Estudante cria campanha para arrecadar cabelo para crianças em tratamento de câncer

SOLIDARIEDADE

Estudante cria campanha para arrecadar cabelo para crianças em tratamento de câncer

Marília Karen abraçou a causa da doação de cabelos quando ainda era pequena. Crianças mais sensíveis à perda do cabelo durante o tratamento do câncer são o foco da campanha

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

14 de novembro de 2018 às 07:15

Há 4 semanas
A ação será realizada no dia 27 de outubro (FOTO: Arquivo/Tribuna do Ceará)

É possível fazer doação no hospital. (FOTO: Arquivo/Tribuna do Ceará)

Levar sorrisos às crianças com câncer é o principal objetivo dessa ação. A campanha “Um pedacinho de amor não dói”, que está em sua 4ª edição, foi criada pela estudante Marília Karen que abraçou a causa da doação de cabelos quando ainda era pequena. Crianças mais sensíveis à perda do cabelo durante o tratamento do câncer são o foco da campanha. Com informações da Tribuna Band News FM.

“Desde criança minha mãe costumava me levar para instituições de criança com câncer e meu cabelo era bem grande, eu nunca tinha cortado ele curto. E em uma das visitas eu me deparei com uma cena que elas estavam brincando que tinham cabelo.  No caso, elas estavam de lenço. Quando vi aquilo, imediatamente quis doar meu cabelo, queria ajudar desssa forma. Minha mãe se espantou, ela super abraçou a causa e disse pra eu falar com algumas amigas”, relatou.

E, para a surpresa da jovem, quando ela chamou as amigas, todas foram solidárias com a ação.

“Quando vi que tinha muita gente abraçando a causa e que a gente poderia doar não só uma peruca, mas várias, imediatamente criei o projeto que está durando até hoje. Estamos há cinco anos conseguindo arrecadar bastante cabelos e doar muitas perucas”, relatou a jovem.

Mas, ações como essa necessitam parcerias, e segundo a diretora geral do Hospital Waldemar de Alcântara, Fernanda Borba, a unidade de saúde recebe as doações desde o início do projeto.

“A gente resolveu aderir ao projeto quatro anos atrás. E aí a gente resolveu reunir um grupo de cabeleireiros  voluntários lá do hospital, e aí a pessoa vai lá, eles retiram 15cm da mecha e depois dão corte de cabelo do jeito que a pessoa quer. Esse ano, a gente já tem 25 cabeleireiros confirmados”, contou.

Para a confecção das perucas, que é feita pelo próprio projeto, é necessário captar, em média, meio quilo de cabelo. O projeto já doou centenas de perucas aos pacientes atendidos por entidades como o Lar Amigos de Jesus, Associação de Amigos do Crio, o Centro Regional Integrado de Oncologia e a Associação Peter Pan.

“Um pedacinho de amor não dói hoje é esperança, alto estima, amor… A gente não entrega simplesmente uma peruca, a gente consegue melhorar um pouco da vida de pessoas que já estão passando por tratamentos tão dolorosos, que é o de câncer. Esse ato de doação é um ato de amor. E a gente vai estar literalmente doando um pedacinho de si para beneficiar a vida do próximo”, disse.

O projeto recebe doação de cabelos a partir de 15 centímetros por mecha, e todo tipo de cabelo é aceito. A campanha “Um Pedacinho de Amor Não Dói” acontece no próximo dia 19, de 10 da manhã às três da tarde, no Hospital Doutor Waldemar Alcântara, na Rua Doutor Pergentino Maia, 1559, Messejana.

Confira a reportagem de Ítalo Alcântara para a Tribuna Band News FM.

Publicidade

Dê sua opinião

SOLIDARIEDADE

Estudante cria campanha para arrecadar cabelo para crianças em tratamento de câncer

Marília Karen abraçou a causa da doação de cabelos quando ainda era pequena. Crianças mais sensíveis à perda do cabelo durante o tratamento do câncer são o foco da campanha

Por Tribuna Bandnews FM em Cotidiano

14 de novembro de 2018 às 07:15

Há 4 semanas
A ação será realizada no dia 27 de outubro (FOTO: Arquivo/Tribuna do Ceará)

É possível fazer doação no hospital. (FOTO: Arquivo/Tribuna do Ceará)

Levar sorrisos às crianças com câncer é o principal objetivo dessa ação. A campanha “Um pedacinho de amor não dói”, que está em sua 4ª edição, foi criada pela estudante Marília Karen que abraçou a causa da doação de cabelos quando ainda era pequena. Crianças mais sensíveis à perda do cabelo durante o tratamento do câncer são o foco da campanha. Com informações da Tribuna Band News FM.

“Desde criança minha mãe costumava me levar para instituições de criança com câncer e meu cabelo era bem grande, eu nunca tinha cortado ele curto. E em uma das visitas eu me deparei com uma cena que elas estavam brincando que tinham cabelo.  No caso, elas estavam de lenço. Quando vi aquilo, imediatamente quis doar meu cabelo, queria ajudar desssa forma. Minha mãe se espantou, ela super abraçou a causa e disse pra eu falar com algumas amigas”, relatou.

E, para a surpresa da jovem, quando ela chamou as amigas, todas foram solidárias com a ação.

“Quando vi que tinha muita gente abraçando a causa e que a gente poderia doar não só uma peruca, mas várias, imediatamente criei o projeto que está durando até hoje. Estamos há cinco anos conseguindo arrecadar bastante cabelos e doar muitas perucas”, relatou a jovem.

Mas, ações como essa necessitam parcerias, e segundo a diretora geral do Hospital Waldemar de Alcântara, Fernanda Borba, a unidade de saúde recebe as doações desde o início do projeto.

“A gente resolveu aderir ao projeto quatro anos atrás. E aí a gente resolveu reunir um grupo de cabeleireiros  voluntários lá do hospital, e aí a pessoa vai lá, eles retiram 15cm da mecha e depois dão corte de cabelo do jeito que a pessoa quer. Esse ano, a gente já tem 25 cabeleireiros confirmados”, contou.

Para a confecção das perucas, que é feita pelo próprio projeto, é necessário captar, em média, meio quilo de cabelo. O projeto já doou centenas de perucas aos pacientes atendidos por entidades como o Lar Amigos de Jesus, Associação de Amigos do Crio, o Centro Regional Integrado de Oncologia e a Associação Peter Pan.

“Um pedacinho de amor não dói hoje é esperança, alto estima, amor… A gente não entrega simplesmente uma peruca, a gente consegue melhorar um pouco da vida de pessoas que já estão passando por tratamentos tão dolorosos, que é o de câncer. Esse ato de doação é um ato de amor. E a gente vai estar literalmente doando um pedacinho de si para beneficiar a vida do próximo”, disse.

O projeto recebe doação de cabelos a partir de 15 centímetros por mecha, e todo tipo de cabelo é aceito. A campanha “Um Pedacinho de Amor Não Dói” acontece no próximo dia 19, de 10 da manhã às três da tarde, no Hospital Doutor Waldemar Alcântara, na Rua Doutor Pergentino Maia, 1559, Messejana.

Confira a reportagem de Ítalo Alcântara para a Tribuna Band News FM.