Cearense cria tanque para reaproveitar água da máquina de lavar e faz sucesso nas redes sociais


Cearense cria tanque para reaproveitar até 200 litros de água da máquina de lavar

Estudante de arquitetura, Lanna Ribeiro desenvolveu e montou o projeto sozinha, ao custo de cerca R$ 100 e com isso é possível economizar até 200 litros de água por cada lavagem

Por Rosana Romão em Cotidiano

7 de fevereiro de 2015 às 07:00

Há 4 anos
A postagem de Lanna Ribeiro alcançou mais de 12 mil curtidas e 58 mil compartilhamentos. (FOTO: Arquivo Pessoal)

A postagem de Lanna Ribeiro alcançou mais de 12 mil curtidas e 58 mil compartilhamentos. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Economizar água sempre foi uma preocupação mundial, mas devido a crise hídrica que afeta o Brasil, o assunto tem se tornado mais frequente.

O desperdício de água causado devido às atividades domésticas é um problema corriqueiro e foi pensando nisso que a estudante de arquitetura Lanna Ribeiro, 28 anos, desenvolveu um método para reutilizar a água da máquina de lavar. Agora para realizar atividades como lavar a garagem, o banheiro e limpar vidros, ela não usa água limpa, mas sim água reaproveitada.

A ideia, surgiu da curiosidade que a arquiteta tinha em saber quantos litros de água a máquina desperdiçava. Começou utilizando baldes para armazenar o líquido e percebeu que o método deveria ser aprimorado.  Assim, passou a pesquisar sobre reservatórios e desenvolveu o seu, com direito a vedação e torneira.

Após concluir o projeto, Lanna tirou fotos e descreveu o passo-a-passo (ver infográfico no final) em uma rede social. Publicada em 28 de janeiro, a postagem alcançou mais de 12 mil curtidas e 58 mil compartilhamentos. A estudante recebeu vários elogios e mensagens apoiando a ideia.

Durante uma lavagem de roupas usando uma máquina de lavar é possível consumir até 200 litros de água. Toda essa quantidade é armazenada por Lanna Ribeiro para ser utilizada quando necessário. “Algumas pessoas tentam reutilizar a água mas não têm o recipiente ideal. Por exemplo, se você usar um balde tem que despejar a água logo, já no tanque não tem essa necessidade, você utiliza apenas a quantidade que precisa”, detalha a inventora.

Para criar o reservatório, Lanna comprou um tanque, levou-o a uma marcenaria para fazer os furos do tamanho exato e em seguida montou-o. O valor investido foi cerca de R$ 100. Após ver o resultado, o marido de Lanna ficou surpreso com a proatividade da esposa e a incentivou a prosseguir com suas invenções. Por isso, a estudante resolveu reunir em uma fanpage todas as suas invenções, destacando a criatividade que todo cearense tem.

“Eu compartilhei com os meus amigos para ajudá-los, não imaginava que tantas pessoas iriam gostar. Recebi muito apoio, por isso resolvi continuar postando novidades, dessa vez no Desenrrolados SA, como todo cearense é”, brinca. Atualmente, Lanna gasta cerca de 100 litros de água por dia, quantidade recomendada pela Organização das Nações Unidas (ONU). “Eu fiquei muito feliz quando soube disso e só de pensar que eu não estou usando água limpa para fazer serviços domésticos já é uma alívio muito grande. Se todos pensassem assim, a situação seria diferente”, propõe.

Para fazer o seu próprio tanque, siga o passo-a-passo no infográfico:

Publicidade

Dê sua opinião

Cearense cria tanque para reaproveitar até 200 litros de água da máquina de lavar

Estudante de arquitetura, Lanna Ribeiro desenvolveu e montou o projeto sozinha, ao custo de cerca R$ 100 e com isso é possível economizar até 200 litros de água por cada lavagem

Por Rosana Romão em Cotidiano

7 de fevereiro de 2015 às 07:00

Há 4 anos
A postagem de Lanna Ribeiro alcançou mais de 12 mil curtidas e 58 mil compartilhamentos. (FOTO: Arquivo Pessoal)

A postagem de Lanna Ribeiro alcançou mais de 12 mil curtidas e 58 mil compartilhamentos. (FOTO: Arquivo Pessoal)

Economizar água sempre foi uma preocupação mundial, mas devido a crise hídrica que afeta o Brasil, o assunto tem se tornado mais frequente.

O desperdício de água causado devido às atividades domésticas é um problema corriqueiro e foi pensando nisso que a estudante de arquitetura Lanna Ribeiro, 28 anos, desenvolveu um método para reutilizar a água da máquina de lavar. Agora para realizar atividades como lavar a garagem, o banheiro e limpar vidros, ela não usa água limpa, mas sim água reaproveitada.

A ideia, surgiu da curiosidade que a arquiteta tinha em saber quantos litros de água a máquina desperdiçava. Começou utilizando baldes para armazenar o líquido e percebeu que o método deveria ser aprimorado.  Assim, passou a pesquisar sobre reservatórios e desenvolveu o seu, com direito a vedação e torneira.

Após concluir o projeto, Lanna tirou fotos e descreveu o passo-a-passo (ver infográfico no final) em uma rede social. Publicada em 28 de janeiro, a postagem alcançou mais de 12 mil curtidas e 58 mil compartilhamentos. A estudante recebeu vários elogios e mensagens apoiando a ideia.

Durante uma lavagem de roupas usando uma máquina de lavar é possível consumir até 200 litros de água. Toda essa quantidade é armazenada por Lanna Ribeiro para ser utilizada quando necessário. “Algumas pessoas tentam reutilizar a água mas não têm o recipiente ideal. Por exemplo, se você usar um balde tem que despejar a água logo, já no tanque não tem essa necessidade, você utiliza apenas a quantidade que precisa”, detalha a inventora.

Para criar o reservatório, Lanna comprou um tanque, levou-o a uma marcenaria para fazer os furos do tamanho exato e em seguida montou-o. O valor investido foi cerca de R$ 100. Após ver o resultado, o marido de Lanna ficou surpreso com a proatividade da esposa e a incentivou a prosseguir com suas invenções. Por isso, a estudante resolveu reunir em uma fanpage todas as suas invenções, destacando a criatividade que todo cearense tem.

“Eu compartilhei com os meus amigos para ajudá-los, não imaginava que tantas pessoas iriam gostar. Recebi muito apoio, por isso resolvi continuar postando novidades, dessa vez no Desenrrolados SA, como todo cearense é”, brinca. Atualmente, Lanna gasta cerca de 100 litros de água por dia, quantidade recomendada pela Organização das Nações Unidas (ONU). “Eu fiquei muito feliz quando soube disso e só de pensar que eu não estou usando água limpa para fazer serviços domésticos já é uma alívio muito grande. Se todos pensassem assim, a situação seria diferente”, propõe.

Para fazer o seu próprio tanque, siga o passo-a-passo no infográfico: