Operação da Polícia Federal desarticula grupo que desviava verbas de saúde e educação de Juazeiro do Norte

OPERAÇÃO "GRAM BELL"

Operação da Polícia Federal desarticula grupo que desviava verbas de saúde e educação de Juazeiro do Norte

O irmão do prefeito de Juazeiro e também o secretário de meio ambiente do município, além dos três filhos de Arnon Bezerra e mais 26 empresários também estariam envolvidos no esquema de corrupção

Por Tribuna do Ceará em Ceará

20 de dezembro de 2018 às 19:48

Há 3 meses
operacao-policia-federal

A operação investiga a participação de políticos, empresários e funcionários da prefeitura no esquema de corrupção (FOTO: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

Uma operação da Polícia Federal, em Juazeiro do Norte, desarticulou nesta quinta-feira (20) um grupo que desviou R$ 159 mil da saúde e educação do município para compra de votos e financiamento eleitoral de um deputado federal.

A operação chamada de “GRAM BELL” investiga a participação de políticos, empresários e funcionários da prefeitura no esquema de corrupção. O dinheiro destinado a saúde do município de Juazeiro foi desviada para financiar a campanha eleitoral do deputado federal eleito Bruno Bezerra (PTB), filho do prefeito da cidade, Arnon Bezerra (PTB).

O Hospital São Raimundo, no Crato, além da Fundação Leandro Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, foram alvos da Polícia Federal, que realizou mandatos de busca e apreensão.

Segundo o porta voz da Polícia Federal, Artur Lima, somente o hospital do Crato foram apreendidos cerca de R$ 134 mil reais, provenientes do esquema de caixa dois no município. “O dinheiro já foi depositado em uma conta judicial a disposição da justiça”, afirma.

A PF apurou que o dinheiro destinado a educação de Juazeiro do Norte também foi desviado, pois foram encontrados indícios de compras superfaturadas de livros. O valor, porém, não foi divulgado de prisões, porém, não foi divulgado pelo órgão.

Por enquanto, não foram emitidos mandados de prisões, porém o deputado federal Pedro Bezerra (PTB) deve ter o cargo cassado pela promotoria eleitoral.

O irmão do prefeito de Juazeiro e também o secretário de meio ambiente do município, Luiz Ivan Bezerra de Menezes, além dos três filhos de Arnon e mais 26 empresários também estariam envolvidos no esquema de corrupção que desviou verba pública para a copra de votos e garantir a eleição do deputado Pedro Bezerra, na eleição deste ano.

Computadores, celulares, cheques, notas fiscais e documentações da prefeitura e além de uma quantia de 24 mil reais de um dos investigados foram apreendidas para análise da polícia. “A segunda fase é analise de tudo o que foi apreendido”, afirma Artur.

Deputados estaduais também estariam envolvidos no esquema fraudulento de caixa dois. Segundo o Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU), o desvio dos recursos públicos era realizados por meio de pagamentos feitos a empresas contratadas pela prefeitura de Juazeiro do Norte.

Conforme Artur Lima, porta voz da PF, ao todo foram cumpridos 17 mandatos de busca a apreensão em Barbalha, Fortaleza e Viçosa do Ceará.

A produção da Rede Jangadeiro FM entrou em contato com a assessoria do prefeito Arnon Bezerra, mas ele não quis se pronunciar. Também foi tentado contato com o deputado federal Pedro Bezerra e com o PTB, mas as ligações não foram atendidas. Pedro Bezerra foi eleito, em outubro, deputado federal de Juazeiro do Norte com 119 mil votos.

Confira matéria de Roberta Almeida para Rede Jangadeiro FM:

Publicidade

Dê sua opinião

OPERAÇÃO "GRAM BELL"

Operação da Polícia Federal desarticula grupo que desviava verbas de saúde e educação de Juazeiro do Norte

O irmão do prefeito de Juazeiro e também o secretário de meio ambiente do município, além dos três filhos de Arnon Bezerra e mais 26 empresários também estariam envolvidos no esquema de corrupção

Por Tribuna do Ceará em Ceará

20 de dezembro de 2018 às 19:48

Há 3 meses
operacao-policia-federal

A operação investiga a participação de políticos, empresários e funcionários da prefeitura no esquema de corrupção (FOTO: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

Uma operação da Polícia Federal, em Juazeiro do Norte, desarticulou nesta quinta-feira (20) um grupo que desviou R$ 159 mil da saúde e educação do município para compra de votos e financiamento eleitoral de um deputado federal.

A operação chamada de “GRAM BELL” investiga a participação de políticos, empresários e funcionários da prefeitura no esquema de corrupção. O dinheiro destinado a saúde do município de Juazeiro foi desviada para financiar a campanha eleitoral do deputado federal eleito Bruno Bezerra (PTB), filho do prefeito da cidade, Arnon Bezerra (PTB).

O Hospital São Raimundo, no Crato, além da Fundação Leandro Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, foram alvos da Polícia Federal, que realizou mandatos de busca e apreensão.

Segundo o porta voz da Polícia Federal, Artur Lima, somente o hospital do Crato foram apreendidos cerca de R$ 134 mil reais, provenientes do esquema de caixa dois no município. “O dinheiro já foi depositado em uma conta judicial a disposição da justiça”, afirma.

A PF apurou que o dinheiro destinado a educação de Juazeiro do Norte também foi desviado, pois foram encontrados indícios de compras superfaturadas de livros. O valor, porém, não foi divulgado de prisões, porém, não foi divulgado pelo órgão.

Por enquanto, não foram emitidos mandados de prisões, porém o deputado federal Pedro Bezerra (PTB) deve ter o cargo cassado pela promotoria eleitoral.

O irmão do prefeito de Juazeiro e também o secretário de meio ambiente do município, Luiz Ivan Bezerra de Menezes, além dos três filhos de Arnon e mais 26 empresários também estariam envolvidos no esquema de corrupção que desviou verba pública para a copra de votos e garantir a eleição do deputado Pedro Bezerra, na eleição deste ano.

Computadores, celulares, cheques, notas fiscais e documentações da prefeitura e além de uma quantia de 24 mil reais de um dos investigados foram apreendidas para análise da polícia. “A segunda fase é analise de tudo o que foi apreendido”, afirma Artur.

Deputados estaduais também estariam envolvidos no esquema fraudulento de caixa dois. Segundo o Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União (CGU), o desvio dos recursos públicos era realizados por meio de pagamentos feitos a empresas contratadas pela prefeitura de Juazeiro do Norte.

Conforme Artur Lima, porta voz da PF, ao todo foram cumpridos 17 mandatos de busca a apreensão em Barbalha, Fortaleza e Viçosa do Ceará.

A produção da Rede Jangadeiro FM entrou em contato com a assessoria do prefeito Arnon Bezerra, mas ele não quis se pronunciar. Também foi tentado contato com o deputado federal Pedro Bezerra e com o PTB, mas as ligações não foram atendidas. Pedro Bezerra foi eleito, em outubro, deputado federal de Juazeiro do Norte com 119 mil votos.

Confira matéria de Roberta Almeida para Rede Jangadeiro FM: