Advogado de youtuber alega que polícia foi informada de pegadinha na Beira-Mar

FINGIU ESTAR MORTO

Advogado de youtuber alega que polícia foi informada de pegadinha na Beira-Mar

A Polícia Civil do Ceará está investigando o caso de um vídeo feito pelo youtuber Matheus Barros, o “Bunito da Mídia”. Na pegadinha, o jovem simula uma morte violenta

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

14 de dezembro de 2018 às 19:11

Há 3 meses
Youtuber fingiu estar morto, na Avenida Beira-Mar (FOTO: Reprodução/ Youtube)

Youtuber fingiu estar morto, na Avenida Beira-Mar (FOTO: Reprodução/ Youtube)

A defesa do youtuber – que fez uma pegadinha fingindo estar morto na Avenida Beira-Mar, em Fortaleza – afirmou que os policiais que trabalhavam no local haviam sido informados anteriormente da “brincadeira”.

O advogado Gaudenio Santiago, em entrevista ao Tribuna do Ceará, disse que o youtuber Matheus Barros, o “Bunito da Mídia”, avisou à polícia antes de fazer a gravação.

“No vídeo, o policial dá risada. Ele [o youtuber] avisou ao militar que iria fazer uma pegadinha. A autoridade, na representação da polícia, foi avisada e houve concordância do policial, que permitiu a brincadeira. Não houve crime nenhum”, explica o advogado em entrevista ao Tribuna do Ceará.

A Polícia Civil do Ceará está investigando o caso do vídeo feito pelo youtuber. Nas imagens, ele simula uma morte violenta, semelhante às praticadas por facções criminosas, na Avenida Beira-Mar.

Ainda segundo o advogado, Matheus será ouvido na próxima terça-feira (18), no 2° Distrito Policial. Para ele, a pegadinha não faz apologia ao crime e muito menos comunicação falsa de crime.

“Não há conduta criminal nos dois casos especificados. Não existe vontade de promover o crime de assassinato, pelo contrário. A brincadeira é justamente para chocar as pessoas. Ele não tá promovendo isso [o crime]. Já na comunicação falsa de crime, o artigo é claro: quem provocar a autoridade para comunicar crime, o que não ocorreu”, revela.

A defesa do youtuber acredita que pode haver uma perseguição ao jovem. “Vamos pedir apuração de que forma isso chegou na delegacia e se existe um inquérito instaurado. Saber se existe algum tipo de perseguição ao rapaz para diminuir a imagem dele perante os seus seguidores”, finaliza.

Em nota, a Polícia Civil informou ao Tribuna do Ceará que as práticas de comunicação falsa de crime e apologia ao crime estão previstas no Código Penal. “O caso será investigado no 2º Distrito Policial. Ainda de acordo com a polícia, ele já tem passagens por ameaça e tentativa de furto”.

Entenda o caso:

Na pegadinha, o youtuber chega na carroceria de um carro, coberto por lesões falsas no corpo. Na sequência, é jogado na ciclofaixa, próximo ao calçadão da avenida, onde fica deitado por alguns instantes, simulando um assassinato.

Várias pessoas se aglomeram no local, inclusive policiais. Uma mulher coloca as mãos à cabeça e grita por socorro: “alguém chama uma ambulância, pelo amor de Deus”. Enquanto isso, um homem pede que anotem a placa do veículo de onde o jovem foi jogado. “Está todo marcado de bala, em todo canto”, diz.

Em seguida, o motorista de um carro chega ao local chamando por “Bunito da Mídia”. O youtuber se levanta, caminha em direção do veículo e vai embora. A ação foi repetida em vários horários na Beira-Mar.

Veja o vídeo:

Publicidade

Dê sua opinião

FINGIU ESTAR MORTO

Advogado de youtuber alega que polícia foi informada de pegadinha na Beira-Mar

A Polícia Civil do Ceará está investigando o caso de um vídeo feito pelo youtuber Matheus Barros, o “Bunito da Mídia”. Na pegadinha, o jovem simula uma morte violenta

Por Tribuna do Ceará em Cotidiano

14 de dezembro de 2018 às 19:11

Há 3 meses
Youtuber fingiu estar morto, na Avenida Beira-Mar (FOTO: Reprodução/ Youtube)

Youtuber fingiu estar morto, na Avenida Beira-Mar (FOTO: Reprodução/ Youtube)

A defesa do youtuber – que fez uma pegadinha fingindo estar morto na Avenida Beira-Mar, em Fortaleza – afirmou que os policiais que trabalhavam no local haviam sido informados anteriormente da “brincadeira”.

O advogado Gaudenio Santiago, em entrevista ao Tribuna do Ceará, disse que o youtuber Matheus Barros, o “Bunito da Mídia”, avisou à polícia antes de fazer a gravação.

“No vídeo, o policial dá risada. Ele [o youtuber] avisou ao militar que iria fazer uma pegadinha. A autoridade, na representação da polícia, foi avisada e houve concordância do policial, que permitiu a brincadeira. Não houve crime nenhum”, explica o advogado em entrevista ao Tribuna do Ceará.

A Polícia Civil do Ceará está investigando o caso do vídeo feito pelo youtuber. Nas imagens, ele simula uma morte violenta, semelhante às praticadas por facções criminosas, na Avenida Beira-Mar.

Ainda segundo o advogado, Matheus será ouvido na próxima terça-feira (18), no 2° Distrito Policial. Para ele, a pegadinha não faz apologia ao crime e muito menos comunicação falsa de crime.

“Não há conduta criminal nos dois casos especificados. Não existe vontade de promover o crime de assassinato, pelo contrário. A brincadeira é justamente para chocar as pessoas. Ele não tá promovendo isso [o crime]. Já na comunicação falsa de crime, o artigo é claro: quem provocar a autoridade para comunicar crime, o que não ocorreu”, revela.

A defesa do youtuber acredita que pode haver uma perseguição ao jovem. “Vamos pedir apuração de que forma isso chegou na delegacia e se existe um inquérito instaurado. Saber se existe algum tipo de perseguição ao rapaz para diminuir a imagem dele perante os seus seguidores”, finaliza.

Em nota, a Polícia Civil informou ao Tribuna do Ceará que as práticas de comunicação falsa de crime e apologia ao crime estão previstas no Código Penal. “O caso será investigado no 2º Distrito Policial. Ainda de acordo com a polícia, ele já tem passagens por ameaça e tentativa de furto”.

Entenda o caso:

Na pegadinha, o youtuber chega na carroceria de um carro, coberto por lesões falsas no corpo. Na sequência, é jogado na ciclofaixa, próximo ao calçadão da avenida, onde fica deitado por alguns instantes, simulando um assassinato.

Várias pessoas se aglomeram no local, inclusive policiais. Uma mulher coloca as mãos à cabeça e grita por socorro: “alguém chama uma ambulância, pelo amor de Deus”. Enquanto isso, um homem pede que anotem a placa do veículo de onde o jovem foi jogado. “Está todo marcado de bala, em todo canto”, diz.

Em seguida, o motorista de um carro chega ao local chamando por “Bunito da Mídia”. O youtuber se levanta, caminha em direção do veículo e vai embora. A ação foi repetida em vários horários na Beira-Mar.

Veja o vídeo: