Deixar o tanque de combustível na reserva acarreta danos a diversas peças do veículo

ALERTA

Deixar o tanque de combustível na reserva acarreta danos a diversas peças do veículo

Especialista explica por que isso acontece, quais são as principais peças danificadas e quanto custa o reparo

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

2 de junho de 2018 às 07:15

Há 3 semanas
O ideal é completar o tanque sempre que chegar a 1/4 (FOTO: Contas Conosco)

O ideal é completar o tanque sempre que chegar a 1/4 (FOTO: Contas Conosco)

Com a greve dos caminhoneiros, muitos motoristas ficaram com o tanque de seu veículo na reserva ou completamente sem combustível. Muitos tentaram aproveitar ao máximo o que tinham no momento, já que os postos ficaram mais de uma semana sem ser abastecidos e os ônibus tiveram a frota reduzida. Mas você chegou a pensar nos problemas que isso pode trazer ao automóvel? As informações são da Menu do Carro.

Segundo o mecânico Roberto Ghelardini, rodar com o tanque na reserva, deixar sem nenhum combustível ou muito tempo parado, traz inúmeros prejuízos ao veículo.

O ideal é completar o tanque sempre que chegar a 1/4. A bomba de combustível é lubrificada por ele, e na falta pode queimar, além de pegar as impurezas do fundo do tanque. Quando isso acontece, só resta ao proprietário deixar o carro em uma oficina, o que gerará gasto de pelo menos R$ 350, mais mão de obra.

Normalmente uma bomba de combustível dura entre 80 mil e 100 mil km, mas isso quando é realizada a manutenção preventiva, que inclui a troca do pré filtro, do filtro de linha e abastecendo com combustível de qualidade. 

Combustível de qualidade

Quando o motorista abastece o seu veículo em um posto sem bandeira, representa um risco, pois às vezes o combustível não é de qualidade e, consequentemente, trará diversos problemas. Como danificar a bomba de combustível, o bico injetor, as velas e o catalisador do motor.

Em apenas 5 km rodados com combustível adulterado, o carro começa a apresentar problemas como falha no motor, não liga quando está estacionado e perde a força, exatamente porque o combustível não queima como é preciso. A longo prazo, isso pode danificar o motor.

Nada de longas paradas

Você sabia que a gasolina comum tem prazo de validade? Ela dura 3 meses e então vai perdendo a função de queimar corretamente. Por isso, para pessoas que viajam e ficam longos períodos fora de casa, é recomendado abastecer – tanto o tanque quanto o reservatório de partida a frio com gasolina de alta octanagem.

A gasolina, quando fica velha e seca, forma um “verniz”, podendo danificar o sensor de nível, as sondas lambdas, travar a bomba de combustível, o solenóide de partida frio e os bicos injetores.

Ao viajar, é importante deixar a chave do veículo com alguém de confiança para ligá-lo uma vez por semana, pelo menos, para que todo o seu sistema possa ser “alimentado” corretamente.

Curiosidades

Quando você abastece o carro com álcool, o filtro de combustível dura 15 mil km, enquanto com gasolina 30 mil km. Isso porque o álcool contém uma porcentagem maior de água, o que obstrui a peça.

Publicidade

Dê sua opinião

ALERTA

Deixar o tanque de combustível na reserva acarreta danos a diversas peças do veículo

Especialista explica por que isso acontece, quais são as principais peças danificadas e quanto custa o reparo

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

2 de junho de 2018 às 07:15

Há 3 semanas
O ideal é completar o tanque sempre que chegar a 1/4 (FOTO: Contas Conosco)

O ideal é completar o tanque sempre que chegar a 1/4 (FOTO: Contas Conosco)

Com a greve dos caminhoneiros, muitos motoristas ficaram com o tanque de seu veículo na reserva ou completamente sem combustível. Muitos tentaram aproveitar ao máximo o que tinham no momento, já que os postos ficaram mais de uma semana sem ser abastecidos e os ônibus tiveram a frota reduzida. Mas você chegou a pensar nos problemas que isso pode trazer ao automóvel? As informações são da Menu do Carro.

Segundo o mecânico Roberto Ghelardini, rodar com o tanque na reserva, deixar sem nenhum combustível ou muito tempo parado, traz inúmeros prejuízos ao veículo.

O ideal é completar o tanque sempre que chegar a 1/4. A bomba de combustível é lubrificada por ele, e na falta pode queimar, além de pegar as impurezas do fundo do tanque. Quando isso acontece, só resta ao proprietário deixar o carro em uma oficina, o que gerará gasto de pelo menos R$ 350, mais mão de obra.

Normalmente uma bomba de combustível dura entre 80 mil e 100 mil km, mas isso quando é realizada a manutenção preventiva, que inclui a troca do pré filtro, do filtro de linha e abastecendo com combustível de qualidade. 

Combustível de qualidade

Quando o motorista abastece o seu veículo em um posto sem bandeira, representa um risco, pois às vezes o combustível não é de qualidade e, consequentemente, trará diversos problemas. Como danificar a bomba de combustível, o bico injetor, as velas e o catalisador do motor.

Em apenas 5 km rodados com combustível adulterado, o carro começa a apresentar problemas como falha no motor, não liga quando está estacionado e perde a força, exatamente porque o combustível não queima como é preciso. A longo prazo, isso pode danificar o motor.

Nada de longas paradas

Você sabia que a gasolina comum tem prazo de validade? Ela dura 3 meses e então vai perdendo a função de queimar corretamente. Por isso, para pessoas que viajam e ficam longos períodos fora de casa, é recomendado abastecer – tanto o tanque quanto o reservatório de partida a frio com gasolina de alta octanagem.

A gasolina, quando fica velha e seca, forma um “verniz”, podendo danificar o sensor de nível, as sondas lambdas, travar a bomba de combustível, o solenóide de partida frio e os bicos injetores.

Ao viajar, é importante deixar a chave do veículo com alguém de confiança para ligá-lo uma vez por semana, pelo menos, para que todo o seu sistema possa ser “alimentado” corretamente.

Curiosidades

Quando você abastece o carro com álcool, o filtro de combustível dura 15 mil km, enquanto com gasolina 30 mil km. Isso porque o álcool contém uma porcentagem maior de água, o que obstrui a peça.