Alunas flagram homem se masturbando na porta de banheiro da Uece
DENÚNCIA

Alunas flagram homem se masturbando na porta de banheiro da Uece

Segundo o pró-reitor de Administração da Universidade, o homem é um aluno da instituição e já foi identificado

Por Deborah Tavares em Cotidiano

15 de fevereiro de 2017 às 16:47

Há 2 meses
O caso aconteceu no campus do Itaperi (FOTO: Divulgação)

O caso aconteceu no campus do Itaperi (FOTO: Divulgação)

Era por volta das 17 horas desta terça-feira (14) quando quatro amigas se dirigiram ao banheiro do Restaurante Universitário da Universidade Estadual do Ceará (Uece), campus do Itaperi, em Fortaleza.

Ana Eufrázio, estudante de Química, presenciou o momento em que um homem, próximo à porta do banheiro masculino, se masturbava e olhava para ela.

Segundo o relato de Ana, uma das amigas se dirigiu ao banheiro, e ela ficou no corredor, entre os banheiros feminino e masculino, segurando as bolsas. O sujeito havia colocado um notebook sobre a pia e estava virado para a porta aberta. “Ele olhava para a gente e olhava para o computador, expondo o pênis para quem tivesse vendo”, disse Ana.

A estudante conta que ficou em choque, mas reagiu gritando pelos seguranças. “Ele disse para o segurança que estava lavando as partes íntimas. Mas era mentira”. A situação, segundo Ana, foi constrangedora, mas ela não acionou a delegacia. “Foi emocionalmente forte, estava mal e muito cansada. Deixei meu número com um dos seguranças e fui embora”, relata.

“A minha preocupação é que, se ele já vem agindo dessa forma, é um perigo muito grande. Pode até estuprar alguém”,  disse a estudante, que postou um relato sobre o ocorrido no Facebook. “Fiquem ligadas. Não se dirijam aos banheiros sozinhas. Fizemos um escândalo e o entregamos aos segurança. Mas, não sabemos se foi preso. Por isso, todo cuidado é pouco!”, alerta Ana.

Uma de suas amigas compartilhou o relato em um grupo fechado da Uece:

Imediatamente, outras meninas admitiram ter passado pela mesma situação, possivelmente com o mesmo homem. “Aconteceu algo similar comigo”, diz uma estudante, “quando abro a porta, ele tá no banheiro da frente com a porta aberta e a calça abaixada se masturbando, olhando pro celular”, relata.

Segundo o pró-reitor de Administração da universidade, Carlos Heitor Sales Lima, o homem é um aluno da instituição e já foi identificado. ” O pessoal da segurança me ligou falando que havia uma denúncia. Ele foi encaminhado para o núcleo de segurança, mas não tinha sido pego em flagrante pelos seguranças e não tinha mais ninguém que fosse à delegacia prestar depoimento”, disse Carlos.

O pró-reitor afirmou ser a primeira vez que a universidade toma conhecimento sobre o assunto. Como existe uma Comissão de Inquérito interna, está sendo aberto um processo administrativo contra o aluno, que será chamado, levará punição e pode até ser expulso. Carlos disse que aguarda as estudantes para prestar depoimentos, o que pode ajudar a punir o rapaz.

Outro caso

Em dezembro de 2016 uma mulher gravou, do próprio celular, o vídeo de um homem se masturbando em um ônibus de Fortaleza. “Eu comecei a notar uns sons estranhos e, quando virei, ele levantou e sentou do meu lado e baixou o calção e começou a mostrar as partes íntimas”, conta a mulher. O caso não é isolado e muitas mulheres já relataram situações de assédio sexual dentro dos coletivos.

Em entrevista ao Tribuna do Ceará, o delegado titular do 2º Distrito Policial, Marciliano Ribeiro, orienta que é preciso acionar a polícia imediatamente e ressalta a importância de registrar vídeos e/ou fotos da situação. “A maior dificuldade de se apurar o crime é a prova. É preciso filmar a ação para você ter uma garantia maior”, explica.

Publicidade

Dê sua opinião

DENÚNCIA

Alunas flagram homem se masturbando na porta de banheiro da Uece

Segundo o pró-reitor de Administração da Universidade, o homem é um aluno da instituição e já foi identificado

Por Deborah Tavares em Cotidiano

15 de fevereiro de 2017 às 16:47

Há 2 meses
O caso aconteceu no campus do Itaperi (FOTO: Divulgação)

O caso aconteceu no campus do Itaperi (FOTO: Divulgação)

Era por volta das 17 horas desta terça-feira (14) quando quatro amigas se dirigiram ao banheiro do Restaurante Universitário da Universidade Estadual do Ceará (Uece), campus do Itaperi, em Fortaleza.

Ana Eufrázio, estudante de Química, presenciou o momento em que um homem, próximo à porta do banheiro masculino, se masturbava e olhava para ela.

Segundo o relato de Ana, uma das amigas se dirigiu ao banheiro, e ela ficou no corredor, entre os banheiros feminino e masculino, segurando as bolsas. O sujeito havia colocado um notebook sobre a pia e estava virado para a porta aberta. “Ele olhava para a gente e olhava para o computador, expondo o pênis para quem tivesse vendo”, disse Ana.

A estudante conta que ficou em choque, mas reagiu gritando pelos seguranças. “Ele disse para o segurança que estava lavando as partes íntimas. Mas era mentira”. A situação, segundo Ana, foi constrangedora, mas ela não acionou a delegacia. “Foi emocionalmente forte, estava mal e muito cansada. Deixei meu número com um dos seguranças e fui embora”, relata.

“A minha preocupação é que, se ele já vem agindo dessa forma, é um perigo muito grande. Pode até estuprar alguém”,  disse a estudante, que postou um relato sobre o ocorrido no Facebook. “Fiquem ligadas. Não se dirijam aos banheiros sozinhas. Fizemos um escândalo e o entregamos aos segurança. Mas, não sabemos se foi preso. Por isso, todo cuidado é pouco!”, alerta Ana.

Uma de suas amigas compartilhou o relato em um grupo fechado da Uece:

Imediatamente, outras meninas admitiram ter passado pela mesma situação, possivelmente com o mesmo homem. “Aconteceu algo similar comigo”, diz uma estudante, “quando abro a porta, ele tá no banheiro da frente com a porta aberta e a calça abaixada se masturbando, olhando pro celular”, relata.

Segundo o pró-reitor de Administração da universidade, Carlos Heitor Sales Lima, o homem é um aluno da instituição e já foi identificado. ” O pessoal da segurança me ligou falando que havia uma denúncia. Ele foi encaminhado para o núcleo de segurança, mas não tinha sido pego em flagrante pelos seguranças e não tinha mais ninguém que fosse à delegacia prestar depoimento”, disse Carlos.

O pró-reitor afirmou ser a primeira vez que a universidade toma conhecimento sobre o assunto. Como existe uma Comissão de Inquérito interna, está sendo aberto um processo administrativo contra o aluno, que será chamado, levará punição e pode até ser expulso. Carlos disse que aguarda as estudantes para prestar depoimentos, o que pode ajudar a punir o rapaz.

Outro caso

Em dezembro de 2016 uma mulher gravou, do próprio celular, o vídeo de um homem se masturbando em um ônibus de Fortaleza. “Eu comecei a notar uns sons estranhos e, quando virei, ele levantou e sentou do meu lado e baixou o calção e começou a mostrar as partes íntimas”, conta a mulher. O caso não é isolado e muitas mulheres já relataram situações de assédio sexual dentro dos coletivos.

Em entrevista ao Tribuna do Ceará, o delegado titular do 2º Distrito Policial, Marciliano Ribeiro, orienta que é preciso acionar a polícia imediatamente e ressalta a importância de registrar vídeos e/ou fotos da situação. “A maior dificuldade de se apurar o crime é a prova. É preciso filmar a ação para você ter uma garantia maior”, explica.