Homem é preso após desenterrar ex-prefeito de Martinópole para provar que é filho dele
EXAME DE DNA

Homem é preso após desenterrar ex-prefeito de Martinópole para provar que é filho dele

Antônio dos Santos jogou os ossos no lixo e guardou a arcada dentária no bolso. Agora, pode pegar três anos de prisão

Por Matheus Ribeiro em Ceará

5 de janeiro de 2017 às 09:44

Há 2 semanas

Caso aconteceu por volta das 17h desta quarta-feira (FOTO: Reprodução)

Uma ocorrência policial na tarde desta quarta-feira (4) chocou o município de Martinópole, a 326 quilômetros de Fortaleza. Um homem, identificado como Antonio Mauro dos Santos, de 25 anos, foi preso por violar a sepultura de um ex-prefeito da cidade para tentar provar que seria filho dele.

De acordo com o titular da Delegacia de Uruoca, onde o caso está sendo investigado, Fábio Marco, o homem invadiu o cemitério e violou dois túmulos. “Ele entrou e retirou ossadas de um ex-prefeito e do neto do ex-prefeito também. Nós fomos acionados ao local e conseguimos prendê-lo”, informou. 

Segundo a polícia, Antonio retirou os restos mortais e colocou as arcadas dentárias dos dois corpos no próprio bolso. Quando questionado sobre onde estariam os restos das ossadas, Antonio informou que teria jogado no lixo.

“Nós prendemos ele algumas horas depois, e quando encontramos ele estava com a arcada dentária dos dois corpos no bolso”, completou o delegado. O Tribuna do Ceará não conseguiu apurar o nome do ex-prefeito.

O caso foi registrado na Delegacia Regional de Sobral, mas será investigado pela delegacia de Uruoca. Antonio dos Santos foi enquadrado no artigo 210 do Código Penal Brasileiro, no qual determina que “violar ou profanar sepultura ou urna funerária é considerado crime, com pena de reclusão de um a três anos e multa”.

Publicidade

Dê sua opinião

EXAME DE DNA

Homem é preso após desenterrar ex-prefeito de Martinópole para provar que é filho dele

Antônio dos Santos jogou os ossos no lixo e guardou a arcada dentária no bolso. Agora, pode pegar três anos de prisão

Por Matheus Ribeiro em Ceará

5 de janeiro de 2017 às 09:44

Há 2 semanas

Caso aconteceu por volta das 17h desta quarta-feira (FOTO: Reprodução)

Uma ocorrência policial na tarde desta quarta-feira (4) chocou o município de Martinópole, a 326 quilômetros de Fortaleza. Um homem, identificado como Antonio Mauro dos Santos, de 25 anos, foi preso por violar a sepultura de um ex-prefeito da cidade para tentar provar que seria filho dele.

De acordo com o titular da Delegacia de Uruoca, onde o caso está sendo investigado, Fábio Marco, o homem invadiu o cemitério e violou dois túmulos. “Ele entrou e retirou ossadas de um ex-prefeito e do neto do ex-prefeito também. Nós fomos acionados ao local e conseguimos prendê-lo”, informou. 

Segundo a polícia, Antonio retirou os restos mortais e colocou as arcadas dentárias dos dois corpos no próprio bolso. Quando questionado sobre onde estariam os restos das ossadas, Antonio informou que teria jogado no lixo.

“Nós prendemos ele algumas horas depois, e quando encontramos ele estava com a arcada dentária dos dois corpos no bolso”, completou o delegado. O Tribuna do Ceará não conseguiu apurar o nome do ex-prefeito.

O caso foi registrado na Delegacia Regional de Sobral, mas será investigado pela delegacia de Uruoca. Antonio dos Santos foi enquadrado no artigo 210 do Código Penal Brasileiro, no qual determina que “violar ou profanar sepultura ou urna funerária é considerado crime, com pena de reclusão de um a três anos e multa”.