Túmulo é violado e corpo de mulher é encontrado sem roupa

CRIME NO CEMITÉRIO

Túmulo é violado e corpo de mulher é encontrado sem roupa em Pentecoste

Os moradores denunciam que, há alguns anos, o túmulo em que estava o corpo de uma criança de 11 anos também foi violado

Por Tribuna do Ceará em Ceará

30 de Abril de 2018 às 15:55

Há 6 meses
tumulo pentecoste

Túmulo foi violado em Pentecoste (FOTO: Reprodução Whatsapp)

Uma funcionária do cemitério de Pentecoste, município no interior do Ceará, encontrou um túmulo violado na manhã desta segunda-feira (30). O corpo de Ivaneuza Sabino da Penha, 48 anos, estava despido e jogado entre as sepulturas.

Uma perícia foi realizada no local e o corpo foi encaminhado à sede do Instituto Médico Legal (IML), em Fortaleza. O exame necroscópico deve apontar se houve ou não abuso sexual.

A população alerta que a falta de segurança no cemitério da cidade vem contribuindo para esse tipo de ação. Os moradores denunciam que, há alguns anos, o túmulo em que estava o corpo de uma criança de 11 anos também foi violado. O caso nunca foi esclarecido por completo e deixou indícios de abuso sexual.

Publicidade

Dê sua opinião

CRIME NO CEMITÉRIO

Túmulo é violado e corpo de mulher é encontrado sem roupa em Pentecoste

Os moradores denunciam que, há alguns anos, o túmulo em que estava o corpo de uma criança de 11 anos também foi violado

Por Tribuna do Ceará em Ceará

30 de Abril de 2018 às 15:55

Há 6 meses
tumulo pentecoste

Túmulo foi violado em Pentecoste (FOTO: Reprodução Whatsapp)

Uma funcionária do cemitério de Pentecoste, município no interior do Ceará, encontrou um túmulo violado na manhã desta segunda-feira (30). O corpo de Ivaneuza Sabino da Penha, 48 anos, estava despido e jogado entre as sepulturas.

Uma perícia foi realizada no local e o corpo foi encaminhado à sede do Instituto Médico Legal (IML), em Fortaleza. O exame necroscópico deve apontar se houve ou não abuso sexual.

A população alerta que a falta de segurança no cemitério da cidade vem contribuindo para esse tipo de ação. Os moradores denunciam que, há alguns anos, o túmulo em que estava o corpo de uma criança de 11 anos também foi violado. O caso nunca foi esclarecido por completo e deixou indícios de abuso sexual.