apologia à maconha e seu uso, nem de incentivar atividades criminosas, mas sim de lutar pelo direito à livre manifestação de ideias e opiniões e pelos limites legais de diversos direitos.

O recurso que pede a revisão da lei que proíbe o consumo de drogas no Brasil tramita desde 2011 no Supremo Tribunal Federal (STF). A Marcha da Maconha exige o julgamento desse recurso e a libertação imediata de todos os usuários de maconha e outras drogas que estão presos. A evento acontecerá no dia 24 de maio (domingo), às 14 horas, na Estátua de Iracema (Guardiã), na Praia de Iracema.

Publicidade

Dê sua opinião

Marcha da Maconha Fortaleza 2015 tem expectativa de 10 mil participantes

A marcha, marcada para o próximo domingo, na Praia de Iracema, defende que a maconha tem potencial econômico e deve ser explorada

Por Thamiris Treigher em Cotidiano

21 de maio de 2015 às 15:28

Há 4 anos
O evento é internacional e acontece em 300 cidades do mundo todo (Foto: Facebook/Divulgação)

O evento é internacional e acontece em 300 cidades do mundo todo (Foto: Facebook/Divulgação)

A Marcha da Maconha Brasil, movimento social, cultural e político que questiona a proibição em relação ao plantio e consumo da cannabis no país, defende que a maconha tem potencial econômico e deve ser explorada, principalmente quando for coerente sob o ponto de vista ambiental. Além disso, a marcha luta pelo uso medicinal e recreativo da cannabis.

O evento é internacional e acontece em 300 cidades do mundo todo.  A marcha ocorre todos os anos desde 1999. No Brasil o evento sempre é realizado no mês de maio e em 2015 estará presente em 28 cidades. A edição deste ano em Fortaleza tem expectativa de  aproximadamente 10 mil participantes.

Os objetivos principais da marcha são de criar espaços para debater, articular e dialogar  a questão; estimular reformas nas leis e políticas públicas relacionadas à maconha e seus variados usos. O coletivo afirma que não têm a intenção de fazer apologia à maconha e seu uso, nem de incentivar atividades criminosas, mas sim de lutar pelo direito à livre manifestação de ideias e opiniões e pelos limites legais de diversos direitos.

O recurso que pede a revisão da lei que proíbe o consumo de drogas no Brasil tramita desde 2011 no Supremo Tribunal Federal (STF). A Marcha da Maconha exige o julgamento desse recurso e a libertação imediata de todos os usuários de maconha e outras drogas que estão presos. A evento acontecerá no dia 24 de maio (domingo), às 14 horas, na Estátua de Iracema (Guardiã), na Praia de Iracema.