Advogado aponta que laudo sobre acidente na Av. Eng. Santana Júnior está incompleto

QUESTIONAMENTO

Advogado aponta que laudo sobre acidente na Av. Eng. Santana Júnior está incompleto

Para o advogado, falar apenas que o carro estava em alta velocidade não é novidade

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

6 de outubro de 2017 às 09:29

Há 2 meses
O acidente acontece na Av. Engenheiro Santana Júnior (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

O acidente acontece na Av. Engenheiro Santana Júnior (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

O empresário José Aloísio Correia Neto morreu no acidente que aconteceu há 2 meses na Avenida Engenheiro Santana Junior, no Bairro Papicu, em Fortaleza. Na última quinta-feira (5), um laudo da perícia foi concluído e divulgado. Porém, o advogado da família da vítima, Cândido Albuquerque, questiona o laudo e afirma que está incompleto.

Para o advogado, falar apenas que o carro estava em alta velocidade não é novidade. “Recebemos o laudo e ele não está conclusivo. Queremos saber por que esse carro estava em alta velocidade. Nas imagens das câmeras de segurança é possível ver que ele está em altíssima velocidade, mas qual o motivo disso? Temos que ter outras perícias”, afirma.

O defensor questiona ainda o motivo de não ter sido feito um laudo médico, já que a motorista afirmou ter desmaiado no momento do acidente. “A moça disse que não lembra de nada, apenas que desmaiou, mas cadê a perícia médica? (sic) Ninguém fica desmaiando por aí. Outro fato é que o carro desceu com muita velocidade e, já que ela não estava conduzindo o veículo (já que tinha desmaiado), o carro era para ficar em uma velocidade bem menor”, questiona.

Viúva pede justiça

Após 2 meses do caso, a viúva do empresário, Jamille Correia, afirma que não foi procurada por ninguém do Estado e pede que o caso não fique na impunidade.

“Meu marido não era um qualquer, era um pai de família, um homem direito, digno, e eu espero que faça justiça pelo Aloísio. Pois esses casos, dele e vários de trânsito, não podem cair no esquecimento”, afirma.

Jamille conta que todos os dias é um sofrimento para e o filho de 12 anos. “Íamos fazer 25 anos de casados. Nada vai tirar essa dor da gente, um sofrimento pra sempre. Não tem um dia que não seja um dia de sofrimento. Nosso filho não quer mais brincar, andar de bicicleta, por saudade do pai que fazia essas atividades com ele”, lamenta.

O caso

Um acidente grave envolvendo quatro carros resultou na morte de um homem, no Bairro Papicu, em Fortaleza. O caso ocorreu dia 3 agosto, na Avenida Engenheiro Santana Júnior, próximo à Rua Professor Sila Ribeiro.

Segundo policiais militares que atenderam a ocorrência, um motociclista teria feito menção de socorrê-la. Ela teria se assustado e acelerado o carro. Em alta velocidade, colidiu em outros automóveis, que capotaram. O acidente envolveu pelo menos quatro carros, que ficaram destruídos, e um caminhão. Um dos veículos invadiu os Correios, dentro de um posto de combustível.

Um áudio que seria do tio da condutora da Range Rover que causou grave acidente na tarde desta quinta-feira (3), em Fortaleza, está circulando nas redes sociais. De acordo com a versão, a mulher desmaiou com o pé no acelerador enquanto descia de um viaduto na Av. Engenheiro Santana Junior, no Papicu, colidindo com outros quatro carros e um caminhão. O desmaio teria sido causado por um medicamento, causando o efeito ao volante

Acompanhe o caso:

6 de setembro – Um mês depois, Polícia ainda investiga acidente que envolveu 5 carros e 1 caminhão

4 de agosto — Tio de motorista que provocou acidente apresenta nova versão

4 de agosto — “Carro passou tão rápido que o meu estremeceu”, diz mulher que presenciou acidente

4 de agosto — Novo vídeo mostra mais detalhes do grave acidente entre 4 carros e 1 caminhão

3 de agosto — Motorista que causou acidente tomava remédio que pode ter causado desmaio, diz áudio

3 de agosto — Acidente grave envolvendo 4 carros e 1 caminhão termina com motorista morto

Publicidade

Dê sua opinião

QUESTIONAMENTO

Advogado aponta que laudo sobre acidente na Av. Eng. Santana Júnior está incompleto

Para o advogado, falar apenas que o carro estava em alta velocidade não é novidade

Por Lyvia Rocha em Cotidiano

6 de outubro de 2017 às 09:29

Há 2 meses
O acidente acontece na Av. Engenheiro Santana Júnior (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

O acidente acontece na Av. Engenheiro Santana Júnior (FOTO: Reprodução/Whatsapp)

O empresário José Aloísio Correia Neto morreu no acidente que aconteceu há 2 meses na Avenida Engenheiro Santana Junior, no Bairro Papicu, em Fortaleza. Na última quinta-feira (5), um laudo da perícia foi concluído e divulgado. Porém, o advogado da família da vítima, Cândido Albuquerque, questiona o laudo e afirma que está incompleto.

Para o advogado, falar apenas que o carro estava em alta velocidade não é novidade. “Recebemos o laudo e ele não está conclusivo. Queremos saber por que esse carro estava em alta velocidade. Nas imagens das câmeras de segurança é possível ver que ele está em altíssima velocidade, mas qual o motivo disso? Temos que ter outras perícias”, afirma.

O defensor questiona ainda o motivo de não ter sido feito um laudo médico, já que a motorista afirmou ter desmaiado no momento do acidente. “A moça disse que não lembra de nada, apenas que desmaiou, mas cadê a perícia médica? (sic) Ninguém fica desmaiando por aí. Outro fato é que o carro desceu com muita velocidade e, já que ela não estava conduzindo o veículo (já que tinha desmaiado), o carro era para ficar em uma velocidade bem menor”, questiona.

Viúva pede justiça

Após 2 meses do caso, a viúva do empresário, Jamille Correia, afirma que não foi procurada por ninguém do Estado e pede que o caso não fique na impunidade.

“Meu marido não era um qualquer, era um pai de família, um homem direito, digno, e eu espero que faça justiça pelo Aloísio. Pois esses casos, dele e vários de trânsito, não podem cair no esquecimento”, afirma.

Jamille conta que todos os dias é um sofrimento para e o filho de 12 anos. “Íamos fazer 25 anos de casados. Nada vai tirar essa dor da gente, um sofrimento pra sempre. Não tem um dia que não seja um dia de sofrimento. Nosso filho não quer mais brincar, andar de bicicleta, por saudade do pai que fazia essas atividades com ele”, lamenta.

O caso

Um acidente grave envolvendo quatro carros resultou na morte de um homem, no Bairro Papicu, em Fortaleza. O caso ocorreu dia 3 agosto, na Avenida Engenheiro Santana Júnior, próximo à Rua Professor Sila Ribeiro.

Segundo policiais militares que atenderam a ocorrência, um motociclista teria feito menção de socorrê-la. Ela teria se assustado e acelerado o carro. Em alta velocidade, colidiu em outros automóveis, que capotaram. O acidente envolveu pelo menos quatro carros, que ficaram destruídos, e um caminhão. Um dos veículos invadiu os Correios, dentro de um posto de combustível.

Um áudio que seria do tio da condutora da Range Rover que causou grave acidente na tarde desta quinta-feira (3), em Fortaleza, está circulando nas redes sociais. De acordo com a versão, a mulher desmaiou com o pé no acelerador enquanto descia de um viaduto na Av. Engenheiro Santana Junior, no Papicu, colidindo com outros quatro carros e um caminhão. O desmaio teria sido causado por um medicamento, causando o efeito ao volante

Acompanhe o caso:

6 de setembro – Um mês depois, Polícia ainda investiga acidente que envolveu 5 carros e 1 caminhão

4 de agosto — Tio de motorista que provocou acidente apresenta nova versão

4 de agosto — “Carro passou tão rápido que o meu estremeceu”, diz mulher que presenciou acidente

4 de agosto — Novo vídeo mostra mais detalhes do grave acidente entre 4 carros e 1 caminhão

3 de agosto — Motorista que causou acidente tomava remédio que pode ter causado desmaio, diz áudio

3 de agosto — Acidente grave envolvendo 4 carros e 1 caminhão termina com motorista morto