Família de Belchior quer velório aberto ao público em Fortaleza

DESPEDIDA

Família de Belchior quer velório aberto ao público em Fortaleza

O Governo do Estado ofereceu o Theatro José de Alencar e o Palácio da Abolição para a cerimônia

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

30 de abril de 2017 às 16:37

Há 2 anos
Belchior morreu neste sábado (29), aos 70 anos (FOTO: Cléo Velleda/Folhapress)

Belchior morreu neste sábado (29), aos 70 anos (FOTO: Cléo Velleda/Folhapress)

Belchior foi o mais famoso de 23 irmãos. Depois de escolher o anonimato em seus últimos anos de vida, vivendo no interior do Rio Grande do Sul, a família do cantor e compositor cearense deseja que seus fãs tenham a oportunidade de uma despedida. Assim, estuda a realização de um velório aberto ao público em Fortaleza.

Antônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes morreu na noite deste sábado (29), aos 70 anos, em Santa Cruz do Sul (RS). Desde 2005, ele optou por ficar longe dos holofotes, quando deixou a esposa para viver com Edna Prometheu, passando a enfrentar processos judiciais de pensões alimentícias e um processo trabalhista.

Segundo apurou a Rádio Tribuna BandNews FM, o corpo de Belchior será velado inicialmente em Sobral, sua terra natal, no Teatro São João, nesta segunda-feira (1). Depois disso, haverá haver uma outra cerimônia em Fortaleza, na terça-feira (2). O Governo do Estado ofereceu o Theatro José de Alencar e o Palácio da Abolição

A família de Belchior ainda não confirmou oficialmente, mas o enterro deve ocorrer no cemitério Parque da Paz, em Fortaleza, em túmulo onde estão os pais do músico. O corpo deve chegar ao Ceará no início da manhã desta segunda-feira (1).

O governador Camilo Santana decretou luto oficial de três dias pela morte de Belchior, ícone da Música Popular Brasileira (MPB) e um dos primeiros cantores nordestinos a fazer sucesso nacional. Entre suas músicas mais conhecida, Medo de Avião, Apenas um Rapaz Latino-Americano e Como Nossos Pais.

Publicidade

Dê sua opinião

DESPEDIDA

Família de Belchior quer velório aberto ao público em Fortaleza

O Governo do Estado ofereceu o Theatro José de Alencar e o Palácio da Abolição para a cerimônia

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

30 de abril de 2017 às 16:37

Há 2 anos
Belchior morreu neste sábado (29), aos 70 anos (FOTO: Cléo Velleda/Folhapress)

Belchior morreu neste sábado (29), aos 70 anos (FOTO: Cléo Velleda/Folhapress)

Belchior foi o mais famoso de 23 irmãos. Depois de escolher o anonimato em seus últimos anos de vida, vivendo no interior do Rio Grande do Sul, a família do cantor e compositor cearense deseja que seus fãs tenham a oportunidade de uma despedida. Assim, estuda a realização de um velório aberto ao público em Fortaleza.

Antônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes morreu na noite deste sábado (29), aos 70 anos, em Santa Cruz do Sul (RS). Desde 2005, ele optou por ficar longe dos holofotes, quando deixou a esposa para viver com Edna Prometheu, passando a enfrentar processos judiciais de pensões alimentícias e um processo trabalhista.

Segundo apurou a Rádio Tribuna BandNews FM, o corpo de Belchior será velado inicialmente em Sobral, sua terra natal, no Teatro São João, nesta segunda-feira (1). Depois disso, haverá haver uma outra cerimônia em Fortaleza, na terça-feira (2). O Governo do Estado ofereceu o Theatro José de Alencar e o Palácio da Abolição

A família de Belchior ainda não confirmou oficialmente, mas o enterro deve ocorrer no cemitério Parque da Paz, em Fortaleza, em túmulo onde estão os pais do músico. O corpo deve chegar ao Ceará no início da manhã desta segunda-feira (1).

O governador Camilo Santana decretou luto oficial de três dias pela morte de Belchior, ícone da Música Popular Brasileira (MPB) e um dos primeiros cantores nordestinos a fazer sucesso nacional. Entre suas músicas mais conhecida, Medo de Avião, Apenas um Rapaz Latino-Americano e Como Nossos Pais.