Fortaleza tem a maior chuva desde maio de 2016, com vários pontos de alagamento
55 MILÍMETROS

Fortaleza tem a maior chuva desde maio de 2016, com vários pontos de alagamentos

Apesar da boa notícia da chuva, infelizmente os problemas também aparecem na cidade de Fortaleza. Vários pontos de alagamento foram registrados

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

8 de janeiro de 2017 às 11:05

Há 2 semanas
chuva-alagamento-avenida-aguanambi

Avenida Aguanambi é um dos maiores pontos da cidade com alagamento (FOTO: Algusto Rodrigues)

Fortaleza registrou, neste domingo (8), chuva de 55 milímetros, sendo a maior precipitação na capital desde o dia 12 de maio de 2016. Choveu também em outras 18 cidades do Ceará e na Região Metropolitana.

Os municípios que tiveram as maiores precipitações foram: Fortaleza (55 mm), Lavras Da Mangabeira (46mm), Caucaia (38mm), Pentecoste (35mm), Redenção (34,6mm) e Orós (23mm). As chuvas atingiram, de forma isolada, seis macrorregiões cearenses.

De acordo com os meteorologistas, durante a pré-estação chuvosa no Ceará (dezembro e janeiro), é normal ser observada a influência das áreas de instabilidade atmosférica no estado, induzindo chuvas.

As precipitações de fraca e média intensidade ocorreram porque áreas de instabilidade atmosférica avançaram do oceano para o continente trazendo nuvens de chuva.

A previsão do tempo para o domingo à tarde e à noite é de nebulosidade variável, com chuva isolada em todas as regiões cearenses. Para a segunda-feira (9), a Funceme prevê nebulosidade variável com precipitações em todo o Ceará.

Pontos de alagamento

Apesar da boa notícia da chuva, infelizmente os problemas também aparecem na cidade de Fortaleza. Vários pontos de alagamento foram registrados nos bairros Jardim Iracema, Lagamar, Carlito Pamplona, Benfica e também na Avenida Aguanambi.

Na via, é possível ver a quantidade de água acumulada e a dificuldade dos automóveis em se locomover. Já no Lagamar, os moradores estão sofrendo com a invasão da chuva nas suas residências.

Já no Carlito Pamplona as pessoas estão com água no joelho e tentam retirar lixos dos bueiros na tentativa de liberar a água, no entanto o esforço é em vão, e algumas casas também sofrem com a água.

Confira os vídeos:

Publicidade

Dê sua opinião

55 MILÍMETROS

Fortaleza tem a maior chuva desde maio de 2016, com vários pontos de alagamentos

Apesar da boa notícia da chuva, infelizmente os problemas também aparecem na cidade de Fortaleza. Vários pontos de alagamento foram registrados

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

8 de janeiro de 2017 às 11:05

Há 2 semanas
chuva-alagamento-avenida-aguanambi

Avenida Aguanambi é um dos maiores pontos da cidade com alagamento (FOTO: Algusto Rodrigues)

Fortaleza registrou, neste domingo (8), chuva de 55 milímetros, sendo a maior precipitação na capital desde o dia 12 de maio de 2016. Choveu também em outras 18 cidades do Ceará e na Região Metropolitana.

Os municípios que tiveram as maiores precipitações foram: Fortaleza (55 mm), Lavras Da Mangabeira (46mm), Caucaia (38mm), Pentecoste (35mm), Redenção (34,6mm) e Orós (23mm). As chuvas atingiram, de forma isolada, seis macrorregiões cearenses.

De acordo com os meteorologistas, durante a pré-estação chuvosa no Ceará (dezembro e janeiro), é normal ser observada a influência das áreas de instabilidade atmosférica no estado, induzindo chuvas.

As precipitações de fraca e média intensidade ocorreram porque áreas de instabilidade atmosférica avançaram do oceano para o continente trazendo nuvens de chuva.

A previsão do tempo para o domingo à tarde e à noite é de nebulosidade variável, com chuva isolada em todas as regiões cearenses. Para a segunda-feira (9), a Funceme prevê nebulosidade variável com precipitações em todo o Ceará.

Pontos de alagamento

Apesar da boa notícia da chuva, infelizmente os problemas também aparecem na cidade de Fortaleza. Vários pontos de alagamento foram registrados nos bairros Jardim Iracema, Lagamar, Carlito Pamplona, Benfica e também na Avenida Aguanambi.

Na via, é possível ver a quantidade de água acumulada e a dificuldade dos automóveis em se locomover. Já no Lagamar, os moradores estão sofrendo com a invasão da chuva nas suas residências.

Já no Carlito Pamplona as pessoas estão com água no joelho e tentam retirar lixos dos bueiros na tentativa de liberar a água, no entanto o esforço é em vão, e algumas casas também sofrem com a água.

Confira os vídeos: