Advogado envolvido em esquema de venda de liminares tem atividades suspensa mais um vez

DECISÃO

Advogado envolvido em esquema de venda de liminares tem atividades suspensa mais um vez

O advogado, Michel Sampaio Coutinho, está respondendo por corrupção ativa e tráfico de drogas pela compra de liminar nos plantões judiciais do TJ-CE

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

11 de outubro de 2017 às 13:19

Há 2 meses

A justiça renovou a suspensão das atividades nesta terça-feira (FOTO: Divulgação)

O advogado acusado de está envolvido no esquema de venda de liminar no Tribuna de Justiça do Ceará (TJ-CE), Michel Sampaio Coutinho, teve novamente sua função suspensa. A medida teria vencido no último dia 30, mas o TJ-CE decidiu renovar nesta terça-feira (10). As informações são do Tribuna Band News.

Ele responde por corrupção ativa e tráfico de drogas no Superior Tribunal de Justiça por vender liminares durantes os plantões do TJ-CE. A suspensão cautelar terá duração de 12 meses, conforme foi definido pelo Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
De acordo com o presidente do Tribunal, José Damasceno Sampaio, outros dois advogados também sofreram suspensão. “Havíamos apreendidos três advogados no início do processo. Um já foi divulgado e está cumprindo a pena de 24 meses e dois estão recorrendo ao Conselho Federal. Como o processo está tramitando, suspendemos as atividades dos suspeitos”, declarou.
Os advogados são acusados pelo envolvimento no esquema de venda de liminares em plantões judiciários do Tribunal de Justiça do Ceará. A fraude foi descoberta por meio da operação expresso 150. Segundo as denúncias do caso, advogados pagavam até R$ 150 mil pela soltura de criminosos.
Confira a entrevista do magistrado ao Tribuna Band News
Publicidade

Dê sua opinião

DECISÃO

Advogado envolvido em esquema de venda de liminares tem atividades suspensa mais um vez

O advogado, Michel Sampaio Coutinho, está respondendo por corrupção ativa e tráfico de drogas pela compra de liminar nos plantões judiciais do TJ-CE

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

11 de outubro de 2017 às 13:19

Há 2 meses

A justiça renovou a suspensão das atividades nesta terça-feira (FOTO: Divulgação)

O advogado acusado de está envolvido no esquema de venda de liminar no Tribuna de Justiça do Ceará (TJ-CE), Michel Sampaio Coutinho, teve novamente sua função suspensa. A medida teria vencido no último dia 30, mas o TJ-CE decidiu renovar nesta terça-feira (10). As informações são do Tribuna Band News.

Ele responde por corrupção ativa e tráfico de drogas no Superior Tribunal de Justiça por vender liminares durantes os plantões do TJ-CE. A suspensão cautelar terá duração de 12 meses, conforme foi definido pelo Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).
De acordo com o presidente do Tribunal, José Damasceno Sampaio, outros dois advogados também sofreram suspensão. “Havíamos apreendidos três advogados no início do processo. Um já foi divulgado e está cumprindo a pena de 24 meses e dois estão recorrendo ao Conselho Federal. Como o processo está tramitando, suspendemos as atividades dos suspeitos”, declarou.
Os advogados são acusados pelo envolvimento no esquema de venda de liminares em plantões judiciários do Tribunal de Justiça do Ceará. A fraude foi descoberta por meio da operação expresso 150. Segundo as denúncias do caso, advogados pagavam até R$ 150 mil pela soltura de criminosos.
Confira a entrevista do magistrado ao Tribuna Band News