Imóvel abandonado há 20 anos incomoda moradores e comerciantes no Benfica

INCÔMODO

Imóvel abandonado há 20 anos incomoda moradores e comerciantes no Benfica

Segundo os moradores e comerciantes próximo ao local, a propriedade particular é utilizada como ponto de uso de drogas e aumenta insegurança na região

Por Daniel Rocha em Cotidiano

3 de novembro de 2017 às 06:46

Há 3 semanas

De acordo com moradores e comerciantes próximo ao local, a propriedade é utilizada como ponto de uso de drogas (FOTO: Reprodução/Google Street)

Uma propriedade particular em estado de abandono na Avenida Eduardo Girão, no bairro Benfica, tem incomodado os moradores e comerciantes que trabalham próximo ao local. Segundo eles, o imóvel tem sido utilizado como ponto de drogas e de acúmulo de lixo.

Um funcionário de uma oficina mecânica que não quis se identificar contou ao Tribuna do Ceará que trata-se de casas residenciais de aluguel, que foram abandonadas por conta do alagamento que tinha na década de 1990 na avenida. Depois disso, o local foi abandonado e não sabe quem é o proprietário.

O imóvel está situado entre a Avenida dos Expedicionários e a Rua Jorge Dumar, que cortam a Eduardo Girão. “Já tentaram invadir, mas logo chegou a polícia para dispersar quem estava invadindo”, disse o funcionário. Por trabalhar há quase 20 anos local, ele recorda da época em que havia moradores nas residências. “As pessoas saíram porque, quando chovia, alagava tudo na época”, lembra.

O gerente de projetos Bruno Neves, que mora próximo ao imóvel há mais de 10 anos, afirmou que as pessoas optam por trafegar pela Avenida Treze de Maio ao invés da Avenida Eduardo Girão por conta da insegurança, proporcionada pelo imóvel. Segundo ele, há muitas pessoas que pulam para dentro dos restos das casas. “Acredito que pode ser um ponto de drogas”, deduz.

A Secretaria da Regional IV, responsável pela região, alegou que o proprietário já foi notificado sobre o estado do imóvel para serem adotadas as medidas cabíveis. Conforme com o Código de Obras e Posturas (Lei 5530/81), é de responsabilidade do proprietário murar o terreno, manter o local limpo e refazer a calçada. Ao ser notificado, o responsável do imóvel tem 90 dias para regularizar a situação. Caso o pedido não seja atendido, a multa varia de R$ 80,97 a R$ 809,70, podendo ser gradativo.

A Polícia Militar informou ao Tribuna do Ceará que há um policiamento ostensivo e motorizado como motos e viaturas na região em que o imóvel está situado e não há registro de assaltos a pessoas ou a veículos próximo ao local. Além disso, por se tratar de uma propriedade privada, a PM não tem a permissão de entrar no imóvel.

Confira galeria

Casas abandonadas na Av Eduardo Girão
1/2

Casas abandonadas na Av Eduardo Girão

Moradores reclamam de lixo, abandono e usuários de drogas (FOTO: Google Maps)

Casas abandonadas na Av Eduardo Girão
2/2

Casas abandonadas na Av Eduardo Girão

Moradores reclamam de lixo, abandono e usuários de drogas (FOTO: Google Maps)

Publicidade

Dê sua opinião

INCÔMODO

Imóvel abandonado há 20 anos incomoda moradores e comerciantes no Benfica

Segundo os moradores e comerciantes próximo ao local, a propriedade particular é utilizada como ponto de uso de drogas e aumenta insegurança na região

Por Daniel Rocha em Cotidiano

3 de novembro de 2017 às 06:46

Há 3 semanas

De acordo com moradores e comerciantes próximo ao local, a propriedade é utilizada como ponto de uso de drogas (FOTO: Reprodução/Google Street)

Uma propriedade particular em estado de abandono na Avenida Eduardo Girão, no bairro Benfica, tem incomodado os moradores e comerciantes que trabalham próximo ao local. Segundo eles, o imóvel tem sido utilizado como ponto de drogas e de acúmulo de lixo.

Um funcionário de uma oficina mecânica que não quis se identificar contou ao Tribuna do Ceará que trata-se de casas residenciais de aluguel, que foram abandonadas por conta do alagamento que tinha na década de 1990 na avenida. Depois disso, o local foi abandonado e não sabe quem é o proprietário.

O imóvel está situado entre a Avenida dos Expedicionários e a Rua Jorge Dumar, que cortam a Eduardo Girão. “Já tentaram invadir, mas logo chegou a polícia para dispersar quem estava invadindo”, disse o funcionário. Por trabalhar há quase 20 anos local, ele recorda da época em que havia moradores nas residências. “As pessoas saíram porque, quando chovia, alagava tudo na época”, lembra.

O gerente de projetos Bruno Neves, que mora próximo ao imóvel há mais de 10 anos, afirmou que as pessoas optam por trafegar pela Avenida Treze de Maio ao invés da Avenida Eduardo Girão por conta da insegurança, proporcionada pelo imóvel. Segundo ele, há muitas pessoas que pulam para dentro dos restos das casas. “Acredito que pode ser um ponto de drogas”, deduz.

A Secretaria da Regional IV, responsável pela região, alegou que o proprietário já foi notificado sobre o estado do imóvel para serem adotadas as medidas cabíveis. Conforme com o Código de Obras e Posturas (Lei 5530/81), é de responsabilidade do proprietário murar o terreno, manter o local limpo e refazer a calçada. Ao ser notificado, o responsável do imóvel tem 90 dias para regularizar a situação. Caso o pedido não seja atendido, a multa varia de R$ 80,97 a R$ 809,70, podendo ser gradativo.

A Polícia Militar informou ao Tribuna do Ceará que há um policiamento ostensivo e motorizado como motos e viaturas na região em que o imóvel está situado e não há registro de assaltos a pessoas ou a veículos próximo ao local. Além disso, por se tratar de uma propriedade privada, a PM não tem a permissão de entrar no imóvel.

Confira galeria

Casas abandonadas na Av Eduardo Girão
1/2

Casas abandonadas na Av Eduardo Girão

Moradores reclamam de lixo, abandono e usuários de drogas (FOTO: Google Maps)

Casas abandonadas na Av Eduardo Girão
2/2

Casas abandonadas na Av Eduardo Girão

Moradores reclamam de lixo, abandono e usuários de drogas (FOTO: Google Maps)