Bebê de 1 mês está em estado grave após receber medicamento errado na UPA do José Walter
SITUAÇÃO GRAVE

Bebê de 1 mês está em estado grave após receber medicamento errado na UPA do José Walter

Kaleb tem problemas respiratórios desde que nasceu, mas sua saúde se agravou depois de receber medicamento na veia que deveria ser dado no aerossol

Por Jéssica Welma em Cotidiano

3 de setembro de 2017 às 12:24

Há 2 semanas
Medicação errada dada na UPA do José Walter ameaça vida de bebê. (Foto: Arquivo pessoal)

Medicação errada dada na UPA do José Walter ameaça vida de bebê. (Foto: Arquivo pessoal)

Um bebê de pouco mais de 1 mês de idade está em estado grave no Hospital Infantil Albert Sabin após ter recebido a dosagem errada de um medicamente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro José Walter, em Fortaleza. Até o final da manhã deste domingo (3), Kaleb Levy Rodrigues Pereira ainda aguardava na Sala de Ressuscitação por uma vaga em uma Unidade de Tratamento Intensiva (UTI).

Segundo a avó da criança, Edilene Rodrigues, Kaleb apresenta problemas respiratórios desde o nascimento. Na noite da sexta-feira (1°), a mãe da criança, Evilene Rodrigues, o levou ao Hospital Distrital Gonzaga Mota, no José Walter. No entanto, como o aparelho de raio-x estava com defeito, decidiram transferir o bebê para a UPA.

De acordo com Edilene, na UPA, a orientação médica foi de internar a criança devido a gravidade do problema respiratório até que conseguissem uma transferência para um hospital. No sábado de manhã, a avó foi levar roupas para a criança antes de ser transferida. Segundo Edilene, a criança aparentava saúde melhor que na noite anterior.

No entanto, uma enfermeira da UPA teria errado o procedimento de medicação de Kaleb e, ao invés de aplicar a medicação dissolvida no aerossol, aplicou diretamente na veia. Segundo a avó, imediatamente a criança começou a passar mal nos braços da mãe, com sangue escorrendo pelo nariz e o corpo ficando rígido.

Através de nota, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) confirmou que Kaleb foi atendido com quadro de broncoespasmo na UPA e houve o erro na administração da medicação, com dosagem maior que a indicada de epinefrina, remédio para crise asmática. O fato resultou em “reação adversa grave, por diversas causas”, afirma a nota.

O bebê foi levado para o Albert Sabin, mas, até o final da manhã deste domingo, segundo a avó, Kaleb ainda não havia sido internado na UTI. Segundo ela, o bebê estava sendo mantido na sala de ressuscitação enquanto aguardava vaga em UTI. Os familiares não tê acesso à sala, exceto em breves momentos em que a mãe pode ver a criança através do vidro.

A Sesa informou ainda que “uma sindicância será instaurada na UPA do José Walter para apurar os fatores que levaram a esta situação. Após os resultados, encaminhamentos administrativos serão tomados para minimizar os riscos de situações como esta voltarem a acontecer”.

Publicidade

Dê sua opinião

SITUAÇÃO GRAVE

Bebê de 1 mês está em estado grave após receber medicamento errado na UPA do José Walter

Kaleb tem problemas respiratórios desde que nasceu, mas sua saúde se agravou depois de receber medicamento na veia que deveria ser dado no aerossol

Por Jéssica Welma em Cotidiano

3 de setembro de 2017 às 12:24

Há 2 semanas
Medicação errada dada na UPA do José Walter ameaça vida de bebê. (Foto: Arquivo pessoal)

Medicação errada dada na UPA do José Walter ameaça vida de bebê. (Foto: Arquivo pessoal)

Um bebê de pouco mais de 1 mês de idade está em estado grave no Hospital Infantil Albert Sabin após ter recebido a dosagem errada de um medicamente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro José Walter, em Fortaleza. Até o final da manhã deste domingo (3), Kaleb Levy Rodrigues Pereira ainda aguardava na Sala de Ressuscitação por uma vaga em uma Unidade de Tratamento Intensiva (UTI).

Segundo a avó da criança, Edilene Rodrigues, Kaleb apresenta problemas respiratórios desde o nascimento. Na noite da sexta-feira (1°), a mãe da criança, Evilene Rodrigues, o levou ao Hospital Distrital Gonzaga Mota, no José Walter. No entanto, como o aparelho de raio-x estava com defeito, decidiram transferir o bebê para a UPA.

De acordo com Edilene, na UPA, a orientação médica foi de internar a criança devido a gravidade do problema respiratório até que conseguissem uma transferência para um hospital. No sábado de manhã, a avó foi levar roupas para a criança antes de ser transferida. Segundo Edilene, a criança aparentava saúde melhor que na noite anterior.

No entanto, uma enfermeira da UPA teria errado o procedimento de medicação de Kaleb e, ao invés de aplicar a medicação dissolvida no aerossol, aplicou diretamente na veia. Segundo a avó, imediatamente a criança começou a passar mal nos braços da mãe, com sangue escorrendo pelo nariz e o corpo ficando rígido.

Através de nota, a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) confirmou que Kaleb foi atendido com quadro de broncoespasmo na UPA e houve o erro na administração da medicação, com dosagem maior que a indicada de epinefrina, remédio para crise asmática. O fato resultou em “reação adversa grave, por diversas causas”, afirma a nota.

O bebê foi levado para o Albert Sabin, mas, até o final da manhã deste domingo, segundo a avó, Kaleb ainda não havia sido internado na UTI. Segundo ela, o bebê estava sendo mantido na sala de ressuscitação enquanto aguardava vaga em UTI. Os familiares não tê acesso à sala, exceto em breves momentos em que a mãe pode ver a criança através do vidro.

A Sesa informou ainda que “uma sindicância será instaurada na UPA do José Walter para apurar os fatores que levaram a esta situação. Após os resultados, encaminhamentos administrativos serão tomados para minimizar os riscos de situações como esta voltarem a acontecer”.