Causa da morte de centenas de peixes no Rio Cocó é investigada pela Semace

ANÁLISE

Causa da morte de centenas de peixes no Rio Cocó é investigada pela Semace

Por meio de nota, a Semace informou que a água do rio foi coletada para análise. Nos testes realizados, foram constatados parâmetros em desacordo com a legislação

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

10 de julho de 2018 às 18:11

Há 1 semana
Peixes foram encontrados no início de julho (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Peixes foram encontrados mortos no início de julho (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

A morte de centenas de peixes no Rio Cocó, em Fortaleza, segue sem um motivo claro. Moradores do bairro Jangurussu acusam empresas, que cercam as margens do rio, de poluírem quimicamente o espaço.

Por meio de nota, a Semace informou que a água do rio foi coletada para análise. Nos testes realizados, foram constatados parâmetros em desacordo com a legislação.

Após as investigações, a Secretaria do Meio Ambiente (Sema) deverá se manifestar sobre o caso e apontar as causas. A morte dos peixes foi notada na última semana, por moradores do bairro Jangurussu.

O mau cheiro incomodou boa parte da população da área, que recebeu com tristeza a notícia da morte dos peixes. Antes de sofrer com a poluição, o rio servia como área de lazer das crianças do bairro.

Publicidade

Dê sua opinião

ANÁLISE

Causa da morte de centenas de peixes no Rio Cocó é investigada pela Semace

Por meio de nota, a Semace informou que a água do rio foi coletada para análise. Nos testes realizados, foram constatados parâmetros em desacordo com a legislação

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

10 de julho de 2018 às 18:11

Há 1 semana
Peixes foram encontrados no início de julho (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Peixes foram encontrados mortos no início de julho (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

A morte de centenas de peixes no Rio Cocó, em Fortaleza, segue sem um motivo claro. Moradores do bairro Jangurussu acusam empresas, que cercam as margens do rio, de poluírem quimicamente o espaço.

Por meio de nota, a Semace informou que a água do rio foi coletada para análise. Nos testes realizados, foram constatados parâmetros em desacordo com a legislação.

Após as investigações, a Secretaria do Meio Ambiente (Sema) deverá se manifestar sobre o caso e apontar as causas. A morte dos peixes foi notada na última semana, por moradores do bairro Jangurussu.

O mau cheiro incomodou boa parte da população da área, que recebeu com tristeza a notícia da morte dos peixes. Antes de sofrer com a poluição, o rio servia como área de lazer das crianças do bairro.