Vegetação de Parambu fica destruída após chuva de granizo

ESTRAGO

Vegetação de Parambu fica destruída após chuva de granizo

Em um vídeo, é possível visualizar um mandacaru completamente destruído pela chuva

Por Tribuna do Ceará em Ceará

26 de dezembro de 2017 às 19:01

Há 4 semanas

Plantação foi destruída após a chuva (FOTO: Reprodução)

A chuva de granizo registrada em Parambu, no interior do Ceará, a 400 quilômetros de Fortaleza, segue rendendo. Após o fenômeno, os moradores registraram os estragos que foram deixados pela chuva.

Em um vídeo, é possível visualizar um mandacaru completamente destruído pela chuva. A vegetação ficou queimada após o registro de granizo.

Além da ocorrência de quinta-feira (21) em Parambu, houve também relatos de formação de granizo em Nova Olinda, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme). A causa do fenômeno é a aglomeração de nuvens do tipo cumulonimbus, no chamado Sistema Convectivo de Mesoescala (SCM).

O SCM se forma em virtude da atuação do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), sistema meteorológico típico da Pŕe-Estação Chuvosa, explica a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme).

É comum a formação de granizo em nuvens do tipo cumulonimbus, já que as temperaturas no topo delas chega a -60°C, afirma Raul Fritz, supervisor da Unidade de Tempo e Clima, da Fundação. No entanto, ao se precipitarem, a queda na temperatura faz com que a água saia do estado sólido para o líquido.

Confira o vídeo feito no local:

Publicidade

Dê sua opinião

ESTRAGO

Vegetação de Parambu fica destruída após chuva de granizo

Em um vídeo, é possível visualizar um mandacaru completamente destruído pela chuva

Por Tribuna do Ceará em Ceará

26 de dezembro de 2017 às 19:01

Há 4 semanas

Plantação foi destruída após a chuva (FOTO: Reprodução)

A chuva de granizo registrada em Parambu, no interior do Ceará, a 400 quilômetros de Fortaleza, segue rendendo. Após o fenômeno, os moradores registraram os estragos que foram deixados pela chuva.

Em um vídeo, é possível visualizar um mandacaru completamente destruído pela chuva. A vegetação ficou queimada após o registro de granizo.

Além da ocorrência de quinta-feira (21) em Parambu, houve também relatos de formação de granizo em Nova Olinda, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme). A causa do fenômeno é a aglomeração de nuvens do tipo cumulonimbus, no chamado Sistema Convectivo de Mesoescala (SCM).

O SCM se forma em virtude da atuação do Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), sistema meteorológico típico da Pŕe-Estação Chuvosa, explica a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme).

É comum a formação de granizo em nuvens do tipo cumulonimbus, já que as temperaturas no topo delas chega a -60°C, afirma Raul Fritz, supervisor da Unidade de Tempo e Clima, da Fundação. No entanto, ao se precipitarem, a queda na temperatura faz com que a água saia do estado sólido para o líquido.

Confira o vídeo feito no local: