Bombeiros, Marinha e Ciopaer retomam operação de buscas a triatleta desaparecido

NO MAR

Bombeiros, Marinha e Ciopaer retomam operação de buscas a triatleta desaparecido

O competidor está desaparecido desde a manhã do domingo (26), quando não saiu da água na prova aquática

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

27 de novembro de 2017 às 09:39

Há 2 semanas
As buscas seguem nesta manhã (27) (FOTO: Divulgação)

As buscas seguem nesta manhã (27) (FOTO: Divulgação)

As buscas pelo atleta Genilson Lima, 48 anos, que desapareceu durante a prova do Ironman Fortaleza, foram retomadas na manhã desta segunda-feira (27)

O competidor está desaparecido desde a manhã do domingo (26), quando ele não saiu da água na prova aquática, de acordo com os organizadores da prova. Segundo o Corpo de Bombeiros, imagens de um drone da prova comprovam que ele entrou no mar.

Os trabalhos foram encerrados no final do domingo, devido a falta de iluminação natural. A procura é feita por equipes do Corpo de Bombeiros, da Marinha e da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Segundo o Corpo de Bombeiros, foram feitas buscas sob a superfície do mar e também com auxílio de mergulhadores.

Competição

Cerca de mil triatletas estavam inscritos no Ironman, que envolveu mais de 100 quilômetros nas modalidades de natação, ciclismo e corrida. Genilson Lima, de 48 anos, é experiente e considerado de alta performance.

Marcus Costa, comandante do Ciopaer, destaca que há esperanças de localizar o competidor com vida.

“Nós que trabalhamos nas ações de resgates temos a máxima de que, enquanto não se encontrar um corpo, é porque ainda pode existir vida, e é por ela que sempre lutamos. Nutrimos sempre a esperança de que isso ocorra. Existem casos relatados de encontrarmos pessoas com vida muito tempo depois, quando já não se esperava, então sempre trabalhamos nesse prisma”, reforçou.

Segundo a porta voz do Corpo de Bombeiros, capitã Julyane Freire, imagens feitas por um drone da organização do evento localizaram o atleta no início da prova de natação. As imagens foram essenciais para implementar as estratégias de buscas feita ao longo do domingo.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que participam das buscas equipes da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e do Corpo de Bombeiros desde as 9 horas deste domingo. Equipes da Marinha e da Guarda Municipal também participam da operação.

Publicidade

Dê sua opinião

NO MAR

Bombeiros, Marinha e Ciopaer retomam operação de buscas a triatleta desaparecido

O competidor está desaparecido desde a manhã do domingo (26), quando não saiu da água na prova aquática

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

27 de novembro de 2017 às 09:39

Há 2 semanas
As buscas seguem nesta manhã (27) (FOTO: Divulgação)

As buscas seguem nesta manhã (27) (FOTO: Divulgação)

As buscas pelo atleta Genilson Lima, 48 anos, que desapareceu durante a prova do Ironman Fortaleza, foram retomadas na manhã desta segunda-feira (27)

O competidor está desaparecido desde a manhã do domingo (26), quando ele não saiu da água na prova aquática, de acordo com os organizadores da prova. Segundo o Corpo de Bombeiros, imagens de um drone da prova comprovam que ele entrou no mar.

Os trabalhos foram encerrados no final do domingo, devido a falta de iluminação natural. A procura é feita por equipes do Corpo de Bombeiros, da Marinha e da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer). Segundo o Corpo de Bombeiros, foram feitas buscas sob a superfície do mar e também com auxílio de mergulhadores.

Competição

Cerca de mil triatletas estavam inscritos no Ironman, que envolveu mais de 100 quilômetros nas modalidades de natação, ciclismo e corrida. Genilson Lima, de 48 anos, é experiente e considerado de alta performance.

Marcus Costa, comandante do Ciopaer, destaca que há esperanças de localizar o competidor com vida.

“Nós que trabalhamos nas ações de resgates temos a máxima de que, enquanto não se encontrar um corpo, é porque ainda pode existir vida, e é por ela que sempre lutamos. Nutrimos sempre a esperança de que isso ocorra. Existem casos relatados de encontrarmos pessoas com vida muito tempo depois, quando já não se esperava, então sempre trabalhamos nesse prisma”, reforçou.

Segundo a porta voz do Corpo de Bombeiros, capitã Julyane Freire, imagens feitas por um drone da organização do evento localizaram o atleta no início da prova de natação. As imagens foram essenciais para implementar as estratégias de buscas feita ao longo do domingo.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que participam das buscas equipes da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) e do Corpo de Bombeiros desde as 9 horas deste domingo. Equipes da Marinha e da Guarda Municipal também participam da operação.