Volume de água do açude Banabuiú volta a crescer após três anos

QUADRA CHUVOSA

Volume de água do açude Banabuiú, 3° maior do Ceará, volta a crescer após três anos

O açude Banabuiú é o terceiro maior do Ceará; Castanhão e Orós, os maiores, também receberam aporte de chuvas, mas situação é crítica

Por Tribuna do Ceará em Ceará

17 de Abril de 2018 às 15:20

Há 4 meses
Açude Banabuiú voltou a ter volume acima de 1%. (Foto: Jéssica Welma/ Tribuna do Ceará)

Açude Banabuiú voltou a ter volume acima de 1%. (Foto: Jéssica Welma/ Tribuna do Ceará)

O açude Banabuiú, terceiro maior do Ceará, atingiu 3,55% de volume de água nesta terça-feira (17), após fortes chuvas na região. Desde agosto de 2015, o açude não chegava a 1% da capacidade, segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). A última vez em que registrou porcentagem semelhante a de hoje foi em janeiro de 2015.

O açude tem capacidade de armazenamento de 1,6 bilhão de metros cúbicos de água. No começo de abril, ele estava com 0,44% de volume, pouco mais de 6 milhões de metros cúbicos.

O município de Banabuiú teve a maior chuva da região Jaguaribana nas últimas 24 horas. Choveu 80.6 milímetros, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

> Leia mais: Especial Mares Secos

Açude Banabuiú em 2009 e em 2017.

Castanhão e Orós
O açude Castanhão, maior reservatório da América Latina para usos múltiplos e principal fonte de abastecimento do Ceará atingiu o maior volume desde setembro de 2016, 6,85%.

Desde a última sangria, em 2009, o volume de 6,7 bilhões de m3 só cai. Hoje ele tem cerca de 458 milhões de metros cúbicos de água.

O segundo maior açude do Ceará, o Orós, também aumentou o volume em poucos dias. Em 1° de abril, ele estava com 6,31% e chegou a 8,81% nesta terça-feira.

Cogerh
Segundo dados da Cogerh, do último domingo (15) para esta segunda (16), houve um aporte de 68.214.254 m³ no volume armazenado. Contando com o volume evaporado e volume liberado, o aumento passa a ser de 59.874.494 m³.

Apesar do crescimento, o volume total dos reservatórios do Ceará ainda está com 13,6% de sua capacidade total. A Cogerh também informa que, dos 155 açudes cearenses, 92 estão com volume abaixo de 30%, 23 acima de 90% e 19 se encontram sangrando, segundo os dados extraídos até as 9h desta terça-feira (17).

Funceme
A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) afirma que as chuvas de abril de 2018 já são as melhores desde 2011. Só na primeira quinzena do mês, choveu em mais de 100 municípios.

Publicidade

Dê sua opinião

QUADRA CHUVOSA

Volume de água do açude Banabuiú, 3° maior do Ceará, volta a crescer após três anos

O açude Banabuiú é o terceiro maior do Ceará; Castanhão e Orós, os maiores, também receberam aporte de chuvas, mas situação é crítica

Por Tribuna do Ceará em Ceará

17 de Abril de 2018 às 15:20

Há 4 meses
Açude Banabuiú voltou a ter volume acima de 1%. (Foto: Jéssica Welma/ Tribuna do Ceará)

Açude Banabuiú voltou a ter volume acima de 1%. (Foto: Jéssica Welma/ Tribuna do Ceará)

O açude Banabuiú, terceiro maior do Ceará, atingiu 3,55% de volume de água nesta terça-feira (17), após fortes chuvas na região. Desde agosto de 2015, o açude não chegava a 1% da capacidade, segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). A última vez em que registrou porcentagem semelhante a de hoje foi em janeiro de 2015.

O açude tem capacidade de armazenamento de 1,6 bilhão de metros cúbicos de água. No começo de abril, ele estava com 0,44% de volume, pouco mais de 6 milhões de metros cúbicos.

O município de Banabuiú teve a maior chuva da região Jaguaribana nas últimas 24 horas. Choveu 80.6 milímetros, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

> Leia mais: Especial Mares Secos

Açude Banabuiú em 2009 e em 2017.

Castanhão e Orós
O açude Castanhão, maior reservatório da América Latina para usos múltiplos e principal fonte de abastecimento do Ceará atingiu o maior volume desde setembro de 2016, 6,85%.

Desde a última sangria, em 2009, o volume de 6,7 bilhões de m3 só cai. Hoje ele tem cerca de 458 milhões de metros cúbicos de água.

O segundo maior açude do Ceará, o Orós, também aumentou o volume em poucos dias. Em 1° de abril, ele estava com 6,31% e chegou a 8,81% nesta terça-feira.

Cogerh
Segundo dados da Cogerh, do último domingo (15) para esta segunda (16), houve um aporte de 68.214.254 m³ no volume armazenado. Contando com o volume evaporado e volume liberado, o aumento passa a ser de 59.874.494 m³.

Apesar do crescimento, o volume total dos reservatórios do Ceará ainda está com 13,6% de sua capacidade total. A Cogerh também informa que, dos 155 açudes cearenses, 92 estão com volume abaixo de 30%, 23 acima de 90% e 19 se encontram sangrando, segundo os dados extraídos até as 9h desta terça-feira (17).

Funceme
A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) afirma que as chuvas de abril de 2018 já são as melhores desde 2011. Só na primeira quinzena do mês, choveu em mais de 100 municípios.