Garçonete de barraca que salvou banhista em afogamento lamenta não ter tido a chance de reencontro

PRAIA DO FUTURO

Garçonete que salvou banhista em afogamento lamenta não ter tido a chance de reencontro

Mirela Alves Pereira morreu um dia depois do afogamento. Dayane Silva conta que ficou triste ao saber da notícia

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

17 de novembro de 2018 às 07:15

Há 4 semanas
A banhista faleceu na terça-feira (13) (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

A banhista faleceu na terça-feira (13) (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

A garçonete Dayane Silva, que salvou uma banhista de afogamento na última segunda-feira (12) na Praia do Futuro, em Fortaleza, comenta que ficou abalada com o falecimento de Mirela Alves Pereira.

Em entrevista ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, Dayane comentou que ficou feliz quando soube que ela tinha sobrevivido após o socorro dos Bombeiros. “Eu fiquei muito feliz, só pensava em revê-la, mas infelizmente não deu”. Mirela faleceu na terça-feira (13) no Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza. 

Para Dayane, vai ser difícil esquecer o momento. “À noite chorei muito porque queria dormir, mas não saía da minha cabeça a imagem”.

Após o ocorrido, a garçonete sente medo de se aproximar da água. “É outra sensação para mim que nunca tive medo do mar, hoje tenho”.

O apoio das pessoas nas redes sociais e na barraca onde trabalha foram fundamentais para deixar Dayane mais tranquila. “Foi o apoio das pessoas falando comigo, porque cada vez que eu pensava pelo lado mau, eu via uma coisa que era boa pra mim”.

“Se não fosse eu, aplaudiria quem fizesse isso por outra pessoa”, comenta Dayane. Ela relata que deixar a mãe orgulhosa foi muito importante para ela. “Ela vê que eu fiz uma coisa boa e tem orgulho de mim”.

Confira a reportagem no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h10 desta sexta-feira (16). 

Publicidade

Dê sua opinião

PRAIA DO FUTURO

Garçonete que salvou banhista em afogamento lamenta não ter tido a chance de reencontro

Mirela Alves Pereira morreu um dia depois do afogamento. Dayane Silva conta que ficou triste ao saber da notícia

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

17 de novembro de 2018 às 07:15

Há 4 semanas
A banhista faleceu na terça-feira (13) (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

A banhista faleceu na terça-feira (13) (FOTO: Reprodução/ TV Jangadeiro)

A garçonete Dayane Silva, que salvou uma banhista de afogamento na última segunda-feira (12) na Praia do Futuro, em Fortaleza, comenta que ficou abalada com o falecimento de Mirela Alves Pereira.

Em entrevista ao programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, Dayane comentou que ficou feliz quando soube que ela tinha sobrevivido após o socorro dos Bombeiros. “Eu fiquei muito feliz, só pensava em revê-la, mas infelizmente não deu”. Mirela faleceu na terça-feira (13) no Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza. 

Para Dayane, vai ser difícil esquecer o momento. “À noite chorei muito porque queria dormir, mas não saía da minha cabeça a imagem”.

Após o ocorrido, a garçonete sente medo de se aproximar da água. “É outra sensação para mim que nunca tive medo do mar, hoje tenho”.

O apoio das pessoas nas redes sociais e na barraca onde trabalha foram fundamentais para deixar Dayane mais tranquila. “Foi o apoio das pessoas falando comigo, porque cada vez que eu pensava pelo lado mau, eu via uma coisa que era boa pra mim”.

“Se não fosse eu, aplaudiria quem fizesse isso por outra pessoa”, comenta Dayane. Ela relata que deixar a mãe orgulhosa foi muito importante para ela. “Ela vê que eu fiz uma coisa boa e tem orgulho de mim”.

Confira a reportagem no programa Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT, às 12h10 desta sexta-feira (16).