Cearense participa de reconstrução do novo rosto de Maria Madalena


Cearense participa de reconstrução do novo rosto de Maria Madalena

Fé e ciência se uniram para que o resultado fosse alcançado. O cearense José Lira teve a iniciativa de tornar o rosto da santa conhecido

Por Rosana Romão em Cotidiano

22 de julho de 2015 às 09:00

Há 3 anos
O trabalho de reconstituição do rosto da santa teve duração de dois meses e participação de três brasileiros. (FOTO: Reprodução)

O trabalho de reconstituição do rosto da santa teve duração de dois meses e participação de três brasileiros. (FOTO: Reprodução)

O novo rosto de Maria Madalena, a primeira mulher a ver Jesus ressuscitado, veio da cabeça do cearense José Luís Lira, presidente da Academia Brasileira de Hagiologia, entidade que estuda a vida dos santos.

Tudo começou durante uma viagem à Itália. Na ocasião, ele soube que haveria a reconstituição facial de Santo Antônio a partir de fotos da réplica em bronze do crânio, produzida em 1981. Ao retornar para o Brasil, assistiu a uma reportagem sobre o fato e percebeu que o autor do projeto era o designer brasileiro Cícero Moraes.

“Eu sabia que existia o crânio de Santa Maria Madalena, atestado pela Igreja, em São Maximino, na França, e pensei na possibilidade de reconstituição. Depois de receber uma relíquia de 2ª classe da Santa e obter os contatos da Paróquia onde ela está, decidi propor ao Cícero. Até então, eu não tinha ideia de como se processava tudo, mas, tudo foi se esclarecendo e acabou dando certo”, explica.

Para levar a ideia adiante, José Lira encontrou algumas dificuldades. Primeiro para convencer o designer Cícero Morais e seu companheiro de estudos e realizações científicas, Paulo Miamoto, a fazerem a reconstituição. Depois, precisou convencer o Padre Florian Racine, reitor do Santuário de Santa Maria Madalena, na França, a autorizar e conceder as imagens para a realização do trabalho.

“Depois foi mostrar que o rosto era de Maria Madalena, que havia um erro histórico em relação a ela quando se fala em interpretação da Bíblia. Foram estas algumas das dificuldades, mas, hoje, gregos e troianos aplaudem o trabalho. Até evangélicos têm nos parabenizado”, complementa.

A reconstituição foi possível através do trabalho de Cícero Moraes, designer 3D especializado em reconstrução facial digital, natural de Mato Grosso, de Paulo Miamoto, doutor em Odontologia Legal, natural de São Paulo e de José Lira, pós-doutor em Direito e presidente da Academia Brasileira de Hagiologia, natural de Guaraciaba do Norte, na serra da Ibiapaba, Ceará.

Apesar da parceria, os três não se encontraram pessoalmente. Devido à distância e suas atividades lecionando aulas em universidades, eles trabalhavam e se comunicavam por telefone, correio e internet. “Em breve marcaremos um encontro para nos abraçarmos, pois, amigos e colegas de trabalho já somos”, garante José Lira.

Exposição da imagem

O trabalho começou em outubro de 2014 e na véspera do Natal, o grupo já tinha a imagem finalizada. Em 2015, no domingo de carnaval, eles receberam a confirmação de que o Mons. Dominique Marie Jean Rey, Bisco de Fréjus-Toulon (França), onde está sediado o Santuário de Santa Maria Madalena, deu o aprove-se ao trabalho. No dia 19 de julho houve a divulgação da imagem aos participantes do congresso católico Adoratio, na Basílica, e no último domingo (19), o rosto foi mostrado aos brasileiros através de uma reportagem em rede nacional.

Na imagem, a equipe responsável pela reconstituição: à esquerda, o cearense José Lira, no meio o especialista em odontologia legal Paulo Miamoto e à direita o designer Cícero Moraes. (FOTO: Arquivo pessoal)

Na imagem, a equipe responsável pela reconstituição: à esquerda, o cearense José Lira, no meio o especialista em odontologia legal Paulo Miamoto e à direita o designer Cícero Moraes. (FOTO: Arquivo pessoal)

“Em uma rede social, até domingo eu tinha uns 3,6 mil seguidores. Na manhã de segunda-feira (20) eu cheguei a 5 mil seguidores. Muitos se emocionaram, outros disseram que a imaginavam assim. Pessoas me pararam na rua para conversar sobre ela. O mesmo tem ocorrido com o Cícero e Miamoto. Estamos muito felizes’, comemora.

Nesta quarta-feira (22) a imagem será revelada no Santuário de Santa Maria Madalena, na França, durante festa voltada para ela. “A esta altura, muitos já conhecem a face de Maria Madalena. As expectativas são as melhores. É uma verdadeira união de fé e ciência. Até diria fé de minha parte e ciência de Cícero Moraes e Paulo Miamoto”, comenta.

José Lira tem 41 anos de idade e estuda a vida dos santos desde os 15. Em 2005 lançou o seu primeiro livro abordando a temática da santidade. Segundo ele, nunca havia realizado um trabalho semelhante. “Por meio do meu livro “A Caminho da Santidade”, duas causas de beatificação tomaram conhecimento de que os candidatos aos altares estavam na condição de Servos de Deus, talvez isso se aproxime deste feito”, opina.

Essa reconstituição me deixou realizado. Se eu tivesse que morrer hoje, não diria que morreria realizado, mas, morreria feliz e consideraria de tantas coisas que já fiz, essa a mais importante, embora que minha participação no processo tenha sido mínima.

Santa Maria Madalena

Maria Madalena foi testemunha das grandes ressurreições ocorridas no Novo Testamento: a de Lázaro e a de Jesus. Também foi responsável por levar alegria aos discípulos e apóstolos que estavam tristes com a morte de Jesus. “A ressurreição é um dos grandes focos do cristianismo e ela levou essa boa nova aos discípulos e a todos com quem conviveu. Conhecer sua face é olhar para uma das mais importantes figuras da religião cristã e ver a face de quem viu Jesus ressuscitado”, conclui José Lira.

Publicidade

Dê sua opinião

Cearense participa de reconstrução do novo rosto de Maria Madalena

Fé e ciência se uniram para que o resultado fosse alcançado. O cearense José Lira teve a iniciativa de tornar o rosto da santa conhecido

Por Rosana Romão em Cotidiano

22 de julho de 2015 às 09:00

Há 3 anos
O trabalho de reconstituição do rosto da santa teve duração de dois meses e participação de três brasileiros. (FOTO: Reprodução)

O trabalho de reconstituição do rosto da santa teve duração de dois meses e participação de três brasileiros. (FOTO: Reprodução)

O novo rosto de Maria Madalena, a primeira mulher a ver Jesus ressuscitado, veio da cabeça do cearense José Luís Lira, presidente da Academia Brasileira de Hagiologia, entidade que estuda a vida dos santos.

Tudo começou durante uma viagem à Itália. Na ocasião, ele soube que haveria a reconstituição facial de Santo Antônio a partir de fotos da réplica em bronze do crânio, produzida em 1981. Ao retornar para o Brasil, assistiu a uma reportagem sobre o fato e percebeu que o autor do projeto era o designer brasileiro Cícero Moraes.

“Eu sabia que existia o crânio de Santa Maria Madalena, atestado pela Igreja, em São Maximino, na França, e pensei na possibilidade de reconstituição. Depois de receber uma relíquia de 2ª classe da Santa e obter os contatos da Paróquia onde ela está, decidi propor ao Cícero. Até então, eu não tinha ideia de como se processava tudo, mas, tudo foi se esclarecendo e acabou dando certo”, explica.

Para levar a ideia adiante, José Lira encontrou algumas dificuldades. Primeiro para convencer o designer Cícero Morais e seu companheiro de estudos e realizações científicas, Paulo Miamoto, a fazerem a reconstituição. Depois, precisou convencer o Padre Florian Racine, reitor do Santuário de Santa Maria Madalena, na França, a autorizar e conceder as imagens para a realização do trabalho.

“Depois foi mostrar que o rosto era de Maria Madalena, que havia um erro histórico em relação a ela quando se fala em interpretação da Bíblia. Foram estas algumas das dificuldades, mas, hoje, gregos e troianos aplaudem o trabalho. Até evangélicos têm nos parabenizado”, complementa.

A reconstituição foi possível através do trabalho de Cícero Moraes, designer 3D especializado em reconstrução facial digital, natural de Mato Grosso, de Paulo Miamoto, doutor em Odontologia Legal, natural de São Paulo e de José Lira, pós-doutor em Direito e presidente da Academia Brasileira de Hagiologia, natural de Guaraciaba do Norte, na serra da Ibiapaba, Ceará.

Apesar da parceria, os três não se encontraram pessoalmente. Devido à distância e suas atividades lecionando aulas em universidades, eles trabalhavam e se comunicavam por telefone, correio e internet. “Em breve marcaremos um encontro para nos abraçarmos, pois, amigos e colegas de trabalho já somos”, garante José Lira.

Exposição da imagem

O trabalho começou em outubro de 2014 e na véspera do Natal, o grupo já tinha a imagem finalizada. Em 2015, no domingo de carnaval, eles receberam a confirmação de que o Mons. Dominique Marie Jean Rey, Bisco de Fréjus-Toulon (França), onde está sediado o Santuário de Santa Maria Madalena, deu o aprove-se ao trabalho. No dia 19 de julho houve a divulgação da imagem aos participantes do congresso católico Adoratio, na Basílica, e no último domingo (19), o rosto foi mostrado aos brasileiros através de uma reportagem em rede nacional.

Na imagem, a equipe responsável pela reconstituição: à esquerda, o cearense José Lira, no meio o especialista em odontologia legal Paulo Miamoto e à direita o designer Cícero Moraes. (FOTO: Arquivo pessoal)

Na imagem, a equipe responsável pela reconstituição: à esquerda, o cearense José Lira, no meio o especialista em odontologia legal Paulo Miamoto e à direita o designer Cícero Moraes. (FOTO: Arquivo pessoal)

“Em uma rede social, até domingo eu tinha uns 3,6 mil seguidores. Na manhã de segunda-feira (20) eu cheguei a 5 mil seguidores. Muitos se emocionaram, outros disseram que a imaginavam assim. Pessoas me pararam na rua para conversar sobre ela. O mesmo tem ocorrido com o Cícero e Miamoto. Estamos muito felizes’, comemora.

Nesta quarta-feira (22) a imagem será revelada no Santuário de Santa Maria Madalena, na França, durante festa voltada para ela. “A esta altura, muitos já conhecem a face de Maria Madalena. As expectativas são as melhores. É uma verdadeira união de fé e ciência. Até diria fé de minha parte e ciência de Cícero Moraes e Paulo Miamoto”, comenta.

José Lira tem 41 anos de idade e estuda a vida dos santos desde os 15. Em 2005 lançou o seu primeiro livro abordando a temática da santidade. Segundo ele, nunca havia realizado um trabalho semelhante. “Por meio do meu livro “A Caminho da Santidade”, duas causas de beatificação tomaram conhecimento de que os candidatos aos altares estavam na condição de Servos de Deus, talvez isso se aproxime deste feito”, opina.

Essa reconstituição me deixou realizado. Se eu tivesse que morrer hoje, não diria que morreria realizado, mas, morreria feliz e consideraria de tantas coisas que já fiz, essa a mais importante, embora que minha participação no processo tenha sido mínima.

Santa Maria Madalena

Maria Madalena foi testemunha das grandes ressurreições ocorridas no Novo Testamento: a de Lázaro e a de Jesus. Também foi responsável por levar alegria aos discípulos e apóstolos que estavam tristes com a morte de Jesus. “A ressurreição é um dos grandes focos do cristianismo e ela levou essa boa nova aos discípulos e a todos com quem conviveu. Conhecer sua face é olhar para uma das mais importantes figuras da religião cristã e ver a face de quem viu Jesus ressuscitado”, conclui José Lira.