Combustível deve acabar em menos de 100 horas na Grande Fortaleza

MOVIMENTAÇÃO INTENSA

Combustível deve acabar em menos de 100 horas na Grande Fortaleza, alerta Sindipostos

Caso as manifestações continuem, os postos de combustíveis devem sofrer com problemas de desabastecimento. A movimentação nos postos aumentou durante a tarde

Por Gabriel Borges em Cotidiano

24 de Maio de 2018 às 17:39

Há 4 meses
Filas gasolinas

Filas se formaram nos postos de gasolina (FOTO: Gabriel Borges)

Diante da paralisação nacional das rodovias, devido às manifestações dos caminhoneiros, a preocupação com o reabastecimento de combustível e alimentos surge na população.

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sindipostos), há gasolina para mais três ou quatro dias no Estado. É possível que, nesse período, alguns postos sofram de maneira pontual com desabastecimento.

Caso as manifestações continuem pelos próximos dias, o abastecimento será bastante prejudicado. Durante a tarde desta quinta-feira (24), a movimentação nos postos de combustíveis aumentou, formando filas de carros em Fortaleza.

Em um posto de combustível, na Avenida Antônio Sales, em Fortaleza, a movimentação estava intensa. Um dos frentistas informou à reportagem do Tribuna do Ceará que, em média, 30 mil litros são vendidos todos os dias.

No início da manhã, o posto dispunha de com 10 mil litros de combustível. Por volta das 17h, o estabelecimento contava apenas com 3 mil litros. Com o aumento da procura, a gasolina deve acabar ainda esta noite no local.

Ônibus

Em relação aos ônibus que circulam em Fortaleza, o Sindiônibus informou que a situação da frota segue sem alterações. O Sindicato informou que ainda não está sofrendo com desabastecimento e não chegou a ser notificado sobre um possível problema de combustível.

Publicidade

Dê sua opinião

MOVIMENTAÇÃO INTENSA

Combustível deve acabar em menos de 100 horas na Grande Fortaleza, alerta Sindipostos

Caso as manifestações continuem, os postos de combustíveis devem sofrer com problemas de desabastecimento. A movimentação nos postos aumentou durante a tarde

Por Gabriel Borges em Cotidiano

24 de Maio de 2018 às 17:39

Há 4 meses
Filas gasolinas

Filas se formaram nos postos de gasolina (FOTO: Gabriel Borges)

Diante da paralisação nacional das rodovias, devido às manifestações dos caminhoneiros, a preocupação com o reabastecimento de combustível e alimentos surge na população.

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado do Ceará (Sindipostos), há gasolina para mais três ou quatro dias no Estado. É possível que, nesse período, alguns postos sofram de maneira pontual com desabastecimento.

Caso as manifestações continuem pelos próximos dias, o abastecimento será bastante prejudicado. Durante a tarde desta quinta-feira (24), a movimentação nos postos de combustíveis aumentou, formando filas de carros em Fortaleza.

Em um posto de combustível, na Avenida Antônio Sales, em Fortaleza, a movimentação estava intensa. Um dos frentistas informou à reportagem do Tribuna do Ceará que, em média, 30 mil litros são vendidos todos os dias.

No início da manhã, o posto dispunha de com 10 mil litros de combustível. Por volta das 17h, o estabelecimento contava apenas com 3 mil litros. Com o aumento da procura, a gasolina deve acabar ainda esta noite no local.

Ônibus

Em relação aos ônibus que circulam em Fortaleza, o Sindiônibus informou que a situação da frota segue sem alterações. O Sindicato informou que ainda não está sofrendo com desabastecimento e não chegou a ser notificado sobre um possível problema de combustível.