Guarda-roupa compartilhado oferece mais de 100 peças de roupas a baixo custo

CONSUMO CONSCIENTE

Guarda-roupa compartilhado oferece mais de 100 peças de roupas a baixo custo

Diferente do brechó e da doação, a proposta do espaço é estender o tempo das peças por meio de aluguel e divisão entre as consumidoras

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

1 de outubro de 2018 às 06:45

Há 2 semanas
São mais de 100 peças de roupas (FOTO: Reprodução Flickr)

São mais de 100 peças de roupas (FOTO: Reprodução Flickr)

O consumo consciente tem se tornado obrigatório não só por motivos econômicos, mas também por motivos ecológicos. A cada dia a ideia está crescendo e mudando o conceito de negócios. O guarda-roupa compartilhado é mais uma dessas novidades.

Diferente do brechó e da doação, a proposta do espaço é estender o tempo das peças por meio de aluguel e divisão entre as consumidoras. São mais de 100 peças de roupas disponíveis a um baixo custo.

Além do acervo de roupas, o espaço oferece ainda uma consultoria de moda para as clientes. A sócia de um desses empreendimentos, Angélica Amaro, explica como funciona o negócio. “Você tem acesso a quatro peças, duas por vez. Depois do uso, você devolve e a gente faz a limpeza”, relata.

Confira mais detalhes na matéria da rádio Tribuna BandNews FM:

Publicidade

Dê sua opinião

CONSUMO CONSCIENTE

Guarda-roupa compartilhado oferece mais de 100 peças de roupas a baixo custo

Diferente do brechó e da doação, a proposta do espaço é estender o tempo das peças por meio de aluguel e divisão entre as consumidoras

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

1 de outubro de 2018 às 06:45

Há 2 semanas
São mais de 100 peças de roupas (FOTO: Reprodução Flickr)

São mais de 100 peças de roupas (FOTO: Reprodução Flickr)

O consumo consciente tem se tornado obrigatório não só por motivos econômicos, mas também por motivos ecológicos. A cada dia a ideia está crescendo e mudando o conceito de negócios. O guarda-roupa compartilhado é mais uma dessas novidades.

Diferente do brechó e da doação, a proposta do espaço é estender o tempo das peças por meio de aluguel e divisão entre as consumidoras. São mais de 100 peças de roupas disponíveis a um baixo custo.

Além do acervo de roupas, o espaço oferece ainda uma consultoria de moda para as clientes. A sócia de um desses empreendimentos, Angélica Amaro, explica como funciona o negócio. “Você tem acesso a quatro peças, duas por vez. Depois do uso, você devolve e a gente faz a limpeza”, relata.

Confira mais detalhes na matéria da rádio Tribuna BandNews FM: