Aeronave utilizada no tráfico de drogas vira ferramenta para salvar vidas
TRANSPLANTE

Aeronave utilizada no tráfico de drogas vira ferramenta para salvar vidas

A aeronave ajuda a salvar vidas como a de Kauã Nascimento, de 10 anos, que recebeu um novo coração. “Hoje eu brinco, ando de bicicleta, jogo bola”

Por Deborah Tavares em Cotidiano

28 de novembro de 2016 às 06:30

Há 4 meses
A aeronave tem uma economia de voo de cerca de 40% (FOTO: Governo do Estado do Ceará/José Wagner

A aeronave tem uma economia de voo de cerca de 40% (FOTO: Governo do Estado do Ceará/José Wagner

A aeronave Cessna Aircraft, modelo 210M Centurion II, costumava voar por países da América do Sul, como Bolívia e Paraguai, rotas utilizadas pelo tráfico internacional de drogas.

Quando desembarcou no município de Canindé, em 2015, em uma pista de pouso clandestino, carregava 375,5 kg de cocaína. Apreendida pela Polícia Federal, ela deixou de transportar drogas, para transportar vida.

A primeira missão da aeronave em prol do transplante de órgãos foi em outubro deste ano. Desde então, ela ajuda a salvar vidas como a de Kauã Nascimento, que recebeu um novo coração.

O menino, de apenas 10 anos, sabe o quão importante é a doação e, decidido, pretende se doar pelos outros. “Eu quero ser cirurgião para demonstrar o que as pessoas fizeram por mim, para poder salvar a vida de outras criancinhas que precisam”, diz Kauã, que chegou ao Hospital do Coração, em Messejana, com dois meses e já passou por dez cirurgias. “Deus me ajudou, estou de pé e bem. Hoje eu brinco, ando de bicicleta, jogo bola”, comemora.

O veículo tem algumas vantagens: é mais veloz e tem economia de voo de cerca de 40% em relação ao que gasta um helicóptero. Ele tem a capacidade de alcançar qualquer capital do Nordeste, sem abastecimento, a uma velocidade de 300 km/h. O tempo reduzido para o transporte é fundamental para aqueles que esperam um transplante.

 Hoje quem vive graças a um órgão doado sabe da importância desse ato de solidariedade (FOTO: Governo do Estado/José Wagner)

<br /> Hoje quem vive graças a um órgão doado sabe da importância desse ato de solidariedade (FOTO: Governo do Estado/José Wagner)

Mas salvar a vida de pessoas como o Kauã não é a única função do avião. Versátil, ele é compartilhado para monitoramento ambiental, sobrevoando áreas de incêndios, coletando informações de vegetação e monitorando áreas de proteção ambiental, e o monitoramento de recursos hídricos, verificando volume de açudes e coibindo desvios de água em todo o Estado.

“Os bombeiros já utilizaram o avião para sobrevoar áreas com focos de incêndio. Ele é importante também em parcerias com outros órgãos que cuidam dos recursos hídricos do Estado e do meio ambiente, além de ser essencial para o transporte de órgãos para transplantes”, explica o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Delci Teixeira.

Antes um meio para transporte de drogas, a aeronave é, hoje, um meio em prol da vida, seja de pessoas, no transporte de órgãos, seja do meio ambiente, monitorando incêndio e recursos hídricos.

Veja o vídeo do Governo do Estado:

Publicidade

Dê sua opinião

TRANSPLANTE

Aeronave utilizada no tráfico de drogas vira ferramenta para salvar vidas

A aeronave ajuda a salvar vidas como a de Kauã Nascimento, de 10 anos, que recebeu um novo coração. “Hoje eu brinco, ando de bicicleta, jogo bola”

Por Deborah Tavares em Cotidiano

28 de novembro de 2016 às 06:30

Há 4 meses
A aeronave tem uma economia de voo de cerca de 40% (FOTO: Governo do Estado do Ceará/José Wagner

A aeronave tem uma economia de voo de cerca de 40% (FOTO: Governo do Estado do Ceará/José Wagner

A aeronave Cessna Aircraft, modelo 210M Centurion II, costumava voar por países da América do Sul, como Bolívia e Paraguai, rotas utilizadas pelo tráfico internacional de drogas.

Quando desembarcou no município de Canindé, em 2015, em uma pista de pouso clandestino, carregava 375,5 kg de cocaína. Apreendida pela Polícia Federal, ela deixou de transportar drogas, para transportar vida.

A primeira missão da aeronave em prol do transplante de órgãos foi em outubro deste ano. Desde então, ela ajuda a salvar vidas como a de Kauã Nascimento, que recebeu um novo coração.

O menino, de apenas 10 anos, sabe o quão importante é a doação e, decidido, pretende se doar pelos outros. “Eu quero ser cirurgião para demonstrar o que as pessoas fizeram por mim, para poder salvar a vida de outras criancinhas que precisam”, diz Kauã, que chegou ao Hospital do Coração, em Messejana, com dois meses e já passou por dez cirurgias. “Deus me ajudou, estou de pé e bem. Hoje eu brinco, ando de bicicleta, jogo bola”, comemora.

O veículo tem algumas vantagens: é mais veloz e tem economia de voo de cerca de 40% em relação ao que gasta um helicóptero. Ele tem a capacidade de alcançar qualquer capital do Nordeste, sem abastecimento, a uma velocidade de 300 km/h. O tempo reduzido para o transporte é fundamental para aqueles que esperam um transplante.

 Hoje quem vive graças a um órgão doado sabe da importância desse ato de solidariedade (FOTO: Governo do Estado/José Wagner)

<br /> Hoje quem vive graças a um órgão doado sabe da importância desse ato de solidariedade (FOTO: Governo do Estado/José Wagner)

Mas salvar a vida de pessoas como o Kauã não é a única função do avião. Versátil, ele é compartilhado para monitoramento ambiental, sobrevoando áreas de incêndios, coletando informações de vegetação e monitorando áreas de proteção ambiental, e o monitoramento de recursos hídricos, verificando volume de açudes e coibindo desvios de água em todo o Estado.

“Os bombeiros já utilizaram o avião para sobrevoar áreas com focos de incêndio. Ele é importante também em parcerias com outros órgãos que cuidam dos recursos hídricos do Estado e do meio ambiente, além de ser essencial para o transporte de órgãos para transplantes”, explica o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, Delci Teixeira.

Antes um meio para transporte de drogas, a aeronave é, hoje, um meio em prol da vida, seja de pessoas, no transporte de órgãos, seja do meio ambiente, monitorando incêndio e recursos hídricos.

Veja o vídeo do Governo do Estado: