Seis reservatórios cearenses atingem capacidade máxima

Ô COISA BOA!

Seis reservatórios cearenses atingem capacidade máxima em fevereiro

Segundo a Cogerh, o último foi o açude Batente, na região do Macico de Baturité, na noite dessa segunda. Outros 11 reservatórios estão com capacidade acima de 90%

Por Tribuna do Ceará em Ceará

26 de fevereiro de 2019 às 11:25

Há 4 meses
Seis açudes atingiram sua capacidade máxima no Ceará

O açude Batente, em Macico de Baturité, foi o sexto a sangrar na noite dessa segunda-feira no Estado (Foto: Reprodução/WhatsApp)

As chuvas deste mês de fevereiro fizeram com que seis reservatórios cearenses atingissem a sua capacidade máxima. Segundo os dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o último a sangrar foi o açude Batente, localizado em Ocara, na região do Maciço de Baturité.

Além disso, outros 11 açudes estão com quase 90% da sua capacidade máxima. Entretanto, o quadro geral ainda é pessimista. Ainda conforme o órgão, 102 açudes no Ceará estão em estado de alerta com capacidade abaixo de 30%.

Os açudes monitorados pela Cogerh que estão transbordando são: o açude Batente, em Ocara;  Germinal, em Palmácia; o Tijuquinha, em Baturité; o açude São José 1, em Boa viagem; o Maranguapinho, em Maranguape, e o Cocó, na capital.

O último foi o Batente, que sangrou na noite dessa segunda devido as chuvas da região. E a lista pode aumentar. De acordo com a Cogerh, há outros 11 reservatórios podem atingir volume acima de 90% que podem sangrar nos próximos dias.

Entretanto, esses açudes correspondem apenas 14,2% do total de reservatórios do Ceará. Segundo a Corgeh, 102 açudes estão com volume abaixo de 30%. Os principais reservatórios do Estado estão nessa lista. Os açudes de Banabuiú, Castanhão e Orós estão com capacidade abaixo de 9%.

Publicidade

Dê sua opinião

Ô COISA BOA!

Seis reservatórios cearenses atingem capacidade máxima em fevereiro

Segundo a Cogerh, o último foi o açude Batente, na região do Macico de Baturité, na noite dessa segunda. Outros 11 reservatórios estão com capacidade acima de 90%

Por Tribuna do Ceará em Ceará

26 de fevereiro de 2019 às 11:25

Há 4 meses
Seis açudes atingiram sua capacidade máxima no Ceará

O açude Batente, em Macico de Baturité, foi o sexto a sangrar na noite dessa segunda-feira no Estado (Foto: Reprodução/WhatsApp)

As chuvas deste mês de fevereiro fizeram com que seis reservatórios cearenses atingissem a sua capacidade máxima. Segundo os dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), o último a sangrar foi o açude Batente, localizado em Ocara, na região do Maciço de Baturité.

Além disso, outros 11 açudes estão com quase 90% da sua capacidade máxima. Entretanto, o quadro geral ainda é pessimista. Ainda conforme o órgão, 102 açudes no Ceará estão em estado de alerta com capacidade abaixo de 30%.

Os açudes monitorados pela Cogerh que estão transbordando são: o açude Batente, em Ocara;  Germinal, em Palmácia; o Tijuquinha, em Baturité; o açude São José 1, em Boa viagem; o Maranguapinho, em Maranguape, e o Cocó, na capital.

O último foi o Batente, que sangrou na noite dessa segunda devido as chuvas da região. E a lista pode aumentar. De acordo com a Cogerh, há outros 11 reservatórios podem atingir volume acima de 90% que podem sangrar nos próximos dias.

Entretanto, esses açudes correspondem apenas 14,2% do total de reservatórios do Ceará. Segundo a Corgeh, 102 açudes estão com volume abaixo de 30%. Os principais reservatórios do Estado estão nessa lista. Os açudes de Banabuiú, Castanhão e Orós estão com capacidade abaixo de 9%.