Professor de escolinha de futebol é preso após acusação de abuso sexual a crianças em Ipaumirim

11 A 12 ANOS

Professor de escolinha de futebol é preso após acusação de abuso sexual a crianças em Ipaumirim

O homem foi preso após a delegacia ter recebido cinco denúncias de abuso sexual feitas por famílias dos jogadores

Por Daniel Rocha em Ceará

8 de Janeiro de 2018 às 11:18

Há 4 meses

O caso está sob responsabilidade da Delegacia Municipal de Ipaumirim (Foto: Agência Brasil)

Um professor de uma escolinha de futebol foi preso neste sábado (6), temporariamente, por ser acusado de abusar sexualmente de crianças e adolescentes, no município de Ipaumirim (a 400 km de Fortaleza).

Segundo a Delegacia Municipal da cidade, as vítimas tinham uma idade média de 11 a 12 anos e estavam sendo abusadas por um período de seis meses a um ano.

A prisão temporária de 30 dias emitida pela delegacia visa dar continuidade à investigação sem a interferência do acusado.

O professor foi preso por estupro de vulnerável na modalidade consumada e tentada e pela contravenção Penal de Importunação Ofensiva ao Puder. Cinco denúncias de abuso sexual foram feitas contra o homem, mas a delegacia acredita que deve receber mais denúncias com a prisão temporária do acusado.

Publicidade

Dê sua opinião

11 A 12 ANOS

Professor de escolinha de futebol é preso após acusação de abuso sexual a crianças em Ipaumirim

O homem foi preso após a delegacia ter recebido cinco denúncias de abuso sexual feitas por famílias dos jogadores

Por Daniel Rocha em Ceará

8 de Janeiro de 2018 às 11:18

Há 4 meses

O caso está sob responsabilidade da Delegacia Municipal de Ipaumirim (Foto: Agência Brasil)

Um professor de uma escolinha de futebol foi preso neste sábado (6), temporariamente, por ser acusado de abusar sexualmente de crianças e adolescentes, no município de Ipaumirim (a 400 km de Fortaleza).

Segundo a Delegacia Municipal da cidade, as vítimas tinham uma idade média de 11 a 12 anos e estavam sendo abusadas por um período de seis meses a um ano.

A prisão temporária de 30 dias emitida pela delegacia visa dar continuidade à investigação sem a interferência do acusado.

O professor foi preso por estupro de vulnerável na modalidade consumada e tentada e pela contravenção Penal de Importunação Ofensiva ao Puder. Cinco denúncias de abuso sexual foram feitas contra o homem, mas a delegacia acredita que deve receber mais denúncias com a prisão temporária do acusado.